quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

ELA AINDA É ELA?


Kéfera Buchmann é um unicórnio no showbiz brasileiro: um caso único de uma atriz que se tornou famosa, rica e popular antes mesmo de começar sua carreira. Foi graças a seu canal no YouTube que a paranaense se tornou uma das influenciadora digitais com mais seguidores no Brasil. Sua estreia no cinema foi estrondosa: no final de 2016, "É Fada!", vendeu cerca de dois milhões de ingressos. Mais de dois anos depois, será que Kéfera ainda é capaz de mobilizar tanta gente? Seus vídeos se tornaram mais espaçados, e ela agora faz novela na Globo. E seus fãs - meninas adolescentes, na maioria - cresceram. Estariam interessados em "Eu Sou Mais Eu"? O filme de Pedro Amorim parece ter sido calibrado tendo em vista este público. O assunto é justamente a passagem para a vida adulta, e a personagem central tem muito de sua intérprete. Kéfera também foi uma garota desajeitada, vítima de bullying no colégio. Não é o tipo de longa que me atraia (passei da idade faz tempo), mas fui à cabine para a imprensa e achei legalzinho, apesar de algumas barrigas. Mais interessante vai ser acompanhar a bilheteria. Se for boa, Kéfera estará provando que sua fama amealhada na internet ainda tem combustível para queimar.

Um comentário: