domingo, 20 de janeiro de 2019

I LOVE YOU, TOMORROW

"Annie" é o primeiro musical da vida de muitos americanos. É sobre crianças e para crianças. O pretexto ideal para os pais introduzirem os pimpolhos à Broadway e, quem sabe, despertar uma vocação de coreógrafo ou maquiador. Isto quer dizer que é teatro infantil: luxuoso, com orquestra, cenários elaborados, mas não mais complexo do que "Os Três Porquinhos versus o Bicho-Papão". É nesse espírito que deve ser visto o "Annie" que fica em cartaz em São Paulo por mais uma semana: uma montagem quadrada para uma peça quadrada. Mas é muito bem feita, como tudo que Miguel Falabella faz. Ele está divertido como Daddy Arbucks, e resvala para seus cacos (antibes?) habituais no final do espetáculo. A voz falha algumas vezes, mas ninguém está ficando mais jovem. Voz nenhuma é o que tem Ingrid Guimarães, mas ela também compensa com charme e timing. A única coisa com que realmente impliquei foi a versão de Falabella para a letra de "Tomorrow", o grand hit da peça. Tudo rima e faz sentido, mas sem a poesia de "you're only a day away".

Nenhum comentário:

Postar um comentário