sábado, 6 de abril de 2019

VOCÊ PINTA COMO EU PINTO?


Depois de três filmes, dá para sacar qual é a do diretor argentino Gastón Duprat. "O Homem do Lado" falava de arquitetura.;"O Cidadão Ilustre", de literatura; e o atual, "Minha Obra-Prima Maestra", de pintura. Duprat discute não só o que é arte, como também a maneira de avaliá-la. Fama e grana sempre estiveram perto de seus personagens, mas em "Obra-Prima" elas estão no centro da história. Que poderia ser assinada por Banksy: um galerista de Buenos Aires finge a morte de um dos artistas que representa, para que os preços de suas obras disparem. A dupla de vigaristas é feita por duas lendas do cinema argentino, Guillermo Francella e Luís Brandoni, e a química entre ambos faz crer mesmo que sejam amigos de décadas. O longa não é uma obra-prima feito "O Cidadão Ilustre", mas o bom roteiro honra a tradição dos nossos vizinhos. Vale o preço do ingresso.

4 comentários:

  1. Pq esses caras fazem tanto filme bom e a gente só comédia besteirol?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem MUITA comédia besteirol feita na Argentina. Mas elas não costumam viajar. Por aqui só chega o crème de la cème da produção cinematográfica deles.

      Excluir
  2. Me Garanto. Nunca tive Reclamação. Rsrs

    ResponderExcluir
  3. Os atores estão ótimos, mas achei os personagens e o filme muito superficiais. Pelas críticas e pela sinopse, esperava muito, muito mais.

    ResponderExcluir