terça-feira, 27 de março de 2018

A BOMBA EMOCIONAL


"Em Pedaços" faz jus ao título. Uma bomba terrorista que despedaça a família de uma mulher, deixando-a despedaçada por dentro. O filme do diretor alemão de origem turca Fatih Akin confirma seu talento único, que é falar da relação entre Europa e Oriente Médio sem jamais resvalar para o clichê. O roteiro também toca nas deficiências da Justiça do ocidente, no racismo, nas drogas e na extrema-direita que ressurge como se a 2a. Guerra Mundial nunca tivesse acontecido. Diane Kruger, que eu sempre achei mais bonita do que talentosa, dá um show como a protagonista, tendo merecido o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes de 2017. Como muitos dos candidatos ao último Oscar de filme em língua estrangeira, "Em Pedaços" é uma porrada. Dói nos olhos e na alma.

4 comentários:

  1. "Uma bomba terrorista que despedaça a família de uma mulher". Despedaçar no sentido de espalhar em várias partes o corpo das pessoas? Ou no sentido de arruinar sua estrutura familiar? Ou nos dois?

    ResponderExcluir
  2. Filme do Fatih Akin é sempre uma sanguinolência só.... (exceto quando ele resolve fazer comédia).

    ResponderExcluir
  3. BOMBA É ISSO AQUI https://www.youtube.com/watch?v=pbvdGDMJsOA

    ResponderExcluir