segunda-feira, 18 de março de 2019

EL AMOR DESPUÉS DEL AMOR


Ricardo Darín tem um público cativo no Brasil. O cinema em que eu fui ver "Um Amor Inesperado" no sábado à tarde estava quase lotado, e depois fiquei sabendo que vários amigos foram ver o filme no fim de semana da estreia. Devem ter gostado, porque este é um Darín dos bons: tem roteiro burilado e ótimas interpretações, dois fatores que nos fizeram amar o cinema argentino. Mas também é longo demais: dura 2h15, uma eternidade para uma comédia romântica. Para piorar, a história é para allá de previsívei. Um casal de meia idade se separa depois que o filho sai de casa, porque acabou o assunto (ela é Mercedes Morán, uma atriz fabulosa). Passam algum tempo se aventurando no Tinder, até que então... Estou dando spoiler? Alguém achou que o final seria diferente? "Um Amor Inesperado" não faz feio, mas tampouco entra para o rol dos melhores dos nossos vizinhos. É uma boa empanada, mas não chega a asado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário