sexta-feira, 28 de setembro de 2018

DIA DE FESTA NO VALE


O Vale dos Homossexuais amanheceu cantando. Nada menos do que três álbuns de deevas beeshas foram lançados nesta sexta-feira. O mais badalado é o de covers do ABBA por Santa Cher. Trata-se de um disco oportunista e preguiçoso: na maioria das faixas, parece que apenas trocaram os vocais de Frida e Agnetha pelos da divindade. Até os arranjos para os filmes "Mamma Mia!" arriscaram mais. E o repertório de apenas dez canções só traz obviedades: nenhuma inédita, nenhuma pérola obscura, nenhuma abordagem inusitada. Mesmo assim, "Dancing Queen" é uma delícia, realçada pela voz dramática de Cher.  As definições de música viada não foram atualizadas com sucesso: só reiteradas. Quem inova é Madonna.

Gal Costa nunca se encaixou no molde da deeva beesha, mas sempre foi muito querida no Vale. E "A Pele do Futuro" acena para nosso povo logo na abertura: "Sublime", composta originalmente como um samba, ganha roupagem de disco music dos anos 70. O resultado fica aquém do título da música, mas é divertido ver uma entidade feito Gal se voltando para as peeshtas de dança. O resto do álbum é bem mais comercial que os últimos trabalhos da cantora: todas as faixas foram pensadas para virar hits, e não admira que o próximo single seja "Cuidando de Longe", um dueto com Marília Mendonça. Dessa vez Gal não rompeu barreiras, e sua voz não é mais o cristal de antes. Mas "A Pele do Futuro" não faz feio perto de clássicos como "Fantasia".
Agora, beesha phyna pra valer está celebrando a chegada de "Désobeissance", o novo álbum de Mylène Farmer. Há anos que eu prego o credo mylènista aqui no blog, mas consegui poucos adeptos. Problema de vocês: aí sobra mais Mylène para os verdadeiros apreciadores. Já postei a capa e a melhor música do disco neste post de três semanas atrás: vai lá, e converta-se você também. Allez-y!
Como se não bastasse essa avalanche de música nova, a Dona da Porra Toda se pronunciou. Madonna aderiu ao #EleNão no Stories, e já está sendo acusada de mamar nas tetas da Lei "Rouaney" ou de ter recebido 600 milhões. Pois é, valecistas: depois de nos encher de alegrias ao longo dos anos, hoje Madge está fazendo a minionzada passar mais um vexame histórico. Rainha, né, mores?

24 comentários:

  1. Adoro quando alguém se arroga a determinar aquilo que um grupo imenso de pessoas pensa e gosta. O problema é que não estamos mais no século vinte e os formadores de opinião perderam o controle da narrativa. No mundo real, ninguém liga pra umas velhas caquéticas querendo ganhar uns cobres com regravações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, passe no RH do Vale. Você acabou de ser expulso.

      Excluir
    2. Qual o melhor lugar pra baladas gay? Istambul?

      Excluir
  2. "Madonna aderiu ao #EleNão no Stories, e já está sendo acusada de mamar nas tetas da Lei "Rouaney" ou de ter recebido 600 milhões" Ia falar que ia aparecer um aqui falando que isso é verdade, mas ele apareceu primeiro né anônimo das 12:42?
    Nick

    ResponderExcluir
  3. "Por favor, passe no RH do Vale. Você acabou de ser expulso" Ele nem liga Tony, pois é o mesmo que vem comentar com o discurso de "o indivíduo é maior que o coletivo e blá blá blá". Como se fosse um indivíduo gay que conquistou os direitos dos gays e não o COLETIVO gay feito por várias pessoas querendo os mesmos direitos!
    Nick

    ResponderExcluir
  4. Esperando o post pra quando sair o álbum da Robyn.

    ResponderExcluir
  5. Madonna é uma hipócrita covarde! Na época da guerra ILEGAL e IMORAL do "Iraque" (não deles néaaaammmmm...) essa "dama da noite" SE CALOU RAPIDINHO!!

    Tem um pingo de vergonha na cara essa mercenária!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmm, não, Mono. O começo da guerra do Iraque coincidiu com o lançamento do álbum "American Life" e um dos clipes mais políticos que Madonna já fez. Ela deu muitas entrevistas critcando o Bush naquela época. Você está enganado, sorru.

      Excluir
    2. que iraque o que eles estão roubando O NOSSO PETROLEO 75% do pré sal é do país racista imperialista que espionou a Dilma e destruiu a minha vida! Acorda bee!

      Excluir
    3. Sabia q existe um disco chamado "American Life"?

      Excluir
  6. Eu passei a conhecer e me apaixonei pela Mylène Farmer a partir de um post seu de anos atrás. Sempre maravilhosa ;) Obrigado! Indicação para o resto da vida.

    ResponderExcluir
  7. Festa no Vale vai ser quando o Bolsonaro nem ir pro segundo turno! Até a Veja está publicando as fraudes e mentiras desse crápula.

    ResponderExcluir
  8. QUAL MELHOR CIDADE COM BALADAS GAY?! Você não respondeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kķkkkkkkk Bingo às 23:38 , Tonya!

      Excluir
  9. Tony, o que tu achaste do clipe de SOS? Eu me emociono e fico hipnotizado toda vez que vejo. Toda a estética ficou incrível e as mulheres do clipe são tão incríveis quanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei bonito também, concordo. Mas senti falta de ver a própria Cher cantando em algum momento. Eu adoro ver a Cher...

      Excluir
  10. O Mio Babbino Caro
    O dhílicia de post:"Quem puder ser Gay que seja".

    ResponderExcluir
  11. Welton Trindade, rainha tipo a senhora? Presidente do Estruturação em Brasília só sabia berrar em cima do trio em dia de parada, você não me representa. Garanto que deve estar apoiando a candidatura do Platini, outro verborragico que não ajuda em nada o movimento LGBT. Vergonha de vocês.

    ResponderExcluir
  12. Tô bem curioso pra ver esse disco "português da Madonnna". Sim, acho que vai ter guitarra portuguesa, um fadinho, até pq ela tava BFF da celeste Rodrigues até a mosrte desta, mas o forte do pop por aqui são as kizombas e os ritmos africanos. Arrisco que vai ter umas faixas com um batidão. Aliás, já ouvi falar da Blaya? A portuguesa nascida no Brasil, gravou um funk chiclete, daqueles insuportáveis, mas divertidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu baixei aquela música da Blaya que a Anitta cantou no Rock in Rio Lisboa.

      Excluir
  13. Que delícia a música da Gal! Essa capa do álbum da Cher? Kkkk super mal feita !

    ResponderExcluir