segunda-feira, 11 de junho de 2018

O PRIMEIRO TONY NINGUÉM ESQUECE

Eu nunca tinha assistido a uma cerimônia inteira de entrega dos Tonys. Quer dizer, continuo sem ter assistido: me confundi com o horário e quando sintonizei no canal Film & Arts, que transmitiu os Tonys pela primeira vez para o Brasil, já havia perdido meia hora. A maior graça do evento são números completos dos musicais indicados, e claro que eu fiquei doente para ver todos - até mesmo "Frozen", que não é exatamente my cup of tea. Meus favoritos foram o sapateado da lula Squidward de "Spongebob Squarepants" (sim, fizeram um musical do Bob Esponja), absolutamente espetacular, e as três atrizes principais de "Summer" cantando "Last Dance" - nada espetacular mas, ei, é o musical da Donna Summer! Além do "fuck Trump" de Robert De Niro, não faltou política nos agradecimentos. Sempre tem muito gay dedicando o troféu ao namorado e neste ano não foi diferente, mas a vitória de "The Band's Visit", com egípcios e israelenses convivendo numa boa, trouxe um pouco de política internacional para a festa. Ainda teve um grupo de garotos sobreviventes do massacre de Parkland cantando "Seasons of Love" tão divinamente que eu achei que eram profissionais. Ah, e por que é que não montam logo a peça do Harry Potter no Brasil? Ele não tem fãs por aqui? Era o jeito, já que não ponho os pés na Boradway há mais de cinco anos e não tenho a menor perspectiva de voltar em breve. Fuck Temer.

(queria ilustrar este post alguns vídeos dos números musicais, mas a porra da CBS não libera no YouTube. Fuck CBS.)

15 comentários:

  1. Não acho o Fuck um palavrão adequado. Eu, e acredito que a maioria do pessoal do blog gosta de ser fucked ou fuck alguém. Ao meu ver mandar alguém se foder é mandar a pessoas fazer algo prazeroso. Eu, mandaria o Temer ir assistir umas 30 horas seguidas de alguma pregação evangélica daquelas pastores que acham que Jesus é surdo. Isso sim é um sofrimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida das 22h20, as palavras têm mais de um significado. Quando alguém grita "fuck" para outra pessoa não está fazendo uma proposta amorosa. Estude.

      Excluir
    2. "Vá se fuder!" é um xingamento homofóbico e machista assim como "bicha" e "viado". Pois, macho que é macho não é fodido por ninguém. Como é superior só fode a mulher ou um outro cara. Assim como muitos xingamentos está ligado a opressão das religiões com atos sexuais prazerosos. Muito antigamente, como ainda é para algumas igrejas, é um grande ato de grave de ofensa você acusar que alguém tem prazer no sexo.

      Excluir
    3. "Vá tomar no cú" também segue a mesma linha. Só é considerado uma ofensa porque a sociedade é homofóbica. É um castigo ir tomar no cú porque isso é algo ruim que Deus condena ou que seus colegas vão tirar sarro. Muitos que se dizem só ativos o são assim, pq no fundo no fundo, tem medo do que as pessoas vão achar quando souber que ele toma no cú.

      Excluir
  2. Tony, o prolífico Ryan Murphy está com série gay nova chamada Pose, sobre a cena drag em 1987, bem simpática e rasa como tudo que ele faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho ele raso, não. Pelo contrário. É o melhor showrunner em atividade, melhos até que a Shonda.

      Excluir
    2. Também gosto do trabalho do Ryan Murphy. Algumas vezes ele exagera, mas no geral é bom.

      Excluir
    3. Eu acho raso, a Shonda escrevia pra tv aberta e conseguia muito mais aprofundar os personagens e as histórias. O Murphy está sempre tão preocupado em ser estiloso visualmente que seus personagens são em geral lineares, previsiveis, superficiais e muitas vezes meio bobos e inverossímeis, como o assassino do Versace que virou uma coisa meio pastelão.

      Excluir
  3. Sim, o musical do Bob Esponja tem tudo a ver com você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Temho até uma camiseta dele que eu usava para ir na boate.

      Excluir
  4. Não vai comentar "A very English scandal", minisérie gay inglesa dirigida pelo Stephen Frears ?

    ResponderExcluir
  5. O Film and arts já transmitiu a cerimônia várias outras vezes, só pra esclarecer!

    ResponderExcluir
  6. Hum, que vontade de estar lá vendo tudo ao vivo sentado na plateia.

    ResponderExcluir