sexta-feira, 19 de outubro de 2018

JÁ COMEÇOU

Um conhecido recebeu a visita da polícia. Motivo: uma vizinha do prédio ao lado conseguia vê-lo saindo pelado do banheiro, depois de tomar banho. Ao invés de ligar para ele ou mandar recado via porteiro, ela preferiu chamar os tiras. Esse episódio, mais um sintoma do clima que se instala no país, é até engraçado. Muito mais preocupantes são as ameaças que gays, mulheres, trans e negros vêm recebendo. Estamos correndo perigo fisicamente. Mas alguns amigos brancos e HTs não se importam: eles sempre me fazem o favor de lembrar que "o PT quer transformar o Brasil na Venezuela", como se o partido tivesse tentado isto nos 13 anos em que ficou no poder. A Venezuela é governada há quase 20 anos por um grupo fortemente enraizado no exército, que teve um líder carismático eleito democraticamente mas hoje se comporta feito uma ditadura para não perder a mamata. Parece uma descrição do governo do Coiso, né? E ainda vi gente dizendo que gay que reclama da homofobia do Bozo está "colocando sua opção sexual acima dos interesses do país". Aqui mesmo no blog tveio um asno falar que direitos LGBT são "amenidades". Não são: é tão difícil assim aceitar que eu não voto em quem não me reconhece como cidadão pleno?

17 comentários:

  1. Aconteceu comigo. Vieram falar no MEU FACEBOOK que eu "coloco minha preferência sexual à frente da nação". Não fode.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você foi o primeiro caso do gênero que eu vi. depois vi outros...

      Excluir
  2. Já que o governo vai ser para "a maioria" como diz o Bozo, e apenas para a maioria, está na hora então de exigirmos isenção de imposto. Se uma pessoa não é digna de ser considerada membro da sociedade, então deveria no mínimo ser desobrigada de contribuir para a dita sociedade. Simples assim. Isenção de impostos para LGTBs Já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica inclusive a dica para organizadores de parada do orgulho e afins: promover o tema "inseção de impostos para LGBTs" em 2019, de modo a forçar a sociedade a pensar um pouco.

      Excluir
  3. Ele é um PÉSSIMO político.

    NEPOTISTA DEMAGOGO.

    27 anos mamando no governo. Antes disso fez parte do "exercito" brasileiro... Ou seja: MAIS GOVERNO.

    SEMPRE votando a favor de regalias a milicos.

    https://youtu.be/4dqomFThmnk

    ResponderExcluir
  4. Acho uma obrigação dos HTs fiscalizar e reprimir atitudes homofóbicas, mesmo que veladas e se presenciarem algo, chamarem a polícia, para denunciar discriminação e preconceito, comportamentos vedados pela constituição e acho que devemos todos nos unir para em matéria de comportamento preservar a liberdade conquistada a duras penas... #nemummilimetroamenos

    ResponderExcluir
  5. Deixa esses HTs ridículos votarem num desonesto autoritário que faz caixa 2 antes mesmo de ser eleito. Só quero ver quando esse ranço levar o país pro abismo, se eu ainda tiver voz vou dizer: eu avisei, sua ridícula

    ResponderExcluir
  6. Atualmente eu preciso de um manual de instrução de como agir: tem a cartilha da maioria (Bozo) ou tem a outra....

    ResponderExcluir
  7. Deixem que nos persiga, deixem que tirem nossos direitos, deixem que prendam, deixem que nos matem! Quem sabe depois do nosso holocausto nós mesmos não nos fortaleçamos e nossos amigos e familiares que hoje colocam nossos algozes no poder, no futuro se levantem em nossa defesa.
    Fui massacrado quando comentei aqui em outro post que já temos que nos acostumar com a ideia desse inominável no executivo, com sua corja-quase-maioria eleita a reboque no legislativo e sabe-se lá o que pode vir no judiciário igual o inominável da América lá de cima está escolhendo.
    Chega de mímimi, tínhamos que como gays ter adquirido consciência civil há vinte anos atrás quando começamos a sair dos nossos armários moral e social, mas ao invés disso, curtimos/usamos/e/abusamos da nossa quase eterna adolescência nas baladas construindo mais corpos do que posicionamento político.
    Agora é tarde! Agora precisamos nos unir pautados em direitos civis, deixar de lado os “não curto magro”, “não curto gordo”, “só sarados”, “não aos baladeiros de plantão”, “não curto afeminados”, “não”, “não” e “não” (incrível como nós nos rejeitamos a nós mesmos e uns aos outros em nós como um todo (auto massacre redundante), agora que acabou a puberdade vamos dar as mãos e lutar por uma causa que nos une: a nossa existência.
    Muitos não entenderão o que eu disse aqui, acredito que você sim, Tony e aos poucos que importa entender, daí saia o que precisamos construir a nosso favor: direito com responsabilidade.
    “I have a dream”...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há bem pouco tempo atrás, aqui, você seria taxado de piegas.
      G-

      Excluir
    2. Pois é, G, piegas foi o mínimo que já fui taxado aqui nos frequentadores do Tony e em outras redes também, mas já ouvi coisa muito pior de amigos “esclarecidos”.
      Agora só estamos pagando a conta da nossa omissão com o inominável inimaginável mas também com nossos amigos/familiares, nunca nos posicionamos com eles sempre mantendo o “deboísmo” e entre nós que compomos a sigla, só nos rejeitamos e nos evitamos com diferenças sendo que como comunidade vamos pagar um preço só.

      Excluir
  8. Sempre que alguém vem falar em opção sexual comigo, eu pergunto você é naturalmente homosexual e optou fingir ser hétero, é isso? Esse é o único caso que esse conceito de opção sexual faz sentido.

    ResponderExcluir
  9. O Mio Babbino Caro
    Espera aí!!!!
    É sério que a ficha disso tudo só está caindo agora????
    Não acredito!!!
    Olha aí pra traz o que eu tenho dito sobre isso tudo ao longo desses anos todos.
    ...Só Carolina não viu!

    ResponderExcluir
  10. A imagem da escareação feita por budistas radicais (risos) caiu como uma luva neste post.

    ResponderExcluir
  11. Um comentário sobre a vizinha do prédio ao lado que chamou a polícia: cabe ao seu conhecido processar ela por invasão de privacidade.

    ResponderExcluir
  12. Tony a polícia foi falar com seu amigo? Ele não estava dentro da casa dele? Por favor preciso saber... essa história está cheia de arbitrariedades...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Você levantou uma verdade: a polícia não pode entrar num condomínio (propriedade privada) e subir até um apartamento sem um mandado ou em casos de violência doméstica ou quem chamou a polícia ter sido vítima de violência ou ameaça. Eu já chamei a polícia por causa de baderna no apto de cima e os policiais me disseram que não podiam subir e bater na porta deles exceto os casos que cities, se eles fizessem podiam perder o emprego e responder processo.
      Tony, essa história aí agora pareceu hysterical news.

      Excluir