segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

PENSAMENTOS E ORAÇÕES O ESCAMBAU

Está acontecendo uma coisa inédita no rescaldo do massacre de Parkland: pela primeira vez, os alunos sobreviventes estão furiosos com o governo. Nem era para menos. Todos os políticos republicanos que mandam "pensamentos e orações" para as famílias das vítimas recebem dinheiro do NRA, o poderoso lobby pró-armas. Sabe-se até quanto cada um levou, inclusive o presidente Trump. Agora essa molecada promete uma megapasseata em Washington no dia 21 de março, e os parlamentares que concorrem à reeleição em novembro correm perigo sério. Se alguns perderem nas urnas, vai ser uma reviravolta e tanto na mentalidade americana, e não era sem tempo. De fato, não há prece que explique como um garoto com o histórico de Nikolas Cruz conseguiu comprar um rifle AR-15. O controle das armas vai ajudar, mas não será o bastante para que as chacinas em escolas acabem de uma hora para a outra. Vai ser preciso uma mudança cultural dessas que levam pelo menos uma geração. Mas parece que ela já começou.

58 comentários:

  1. O major problema no sistema eleitoral americano é traduzir essa pressão da opinião pública em votos que realmente tragam uma mudança nos políticos. As mid term elections, quando os deputados e alguns senadores são eleitos costumam ter participação muito baixa, e por conta disso, grupos conservadores que aparecem em massa pra votar sequestram os resultados e terminamos com um congresso de obtusos.

    ResponderExcluir
  2. O Mio Babbino Caro
    Dia 21 de Março causa arrepio em qualquer um que relembre seus tristes fatos no longínquo 1960...muita sorte a essa molecada que se levanta contra esse absurdo americano, pois a data é agourenta.

    ResponderExcluir
  3. Daqui a pouco as gays conservadoras vão falar que controle de armas fere os direitos das crianças...

    Nem moram nos EUA, ficam lendo Rodrigo Constantino e twitter do MBL. As “bunytas” e intelectuais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc está confuso, querido. As gays que se acham intelectuais são de esquerda, filhotes de classe média que estudaram de graça em faculdade pública e posam de defensoras dos fracos e coitados, enquanto tiram férias na Europa e postam a favor do Maduro.

      Excluir
    2. "Nem moram nos EUA" = Só eu senti vergonha alheia?

      Excluir
    3. Joãozinho as gays conservadoras no Brasil, é um caso e uma causa perdida. Lembra daquela do Tim Maia
      Puta gozando, traficante viciado pobre de direita. Agora é bicha apoiando Bolsonaro surtado, mandando elas queimar (sic) a rosca porra rssss

      Excluir

    4. 11:45 Sua fantasia retórica tenta esconder aquilo que qualquer cego consegue ver: um pobre trabalhador e honesto só pode ser de direita, pois na esquerda só cabem três tipos básicos: filhotes mimadinhos e idealistas das classes mais altas, pobres cooptados com sanduíches de mortadela (ou algo análogo) e criminosos (do traficante varejista ao ex-presidente pixulequeiro).

      Vocês da esquerda tomam para si, sem que ninguém tenha dado tal autorização, o direito de falar em nome de todos os negros, mulheres e gays. Felizmente a maioria das mulheres, dos negros e dos gays - que não nasceram cercados de privilégios, são honestos, trabalhadores e conscientes de si - não cai mais nessa sua esparrela.

      Excluir
    5. Anônimo 13.54h, queridão, se fosse pela direita, divórcio não existiria até hoje (só passou a existir em 1977 no Brasil) e filho havido fora do casamento (mesmo depois do fim da relação conjugal) ainda seria considerado bastardo. Vê se acorda.

      Excluir
    6. Nossa, João, que crítica mais fundamentada! Adoro quando a esquerda não(?) usa de clichês e espantalhos para criticar o coleguinha. Esqueceu de dizer que a culpa do "aquecimento global", do fascismo, das guerras mundiais, da fome no mundo e da morte de Elvis Presley é da direita!

      Ah, essa direita bandida sempre nos afastando do paraíso socialista, tão bem arquitetado pela esquerda que só representa o bem, o belo e o valoroso...

      Excluir
    7. É extremamente verdadeiro o que eu disse agora. A direita é a força contra os direitos individuais no Brasil. Não tem nada da direita burkeana do contexto britânico.

