segunda-feira, 19 de março de 2018

A CIDADE DA COROA VIOLETA

Cheguei ontem a Austin, a captial do Texas. A ironia é que cheguei justo no último dia do evento que eu mais quero ver na face da Terra: o megafestival SXSW (South by Southwest), que reúne, todo mês de março, as novidades na música, cinema, computação e cultura em geral. No domingo só havia uma festa de encerramento programada, e eu estava tão cansado por causa dos voos que não tive coragem de encarar. Na verdade, vim para cá a convite de um canal pago, para acompanhar as filmagens de uma série de TV - mais detalhes em breve. Por enquanto, só vou adiantar que Austin é razoavelmente bonita. A cidade se gaba de ter uma "coroa violeta", um fenomeno atmosférico que faz com que, duirante o por do sol, as nuvens ganhem reflexos roxos (e é verdade, ontem vi uma exatamente assim). Mas uma de suas maiores atrações é uma colonia de mais de um milhão de morcegos, "a maior da America do Norte", que vive debaixo de uma ponte sobre o lago Lady Bird. No verão, os bichos fazem uma linda revoada ao entardecer... O fatoé que Austin, apesar de tanto esforco para pagar de moderninha, aindaé uma tipica cidade caipira do interior dos EUA. Veja só o que me aconteceu: tive um ataque de burrice e esqueci em casa minha tomada universal. Cheguei aqui e me dei conta que o novo carregador do meu laptop (não mais o original de fábrica...) tem pinos redondos, incompatíveis com as tomadas americanas. Qualquer hotel do mundo teria adaptadores para os hospedes, mas não em Austin. Tive que ir a uma CVS, uma rede de drugstores que vendem de tudo, só para saber que talvez - TALVEZ - eu encontrasse o que procuro numa Best Buy a sete milhas do centro da cidade. Conclusão: estou me virando com meu celular (para este eu arranjei um adaptador) e no PC do business center do hotel, que não tem acentos nem cedilha nos teclados. Para completar, não consigo de jeito nehum subir uma foto que ilustre a maejstosa coroa violeta. Calma, Tony, respira, respira.

ATUALIZAÇÃO: Um colega jornalista se apiedou de mim e me emprestou um carregador com pinos fininhos. Consegui consertar os acentos desse post, adicionar uma foto, acessar sites pornô, iupiii.

34 comentários:

  1. A foto é só um detalhe. Seus créditos com a gente (incluindo os "escrotos") são infinitos. Have fun!

    ResponderExcluir
  2. O Mio Babbino Caro
    Kk Mais engraçado que o episódio de ontem do "Quem não Viu Vai Ver".

    ResponderExcluir
  3. estados unidos eu adoro

    ResponderExcluir
  4. " filmagens de uma serie de TV - mas detalhes em breve".
    MAS? é isso mesmo diretoria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevi num computador estranho, com teclado americano. Shit happens. Já consertei, mas não vou agradecer porque você foi mal-criado.

      Excluir
    2. 13:48 Como LHE dar com as revisouuuuras sedentas ou seriam normalistas...e não ouse explicações analfabeto.

      Excluir
    3. Caros corretores compulsivos: vocês não querem saber minimamente da manutenção da linguagem.A verdadeira razão que vos leva a corrigir os outros é a pequena sensação de controle que ganham com isso: “Ah, sou mais inteligente que este rapaz que não conheço de lado nenhum porque ele cometeu um erro que eu consegui identificar”

      Tudo isto por uma sensação vazia de superioridade? Espero que valhaE é isto que me irrita — saber que o meu erro está a fornecer prazer mesquinho a alguém, mas não poder responder porque essa pessoa até tem alguma razão..

      Excluir
    4. O que torna estes nazis da gramática particularmente irritantes é o facto de terem razão. Isto faz com que o aborrecimento de quem é corrigido seja ilógico. Mas nós não somos pessoas totalmente lógicas. Nós temos emoções

      Excluir
    5. Não tenho o menor problema em ser corrigido. Mas não gosto de gente que confunde erros de digitação (typos) com falta de conhecimento.

