quarta-feira, 7 de março de 2018

DIRETO DA PORTA DO TEMPO


Gastei boa parte da minha infância vendo "O Túnel do Tempo", a série em que dois cientistas americanos eram jogados para lá e para cá no vórtex temporal. Agora o conceito se sofistica em "El Ministerio del Tiempo", produção espanhola cujas três temporadas jea estão na Netflix. A premissa é bem descabelada: desde o final da Idade Média, o governo espanhol mantém uma agência secreta cuja missão é garantir que a história aconteça exatamente do jeito que aconteceu. Para isto, os agentes servem-se de uma série de portas que levam a todas as épocas do passado - mas não do futuro, porque ele ainda não existe. Tem lógica? Não, mas se for para ficar procurando por ela, é melhor ver outra coisa. A graça é que "El Ministerio del Tiempo" é um banquete para history buffs como nós aqui em casa. Os personagens interagem com vultos da Espanha como El Cid Campeador, a rainha Isabel, Miguel de Cervantes e Federico García Lorca. Claro que um programa desses só faz sucesso em um país que tenha um bom conhecimento de si mesmo. Difícil conceber uma versão brasileira, pois aqui ainda confundimos D. Pedro I com Pedro Álvares Cabral.

7 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Há momentos que lendo seu blog, chego a me assustar com tantas coincidências entre suas citações de infância e juventude...pois eu era doente tbm pelo Túnel do Tempo....Perdidos no Espaço, Jonny Quest. Mas não era só gostar não, era amar...pois é, será que as pessoas já vem com um chip rsrsrs
    Agora o Brasil...talvez daqui uns outros 500 anos possamos chama-lo de país, por enquanto, é uma mistura de "tubo de ensaio" com Negócio, atualmente, da China...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Babu até aprecio sua babadinha no Tony mas entenda que toda aquela geração assistia e amava as mesmas poucas séries que existiam na tv, que eram até mais antigas do que quando passavam e eram exibidas num loop eterno de reprises.

      Excluir
    2. Carlão lacrou.

      Excluir
    3. 08:23 é a OBTUSA de sempre e como sempre, sem luz própria, pegando carona em comentário alheio.

      Carlão 01:15 Sem mágoa, só esclarecimento, não preciso babar o Tony...e o comentário é dentro de um conjunto de situações.

      Excluir
  2. A RTP fez uma versão com o mesmo nome e os produtores espanhóis estão processando os produtores da americana Timeless por plágio.

    ResponderExcluir
  3. Interessante. Vou ver. Estranhamente, conforme a teoria da relatividade, seria possível somente se viajar (sem volta) para o futuro e não para o passado.

    ResponderExcluir
  4. Tony, no primeiro capítulo da terceira temporada eles se encontram com Hitchcock, que vai a San Sebastián apresentar seu filme "Vertigo" (Um corpo que cai). Interessante, vale a pena assistir.

    ResponderExcluir