quinta-feira, 14 de junho de 2018

AHORA ES CUANDO

Não adianta proibir o aborto. A mulher que quiser interromper uma gravidez sempre encontrará um jeito - mas, se o aborto for ilegal, é grande a chance de que esse jeito seja perigoso. Portanto, quem é pró-escolha (a favor do aborto legalizado) também é pró-vida. E quem é contra, na verdade, está assentindo que milhares de mulheres morram todos os anos nas mãos de carniceiros. Simples assim. E foi esta argumentação que fez com que 129 deputados argentinos votassem a favor da legalização do aborto no país em qualquer caso até a 14a. gestação, uma maioria apertada de apenas quatro votos. Os números não mentem: no vizinho Uruguai, onde o aborto já é legal desde 2012, as mulheres não só não morrem mais por causa dele, como o número total de abortos vem caindo. Pois é: se queremos diminuir o número de abortos, legalizá-lo é o melhor caminho. A lei argentina ainda precisa passar pelo Senado, que é majoritariamente conservador, mas a pressão das ruas está sendo grande. Se a legislação for aprovada, a Argentina entrará para o seleto rol das nações mais avançadas: em apenas todas o aborto é legal. Enquanto isto, nesse Bananistão que é o Brasil, não faltam projetos na Câmara para proibir o aborto em qualquer caso, e a maioria da nossa população chucra é contrária à mulher ser dona do próprio corpo. Só que #AhoraEsCuando, como diz o slogan dos pró-escolha na Argentina. Sem aborto legal, a mortandade continua. Simples assim.

12 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    A todo instante temos prova de nossa parVisse em relação aos hermanos seja em cinematografia, comportamento, literatura ou política. A elitezinha podre Nacional olha tudo com olhos de rã e continua com suas cagadas.

    ResponderExcluir
  2. "Argentina entrará para o seleto rol das nações mais avançadas: em apenas todas o aborto é legal."

    Tony, acho que ficou faltando alguma coisa nessa parte do texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou não. Usei uma formulação pouco comum, mas veja bem: em todas as nações avançadas existe o aborto legalizado.

      Excluir
    2. Malta não permite aborto em nenhum caso.
      E tá lá, linda na UE, na zona do euro e sendo paraíso fiscal.

      Excluir
    3. Para você ver: o melhor exemplo de nação avançada que proíbe o aborto que você conseguiu encontrar foi a minúscula Malta, um país insular de avassaladora maioria católica e nenhuma importância econômica.

      Excluir
  3. Ah! Esquece, entendi a frase. Tava era faltando coisa na minha mente cansada....

    ResponderExcluir
  4. O mais bizarro é pensar quantos, dentre estes 300 parlamentares que deliberaram sobre o assunto, eram mulheres. Mas que bom que deu certo até aqui. A Argentina como sempre na nossa frente, em tudo.

    ResponderExcluir
  5. E a foto que mostra o lado cheio de gente a favor e o lado vazio dos contras. Vi placas de esquerda no pessoal a favor e os contrários eram conservadores. Ou a esquerda tem mais capacidade de mobilização ou a a teoria do zeitgeist atual ser conservador/direita que li aqui é balela. Quero textão da DeFu sobre o tema. E sim pode me chamar de anta, esquerdista, comunista mas quero textão pra ver a opinião diferente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lado vazio não, com gatos pingados para ser mais justo!
      Nick

      Excluir
    2. 14:07 BB por um momento dá um tempo de Esquerda e Direita se perde muita coisa na vida com essa burrice.
      G-

      Excluir
    3. 14:07 A única coisa que a DeFu conseguiria, seria discursar do fundo do seu ÚTERO, que é contra o aborto. Invocando todo o mal persuadido conceito da Opus Dei.

      Excluir
    4. Isso sendo que a própria é um aborto que consegui sobreviver no esgosto

      Excluir