quarta-feira, 2 de maio de 2018

O FIO DA MEADA

Quem mais está com a sensação de que, se puxarem o fio do abuso sexual, o esporte brasileiro vai se desmanchar feito um suéter velho? Até que demorou para surgir o primeiro grande escândalo, envolvendo o técnico Fernando de Carvalho Lopes, da ginástica artística. Mas é o tal negócio de sempre: alguém cria coragem, para denunciar, dezenas de outros vão atrás. Essa história específica tem um complicador extra, a homossexualidade: não duvido que bolsonazis e afins a usem para "comprovar" que todo gay é tarado, como se não existissem milhares de outros casos onde o abusador é hétero. Como eu nunca trabalhei ou estudei em um ambiente onde acontecessem coisas desse tipo, me espanta um pouco o silêncio das vítimas. Mas que abram a boca, e ajudem a mudar essa cultura.

23 comentários:

  1. super delicado ....
    mas no futebol....seria uma bomba....eu tive uma experiência ...bem interessante ..estava hospedado no mesmo hotel...com um time carioca...faz bastante tempo...
    eu participei de uma festinha... consensual...bem..inesperada....
    na epoca....nao soube aproveitar ...e meio que pulei fora....mas meu medo era mesmo chegar as via de fato.....com TODOS....entrando e saindo dos quartos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 19:25 Não misture desejo com realidade.

      Excluir
    2. 19h25 e foi desde então que você ficou colocando estes pontinhos assim em tudo que escreve?

      Excluir
    3. Como todos aqui, é um analfabeto.

      Excluir
    4. 02:37 ai bil... vc...nao...imagina....o tanto que...eu...ri com...o seu...comentário!!! Muito obrigado!!!

      Excluir
    5. 14:02 Nois é tudo anarfabeto mermo. A propósito, pega esse seu preconceito linguístico, amarra no bilau e se joga da ponte, querida!

      Excluir
    6. 15:07 Esse além de anaRfabeto não consegue perceber ironia. É ainda sugere poluiaçãokkkk

      Excluir
  2. Respostas
    1. Hoje é o técnico que "tocou inapropriadamente" (WTF?) um atleta, amanhã um gay que ousa ter múltiplos parceiros anônimos, depois poderá ser você!

      Excluir
  3. O que é difícil de entender, é o Dyego Hipólito, mesmo após muito tempo(até aí consigo compreender) confirmar que sofreu abusos mas se negar a falar de quem. Adianta de alguma coisa? Quer acobertar alguém ? quer 5 minutos de fama?

    Kenneth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 21:46 Mas ela tem problemas né bee

      Excluir
    2. 22:46 chama-se "rabo preso", aqui na minha vila.

      Excluir
  4. Sei que vou levar pedrada, mas na reportagem deixa claro que todo mundo sabia do jeito que o tecnico se comportava, inclusive os pais e que ele apesar de tirar casquinhas dos meninos, nao estuprou nenhum deles e tal. Sei que nao deveria, mas to morrendo de pena desse tal Fernando, a vida desse cara acabou e dentro de presidios, tem muitos detentos sadicos que com a desculpa de fazer justica, vao triturar esse cara lá dentro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta com dó? Leva para casa.

      Excluir
    2. 8:53 Aquele ursão totoso? Eu levaria para casa HOJE e ainda lavava as cuecas deles. KKKKK

      Enfim, por mais que a lacroesfera esteja comemorando a "denúncia", e a Globo faturando horrores com o escândalo, sinto cheiro de hipocrisia no recinto. Não acho que serão os "bolsonazis" que irão associar o ocorrido aos gays, mas a sociedade em geral. Esse teatro é um retrocesso para as agendas que tentam normalizar a conduta homossexual em todas as suas nuances. A erotização da relação entre homens e garotos existe desde o princípio dos tempos, e só um tolo não percebe que o mesmo espírito que fechou a exposição QueerMuseu está por trás deste inusitado moralismo, ainda que com o sinal trocado. Não existe perseguição "do bem" a condutas homoeróticas, colegas anônimos. Depois não reclamem dos desdobramentos desse imbróglio.

      Excluir
    3. eu levava e ainda faturava o cara de bolachinha>

      Excluir
    4. 14:10 Calma e o técnico Americano com as ginastas olímpicas.

      Excluir
  5. "Bibinhas da ginástica se arrependeram da pegação porque o técnico era feio e gordo" Não, não foi um "bolsonazi" que disse, mas amigo ex-ginasta. Ele me disse que o ambiente sempre foi tão gay, mas TÃO GAY, que segurar um atleta pelas nádegas é fichinha perto do que ele já presenciou. Esse amigo abandonou os treinos porque é hétero e simplesmente não se adaptou ao glitter, apesar de ter talento quando jovem. Resumão: quem diria que veríamos moçoilos sucumbirem à histeria feminista empoderada e reclamarem de uma passada de mão, fazendo a linha "sou bee, mas sou limpinha".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ataque a gordura tony não vai tolerar

      Excluir
    2. Disse tudo!!!! E só para lembrar tem gente que gosta dos mais gordinhos.

      Excluir
    3. 13:25 vc leu meus pensamentos. HAHAHA Queria ver se o treinador fosse um boy delícia, com corpão e cara de galã, se a bilu que pôs a cara no sol estaria reclamando.

      Excluir
    4. Eu pegava esse treinador.

      Excluir
  6. Achei que só eu tinha ficado com vergonha alheia da "vítima" do apalpamento(?). Vejo aqui que não fui o único. Os anônimos do Tony nunca me decepcionam.

    ResponderExcluir