quinta-feira, 31 de maio de 2018

BREGA E CHIQUE

Em seu quarto longa-metragem, Monique Gardenberg finalmente acertou a mão. "Paraíso Perdido" é uma delícia de se ver, com um roteiro tão folhetinesco quanto as letras das canções de sua trilha sonora. Tem crime, tem várias modalidades de sexo e tem muita música, dentro e fora do cabaré que dá nome ao filme. Três gerações de astros da MPB se cruzam sem colidir: Erasmo Carlos, Seu Jorge e Jaloo. Os dois primeiros não são muito aproveitados pela trama, mas o terceiro é uma revelação como ator. A estrutura lembra a de uma novela, com onze personagens ligados entre si. No final, depois de muitas revelacões, quase que eu desenhei uma árvore genealógica para entender os parentescos. Sobraram umas pontas soltas, mas a maior lacuna é a falta de uma playlist com as canções.

8 comentários:

  1. Esse vou ver com certeza!
    Tem um monte de filme porcaria que aparece o logo do patrocínio do telecine. Porque esse, que presta, eles não chegaram nem perto?

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, querido amigo Tony. Suas preces foram ouvidas:

    https://open.spotify.com/user/vitrinefilmesbr/playlist/62flLf4Q8jeHQNlKl1id3d?si=Vl9I6WTdRO-4ZWXENex1sA

    Parabéns pelo transcorrer natalício deste incrível espaço de convivência e diversidade. Seu sítio é leitura diária obrigatória. Gratidão sempre.

    Beijo no seu ❤

    ResponderExcluir
  3. Problema desses novos "cantores" da MPB: muita atitude e pouca voz. Uma pena!

    ResponderExcluir
  4. ‘... Finalmente acertou a mão... ‘: que injustiça! ‘Ó pai ó’ e o filme do padre canadense são interessantes e bem feitos.

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu não gostei nem um pouco desse tal de Jaloo - nem como ator nem como cantor. E é o que mais aparece, o que para mim estragou o filme...

    ResponderExcluir
  6. O Mio Babbimo Caro
    Vi o filme...o brega chancelado, agora... Folhetinesco, novos tempos, politicamente correto e o Seu Jorge perdido lá pelo meio. Tudo que muitos que comentam aqui o d e i a m e essa Gardenberg vai que vai captação de recursos e elencos a disposição..."Não creio e mais nada".

    ResponderExcluir
  7. Não creio eM mais nada

    ResponderExcluir
  8. Deixa ver se entendi. Ajuda eu. O menino q vê o assassinato do pai é o policial adulto. Quem mata é a filha do Erasmo q , solta, transa com o menino. Esse menino é filho da surda q é a mulher perdida do Júlio Andrade. Então ele transou com a tia q é mãe do jaloo. Então jaloo e ele sao primos e netos do erasmo. Bom, tô vivo até aqui. Rsrs. É seu Jorge não pega mesmo ninguém . Ufa!

    ResponderExcluir