quinta-feira, 22 de novembro de 2018

SÓ MUDA DE ENDEREÇO

Um amigo foi para o Chile e me trouxe um presente adorável de lá: o livro "Gay Gigante - Una Historia sobre el Miedo". É uma graphic novel autobiográfica de Gabriel Ebensperger: em branco e tons de rosa, ele conta e faz piada da descoberta de sua homossexualidade, ao som de Alanis Morrissette. Mesmo tendo nascido em outro país e sendo uns 20 anos mais jovem do que eu, Gabriel tem uma história parecida com a minha. A maior diferença é mesmo a internet: é através do IRC - quem lembra? - que ele conhece o garoto em quem dá seu primeiro beijo (comigo foi com meu professor de teatro, como se fazia antigamente). O "gay gigante" do título é o próprio Gabriel, que se espanta com sua viadagem óbvia ao se ver em fotos antigas. Cheio de referências pop e alternando momentos tristes com outros engraçados, o livro vai encantar quem passou por processos parecidos, i.e., quase todos nós. Somos basicamente um só. Um enorme homossexual a cobrir toda a América do Sul.

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Pra que? Espanhol é só um português com as vogais no lugar errado

      Excluir
  2. eu adorei o professor de teatro como se fazia antigamente.

    ResponderExcluir
  3. Como sou antiquado, meu primeiro beijo foi com o meu marido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo beijo é mais gostoso .

      arranja um amante para dar o segundo

      Excluir
  4. IRC = Internet relay chat, antes que alguma chata venha dizer que era “mIRC” (esse era apenas um cliente de IRC).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena! Não sabia! Já nasci na era Grindr!

      Excluir
    2. Não sabe o que perdeu.

      Excluir
  5. Tony, você pegou a época do 145 - disk amizade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já era grandinho, mas nunca usei o serviço. Um amigo meu adorava.

      Excluir