quarta-feira, 22 de maio de 2019

CDMX

Oito anos depois da minha última visita, é claro que a Cidade do México está mudada. Há novos arranha-céus, alguns de arquitetura impressionante, erguidos graças à tecnologia que permite que eles suportem terremotos. E agora também há um logo, CDMX, visível por toda parte. O curioso é que os chilangos (os nativos daqui) sempre chamaram a cidade por outra sigla, DF (de Distrito Federal). Mas o CDMX faz parte de um esforço de rebranding, e já adorna ônibus, táxis (que não são mais verdes, e sim rosas) e até tuk-tuks de design arrojado, vulgo ciclotaxis. Também não faltam patinetes, mas este já é um fenômeno global.

6 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Para você ouvir tbm quando estiver por aí e lembrar de um tempo bom!
    https://m.letras.mus.br/burt-bacharach/254151/traducao.html#

    ResponderExcluir
  2. Acho muito interessante quando cidades tentam criar uma marca própria. A da CDMX parece ter sido uma boa. E vem logo depois de uma mudança na estrutura administrativa da entidade mesmo. Antes ela era um Distrito Federal que nem o do Brasil mesmo. Agora é tipo um ente federal como os outros estados, com sua assembléia, governador etc.

    ResponderExcluir
  3. Não é somente rebrading. Era DF pq era um distrito, mas agora é um estado.

    ResponderExcluir
  4. Férias ou trabalho?

    ResponderExcluir
  5. Gente o David Miranda tá arrasando na câmara vestindo uns terninho tão bonitinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas aqui tinham que ler Homem Invisível do Ralph Ellison continuamos a viver um Racismo Estrutural que impede que saudemos o novo. Mas como se nem racistas nos consideramos a Banânia prefere continuar acreditando que são seres superiores e blablabla. Depois que essa corja elegeu até um Bolsonaro perdi todas esperanças. Somente vão acordar quando um dia pela manhã sentirem a água batendo na bunda. Agora somos nós por nós.
      Com vocês a voz da corja nos comentários a seguir:
      G-

      Excluir