domingo, 8 de abril de 2018

DA CAMA AO LAOS

Pus o despertador para as 5h45. Ao invés de dormir e sonhar com lugares exóticos, achei melhor ir para a rua e participar de um ritual cotidiano de Luang Prabang: dar comida aos monges. Você se instala na calçada, compra cumbucas de arroz e doces de umas mulheres que aproveitam para meter a faca, e distribui tudo em poucos segundos. Os monges saem em fila das dezenas de templos da cidade e andam muito rápido. Dá para perceber a decepção de alguns quando ganham arroz de novo;  é óbvio que preferiam Chee-tos. Todos são muito magros, e há muitas crianças entre eles. Passar por um mosteiro é meio que o serviço militar obrigatório do Laos: todos os rapazes têm que fazer isto, ainda que só por um tempo. Eu também fiz a minha parte, e já voltei para a cama.

6 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Hahahaha você é uma criança...Eu faria a mesma coisa.
    Meu Deus! "Se um dia por acaso você for embora
    Leve o menino que você é."

    ResponderExcluir
  2. E qq é essa faixa que vc está usando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para sinalizar aos monges que eu estou dando comida.

      Excluir
  3. Poxa, porque não contrabandeou um Chee-tos para eles?

    ResponderExcluir
  4. Tinha visto um vídeo e ficado curiosa o que estavam fazendo, obrigada pelos seus textos bju

    ResponderExcluir
  5. Melhor título de texto do ano!

    ResponderExcluir