sábado, 23 de fevereiro de 2019

I LOVE YOUR FUNNY FACE

Hoje morreu Stanley Donen, diretor do mais aclamado musical de todos os tempos - "Cantando na Chuva". Também é dele o filme de que eu mais gosto na vida, "Funny Face", traduzido no Brasil como "Cinderela em Paris". Vi pela primeira vez numa Sessão da Tarde antes de conhecer Paris pessoalmente, e vi pela segunda num cinema lá mesmo, aos prantos. Depois perdi a conta, porque comprei em VHS e também em DVD. É a perfeição em celulóide: tem tiradas finíssimas no roteiro, locações deslumbrantes, Fred Astaire, canções de George e Ira Gershwin, Audrey Hepbrun, figurinos de Givenchy. A sequência acima culmina com a Vitória de Samotrácia no Louvre, a imagem mais icônica do filme. Deu vontade de rever tudo. E criar coragem para fazer uma versão gay da história.

2 comentários:

  1. Fiquei triste, sendo sincera nem sabia que estava vivo. Cinderela em Paris é o filme que menos gosto da Audrey.

    ResponderExcluir
  2. a ideia de fazer uma versao gay seria incrivel!

    ResponderExcluir