terça-feira, 30 de abril de 2019

LEVANTE NO CAMPO


Sobibor parece o nome de uma boate para bibas, mas na verdade foi um campo de concentração nazista onde aconteceu um levante, seguido por uma fuga. Cerca de 400 pessoas conseguiram escapar, e umas 100 não foram recapturadas nem mortas. Esse episódio dramático da 2a. Guerra Mundial é o tema de "Sobibor", o filme que representou a Rússia no último Oscar. Pena que a realização não esteja à altura do assunto: depois de "Filho de Saul", ficou difícil para o cinema abordar o Holocausto de uma maneira criativa. A direção burocrática faz com que as muitas cenas de tortura doam até no espectador, e a catarse demora muito para aocntecer. Mesmo não sendo um passeio no parque, "Sobibor" é uma aula de história. Também é um lembrete de como o homem pode ser cruel.

6 comentários:

  1. Aqui no BR temos esse lembrete todo dia. Os cara fizeram bem de se revoltar, os que não se revoltaram acabaram mortos porque achavam que se ficassem quetos escapariam com vida depois do final da guerra. Tema levantado pelo Agambem, outro ponto é como todos nós hoje vivemos num campo de concentração, com constantes identificações biométricos, e análise de tudo o que fazemos é também constante invadam de privacidade. Eu fui vítima desse controle nazista, tive minha vida devastada pelos golpistas, mas todos nós somos...

    ResponderExcluir
  2. Nossa Tony. Você anda numa fase bem heavy.

    ResponderExcluir
  3. 19:40 Sua Anta, o país na merda que está. O mundo pegando fogo. As reflexões do passado só confirmando a falência humana e vc vem com essa conversinha de Jardim da infância de fase bem heavy. Acorda pra vida CinderllAlice. Tomar pé da realidade já seria uma boa contribuição para que venham dias melhores...
    G-

    ResponderExcluir
  4. As suas camisas são bárbaras. Aquela com pequenos alces adorei.
    G-

    ResponderExcluir
  5. Orgasmo de Cavalo30 de abril de 2019 21:40

    No filme não é falado que o nazismo é de esquerda como ensina o velhaco decrépito e geriátrico do Olavo de Carvalho não? Sujeito que fala que nazismo é de esquerda tinha que tomar um soco na cara pra largar a mão de ser mau-caráter e cínico.

    ResponderExcluir
  6. Bem forte e impactante, lembro-me que assisti a anos em uma emissora Holocausto, fiquei dias lembrando daquele horror todo, imagina ver este filme, nem durmo!!!!! Incrível e surpreendente alguém sobreviver a tudo isto, tanto sofrimento bárbaro!!!!

    ResponderExcluir