quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

MORO DE MEDO

"Não se nomeia ministro a quem não se possa demitir". Muito se repetiu esta frase quando o Bozo indicou Sergio Moro para o ministério da Justiça, no final do ano passado. Falou-se até que o ex-juiz teria carta branca para fazer o que bem quisesse. Mas a estatura de Moro começou a diminuir assim que ele aceitou o cargo: afinal, ao longo da Lava-Jato, ele disse algumas vezes que não estava interessado em se bandear para a política. O algoz de Lula encolheu ainda mais quando passou a conviver numa boa com o laranjal do PSL e os vínculos do clã Boçalnaro com as milícias do Rio de Janeiro. Ontem ele pareceu recuperar a hombridade ao convidar Ilona Szabó para o Conselho de Seguranca Criminal e Penitenciária. Mas a minionzada chiou, e hoje Moro abriu as pernas. Desconvidou uma das maiores especialistas em segurança pública do Brasil e ainda admitiu que foi por causa da "repercussão negativa" nas redes sociais. Acuma? Então trata-se mesmo de um bundão movido a likes? Ou então levou um pito do chefe, este sim um macaco que só faz o que a plateia gosta. O ex-super-herói morreu de medo de perder a sinecura: não pode mais voltar a ser juiz. Também nunca mais será o paladino que enganou tanta gente.

10 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Que fique registrado: Enganou somente quem estava louco para ser enganado.
    A internet é até chata é só olhar o histórico.
    #Aécionacadeia

    ResponderExcluir
  2. Pois é... Nada como um dia após o outro. O problema é que a desmoralização do Moro é também a desmoralização da Lava Jato e todo purgatório derivado dela. Claro que não dá para esperar dele como ministro, o mesmo comportamento de juiz. Mas dentro das possibilidades do cargo, ele já poderia ser muito maior... Perde o Brasil, perde a luta contra a corrupção.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. Gosto muito dos textos e relatos que vez ou outra leio por aqui, mas, o layout (fundo preto e letras brancas), posso estar enganado, talvez existam pesquisas que me derrubem, é prejudicial a leitura, Dificulta, fica embolando.

    Será?

    ResponderExcluir
  4. Eu nem torço mais contra esse governo. Nem precisa. Ele se destroi sozinho

    ResponderExcluir
  5. Livre nomeação, livre exoneração. Bolsonaro pode mandar guedes e moro para a PQP a hora que quiser. Que os pretensos intelectuais que defenderam isso, fiquem cientes.

    ResponderExcluir
  6. Kd os comentários das paneleiras? Kd panela batendo? Eu quero barulho! Eu quero o fim da corrupissaum!

    ResponderExcluir
  7. Um super pau mandado dos seus chefes americanos que devem estar numa festa com prostitutas champagne pó paga com o din din do pré sal e dívida pública. HORROR!

    ResponderExcluir
  8. Colonialismo no talo!

    ResponderExcluir