sexta-feira, 26 de outubro de 2018

MONEY PORN


Depois de esperar meses e ler o livro original, com mais de 500 páginas, finalmente consegui ver "Podres de Ricos". O filme entrega tudo o que promete: é uma comédia luxuosa, com algumas boas piadas, muitos sabores exóticos e o homem mais lindo do mundo neste momento, o anglo-malaio Henry Golding. O livro, é claro, tem muito mais detalhes, e algumas coisas tiveram que ser simplificadas para caber em duas horas. Mas o essencial está lá: garota sino-americana vai para Singapura com o noivo, sem saber que ele é o herdeiro da maior fortuna de lá. Os cenários mais famosos da cidade são bem aproveitados, como o jardim botânico que parece caído do planeta de "Avatar" ou aquele hotel de três torres com um terraço gigante por cima. Michelle Yeoh está soberba como a matriarca da família que prefere que seu filhinho se case com uma moça tão rica quanto, e a rapper Awkwafina rouba todas as cenas em que aparece. Com uma trilha sonora com muita big band, "Podres de Ricos" lembra mesmo um filme romântico da década de 40. Mas, graças ao elenco 100% asiático e à ausência de estereótipos raciais, também  é um artefato pop digno do século 21. "Money porn" para desfrutado sem culpa.

2 comentários:

  1. Esse tem grandes chances de ganhar o Oscar de Roteiro Adaptado. Sabe se está concorrendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concorrendo está, mas as indicações só saem em janeiro.

      Excluir