quinta-feira, 24 de maio de 2018

MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA NA SELVA

Ontem foi lançado em São Paulo o Manual de Comunicação LGTBI+, que se propõe a ser um guia para ajudar jornalistas e comunicadores bem-intencionados a empregarem o palavreado mais correto quando se referirem a bichas e afins. Acho uma iniciativa para lá de louvável, dado que ainda tem gente que fala "opção sexual" em pleno século 21. Como eu sou espírito de porco, também catei uns defeitinhos no manual. O tom, por exemplo, é o de um livro de catecismo. Parece que estão admoestando os infiéis a lidar direito com as escrituras sagradas, caso contrário, arderão no fogo dos infernos. Nunca é demais lembrar que o vocabulário LGBTetc. está em constante mutação. A começar pela própria sigla, que está sempre ganhando uma inicial a mais. Até outro dia transexual era uma coisa, transgênero era outra, depois as duas se confundiram, se separaram e agora estão tentando reatar. Sem falar na minha eterna pinimba com "a" travesti, que dói nos meus ouvidos cultos até hoje. De qualquer maneira, o Manual é útil e necessário, e merece ser divulgado. Baixe o seu daqui: é grátis.

19 comentários:

  1. Pode chamar de bixa? E de afeminada?

    ResponderExcluir
  2. Falando "nas" travestis. Como está a situação delas? Com os caminhoneiros tudo parado, a rotatividade da clientela aumentou ou diminuiu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem toda travesti é puta

      Excluir
    2. As que atendi nas estrada tam tudo rica de piroca

      Excluir
    3. Se nunca se preocupou com elas antes por que agora.

      Excluir
  3. Ai que pteguica!! A! Pablo Vittar, AA Liniker, me poupe né? E a sigla? Lgbtq..... TNC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pabllo Vittar não faz a menor questão de ser tratada como "a". Ele se define como um menino afeminado que faz drag.

      Já Liniker é transexual, então agora é "a" mesmo.

      Excluir
    2. 18:15 Ok sua bicha, boiola, viado do caralho ou coisa...Há pessoas que se achando Cool só passam vergonha é o seu caso.

      Excluir
  4. É aquela boa vontade que dá lugar a uma fantasia de que palavras mudam o mundo e não o contrário.
    Fora que ninguém é santo, nem esses gueis que são impiedosos até com outros gays que não se comportem conforme o manual de etiqueta deles.
    No entanto, posam de moralistas impecáveis, parecem carolas da igreja do bairro.
    Fora o link dessas boas ações a partidos políticos ou ideologias.
    Aplaudo mas não lambo as botas desse pessoal mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Apenas a esquerda tentando controlar a linguagem e o pensamento. Uma técnica pouco ineficaz, como os dados têm demonstrado. Enquanto os pós modernos se enrolam em questões superficiais, a direita trucou o goveno através dos caminhoneiros, com apoio dos ruralistas, das classes médias, de setores das FFAA e das empresas de transporte, mostrando quem realmente tem o poder de parar o país, ou seja, quem tem "o pau maior". Essa inversão cognitiva entre estrutura e superestrutura custará muito caro aos vermelhos.

    Quer saber? Nem me importo mais. Que persigam Morgan Freeman com seus ancinhos, a queda é inevitável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele nem precisa mais assinar para a gente saber quem é.

      Excluir
    2. A absurda conhecida de todos aqui.
      Agora chefa geral da DirEita pós direita FUdida.

      Excluir
  6. Enquanto não resolverem a sigla não seremos compreendidos, se de dentro já é essa zona, que dirá vindo de fora!
    Tony, ignorância minha confessa mesmo, mas você ou aí alguém sabe como sao as siglas nos EUA e países da Europa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10:52 LGBT, LGBTI, LGBTIQ, LGBTQI ou LGBT+ são siglas internacionais válidas tanto nos EUA quanto na Europa. Elas são definidas aqui, no máximo são traduzidas.

      Excluir
    2. NÃO são definidas aqui. Por causa da greve o não só foi entregue agora custando bem mais caro do que era antes...

      Excluir
  7. Quem é? Estou por fora...

    ResponderExcluir
  8. Um interessante. Não sabia que não podia chamar a "Parada Gay" de "Parada Gay". Vou arder no inferno!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, vai arder na sua ironia rasteira ou na mão de alguma Trans, lésbica ou Bi...

      Excluir