quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

ELE TAMBÉM


Um fenômeno curioso está se passando com "A Esposa". O roteiro, baseado no livro do mesmo nome, rodou os estúdios de Hollywood ao longo de mais de 12 anos. Foi rejeitado por causa do titulo e pela protagonista ser uma mulher madura. Até que Glenn Close se interessou pelo papel, e os produtores conseguiram financiamento na Europa. O resultado é um filme redondinho, que conta a história da mulher com talento literário mas que sufocou a própria carreira em prol da do marido. Quando ele recebe o prêmio Nobel, a tensão acumulada durante anos explode. Glenn, fabulosa como sempre, já ganhou o Globo de Ouro e é a favorita para o Oscar, que há três décadas lhe escapa das mãos. Mas por que ninguém fala de Jonathan Pryce? O ator inglês está fantástico como o autor vaidoso e infiel, e merecia ser indicado a alguns prêmios. Sinal dos tempos: um filme tão alinhado ao movimento #MeToo, que finalmente vai consagrar uma das atrizes mais injustiçadas da história do cinema, não está rendendo aplausos para seu antagonista masculino.

4 comentários:

  1. to loco p ver. o discurso dela no GG foi mto lindo

    ResponderExcluir
  2. Glenn é Close certo, bixa!!!

    ResponderExcluir
  3. Na internet dizem que ela é travesti: MTF tranny.

    (Canais de youtube a rodo..)

    ResponderExcluir
  4. Será que Glenn levará mesmo o Oscar? Vamos aguardar. Glenn já devia, no mínimo, ter duas estatuetas. Se ganha o Oscar, será aplaudida de pé e certamente se emocionará fácil. Glenn saiu com um Globo de Ouro, mas deve-se lembrar que quem vota no Globo não vota no Oscar. Além do mais, no Globo, há duas categorias de melhor atriz em papel principal, drama e comédia. Nos últimos anos, as atrizes que levam esses prêmios no Globo, são as duas favoritas para o Oscar. As pessoas estão esquecendo que Olivia Colman venceu na categoria de melhor atriz principal em comédia. E Olivia, é uma desafiante à altura de Glenn. Vamos aguardar o SAG e o BAFTA, onde muitos dos que votam, também são votantes do Oscar, para termos um termômetro de como está a corrida pelo Oscar de melhor atriz. Uma observação: a produtora de The Wife, adiou a estreia do filme para 2018, justamente para que Glenn tivesse mais chances de vencer no Oscar de 2019, vide que o Oscar para 2018 estava lotado de favoritas. E a escolha por adiar o filme, como vemos gora, se mostrou extremamente acertada. Queriam que Glenn saísse com m Oscar. E tudo indica que ela sairá com um este ano. Se não sair agora, dificilmente Glenn terá outra oportunidade para levar uma estatueta.

    ResponderExcluir