quarta-feira, 30 de maio de 2018

BRASIL PANDEIRO


"Brasileiro", o álbum em que o Silva redescobre o orgulho por suas raízes, chegou no pior momento possível. Letras como "Brasil, Brasil, ouvi dizer que é um lugar bom de se morar" caem tremendamente mal na semana em que os caminhoneiros paralisam o país AND pedem intervenção militar. Também não me desceu ele dizer que antes fazia um som genérico, internacional, e que agora sim, está feliz de usar pandeiro e cavaquinho. Pois eu me encantei pelo Silva em 2013 exatamente porque seu som não tinha medo dos teclados eletrônicos, nem de não soar explicitamente tupiniquim. Dito isso, "Brasileiro" é o melhor trabalho dele em anos, só perdendo em impacto para a estreia, "Claridão". Mas claro que agora Silva está muito mais maduro, tranquilo com sua bissexualidade e até fazendo dueto com Anitta. Misturando samba, bossa nova e, aham, treclados eletrônicos, "Brasileiro" já disputa com o "Deus É Mulher" de Elza Soares o troféu de melhor disco nacional de 2018.

18 comentários:

  1. Genérico, fraco, irrelevante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=o_t-HMu5Tvk

      Excluir
    2. 16:17 Hahahahahaha! Vc fez a minha noite com esse vídeo!

      Excluir
    3. O vídeo descreve o álbum perfeitamente

      Excluir
  2. Parece brasilidade para gringo ver. Mas realmente acho chic quem consegue conciliar o cavaquinho, o teclado eletrônico e a bissexualidade.

    ResponderExcluir
  3. Credo eu já ia xoxar esta sequência de comentários negativos (9:06, 10:55 e 11:22) mas daí resolvi clicar no play. É uó
    mesmo!!! Saudades do tempo que cantor tinha que ter voz para cantar.

    ResponderExcluir
  4. mais um da séria série: Nao ouvi e nao gostei

    ResponderExcluir
  5. Os medíocres sempre existiram em todas as atividades humanas, seja nos esportes, na política, nas religiões, nas ciências, na guerra ou na cultura. Estamos acostumados com eles. Em muitos casos são inofensivos ou mesmo necessários. A ameaça se revela quando se tornam dominantes, como é o caso no cenário cultural brasileiro. Podemos observá-lo em vloggers, blogueiros, socialites, literatos e cineastas, entre outros. Mas onde esse fenômeno se torna mais evidente é na música popular.

    ResponderExcluir
  6. Os vizinhos de cima estão transando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única solução é interfonar lá pra ver se você pode participar

      Excluir
    2. E pq o vizinho deles de baixo não esta?

      Excluir
    3. quem ta em greve é os caminhoneiros

      Excluir
  7. Ele é interessante como uma garrafa de água sanitária.

    ResponderExcluir
  8. Voz péssima. Aliás, esses cantores novos no quesito voz estão bem fraquinhos, não?

    ResponderExcluir
  9. Elza Soares já não canta fazANUS...

    ResponderExcluir
  10. Os milennials adoram esses artistas tranqueiras que vivem de cachê de órgão público.
    Pra piorar, ele parece querer imitar Caetano com essa voz choramingosa e anasalada.
    Se ainda fosse gato...mas nem.

    ResponderExcluir
  11. Nem para botar umas cenas eróticas. Poxa, fazendo isso com certeza o clipe iria chamar a atenção.

    ResponderExcluir