      Excluir
    6. português correto qualquer um pode falar, mas sensibilidade para compreender o outro é algo que nenhuma escola é capaz de ensinar. Vem de um coração bom e aberto o suficiente para entender o outro em sua completude e apesar de formalismos.

      Excluir
    7. A mania de corrigir erros de português é erro seu. De atitude e de conhecimento. Indicia que você ignora que a língua não é homogénea e que o padrão é apenas uma das variedades da língua, aquela que foi adotada pelo governo e pelos meios de comunicação social. E pela escola, claro. A língua é do povo e o povo erra. Acha? O povo é que sabe. Dê liberdade linguística ao povo...

      A sua mania chama-se "petulância".

      Excluir
    8. Os bacharéis continuam a ser a praga do país.

      Excluir
    9. É só uma reservinha de mercado, acreditam que falar merda em "bom" português os façam intelectuais.
      O Arnesto que tinha razão!!!!

      Excluir
  5. Pega um uber e vai na Best Buy comprar o adaptador e para de reclamar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria o caso do adaptador um exemplo do mimimi da esquerda?

      Excluir
  6. Opa explodiu uma bomba aí ontem. Foi tu o terrorista? Cuidafo aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cidade não tem outro assunto.

      Excluir
    2. Estás vivendo a verdadeira "American Life".

      Excluir
  7. Desafio do dia :
    Postem uma única vez que o
    BolsoNada tenha feito manifestação,protestos,caminhada
    pela morte de Policiais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 17:16 Gritar na rua é coisa da esquerda que será limada muito em breve. Prefiro o silêncio ensurdecedor de um mito. :*

      Excluir
    2. 11:35 Daí-me saco pai do céu, para aguentar essas reaças "QUEIMADORAS DE ROSCA" na linguagem de seu mito.
      Só há uma coisa capaz de explicar essa insanidade.

      Excluir
    3. Sei lá, tem viado que parece que não sabe que ainda é viado e é quem será limada pelo seu mito..*

      Excluir
  8. Vou a Austin dia 28! Quero dicas!

    ResponderExcluir
  9. Um país em que querem constranger quem tenta corrigir um erro de grafia não tem A MENOR chance de dar certo. As boçalidades de Paulo Freire destruiram a mente das babuínas; elas só sabem cagar na mão e jogar nas coleguinhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 11:33 estou contigo, elas estão cagadas e se acham pérolas

      Excluir
    2. 11;33 Um país aonde um Paulo Freire é desrespeitado como é. Jamais dará um Peirce à humanidade, no entanto teremos que conviver com seus lamentos foçais profundos, fruto de uma frustração inconfessável. Essa sua empáfia travestida de samaritana envergonha a todos nós. Lamento!

      Excluir
    3. 11:33 Chiiii!!! Magoou.
      A revisouuuura se viu tolhida em sua única forma de brincar.

      Excluir
    4. Paulo Freire é super lido nos Estados Unidos. Falou o brasileirinho que visita Miami (lugar mais ZOADO dos Estados Unidos -- nenhum americano com um mínimo de intelecto coloca os pés na Flórida) e acha que tá vendo os EUA de verdade...

      Excluir
    5. 17:29 João perde tempo não com esse tipo aí (11:33)... na verdade o problema delas é o problema de uma nacionalidade entrópica, fazer o que, só nos resta rir.

      Excluir
  10. Tio Tony,

    Você viu que o atirador de Maryland só não provocou uma tragédia porque havia alguém... ARMADO! Imagina o horror se a escola estivesse em uma "gun free zone" democrata. Será que Trump está certo no final das contas?

    "Ain, mas o criminosos tinha uma arma, ain..."

    E desde quando criminosos precisam de autorização para possuir armas? Quantas tragédias teriam sido evitadas no Brasil se pessoas habilitadas pudessem se defender?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que não vira o disco...

      Excluir
  11. Bolsonaro, nunca a secessão esteve tão próxima.

    ResponderExcluir
  12. Tony...dá pra postar várias fotos numa única postagem no Instagram...

    ResponderExcluir