      Excluir
    8. Hilarious...this guy really thinks the Brazilian right represents all right-leaning ideologies! What a joke!

      Excluir
    9. João confunde direitos individuais com pautas coletivas (direitos da minorias, por exemplo). Esse é o típico engodo que partidos que misturam "socialismo" e "liberdade" na nomenclatura tentam enfiar goela abaixo da população.

      Excluir
    10. Não, não confunde não. João sabe mais sobre direitos, esquerda e direita do que todos nós juntos. Não é socilaista e não está "engodando" ninguém.

      Excluir
    11. Ah, Tony, só falta isso ficar claro nos comentários dele, pois, se não fosse isso, você não precisaria defendê-lo sempre que ele apresenta uma de suas teses confusas.

      Excluir
    12. Confusas procêis, que carecem de intepretação de texto.

      (vrá)

      Excluir
    13. Haja interpretação...

      Excluir
    14. Eu sei, é difícil.

      Para vocês.

      Excluir
    15. HAHAHAH. Tony sambou na cara de "vocês" ou será "você". E sim, nós os "filhotes de classe média que estudaram de graça em faculdade pública" (eu incluso, pois sou de classe média e estudei em faculdade pública) não podemos tirar o direito de "um pobre trabalhador e honesto" votar em Bolsonaro ou em quem ele quiser (afinal estamos numa democracia). Mas não nos "achamos" intelectuais, se estudamos, como "você(s)" afirmou(maram), nós somos sim intelectuais (vocês querendo ou não)! E mesmo que somente nos "acharmos" intelectuais, não tira nosso direito de opinar. E mesmo que sejamos "privilegiados" ainda continuamos "honestos, trabalhadores e conscientes de si". Somente pra falar que não me oponho a classes econômicas abaixo da minha votarem em quem quiser: tínhamos empregada aqui em casa e ela votou Aécio, apesar de parar de ser nossa empregada, comprar casa, carro e ter filho estudando em IF por causa do governo PT! Não mudamos o voto dela, mas podemos sim debater porque votamos no PT e ela não! Isso é democracia, debater diferentes ideologias. "Outro "ai falou dos partidos que misturam "socialismo" com "liberdade" na nomenclatura e tentam enfiar goela abaixo da população (não estão não, quem quiser votar neles que vote). Além do mais nossa CF (a pessoa que comentou garanto que é a mesma que adora a legalidade quando é conveniente para ela) adotou o um balanço entre pautas capitalistas e socialistas - "valores sociais do trabalho (socialismo) e da livre iniciativa (capitalismo)". Comecei a ler uma reportagem na Piaui falando dos porque os empresários de SP vão votar Bolsonaro e alguns dizendo que a justiça, promotores, etc estão muito "esquerdistas" e que votam em qualquer pessoa que tenha "asco" da esquerda, só esqueceram o que diz nossa CF!
      Última observação: não estou querendo me gabar, mas gostaria muito que fizessem pesquisa assim: separassem eleitores Bolsonaro e da temida "esquerda" (seja Marina, Lula, Luciana Genro ou qualquer outro nome que eleitores da direita julgam ser de esquerda) e aplicassem prova de português (principalmente interpretação),matemática, geografia física e "ciências" - deixa história e geografia política de fora, pois eleitores da direta dirão que essas matérias já foram cooptadas pela pauta esquerdista- e vamos ver que é melhor avaliado!
      Nick

      Excluir
  4. Protesto. Passeata. Manifestação.

    Dá em algo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 07:49 Se houver cadáver sim!

      Excluir
    2. 07:49 Quando feto por poucas pessoas não dá em muita coisa. Quando feito por muitas e com participação das pessoas certas resulta em algo como a Revolução Francesa, vide a Marcha Sobre Versalhes.

      Excluir
    3. 12:25, Será que o Pumba também concorda? KKKKK Alguém que, apesar da vasta literatura e pesquisas históricas disponíveis, ainda acha que a Revolução Francesa foi o resultado de um bando de miseráveis marchando pelas ruas merece o quê? Trofeu abacaxi! huehue Qualquer estudioso minimamente informado sabe que as tais revoluções populares são, via de regra, planejadas e dirigidas por uma fração insatisfeita da classe dominante. O povo, o povão, não sabe nem o que comeu no jantar há uma semana, filhote!

      Excluir
    4. 12:06 Já houve dezenas de cadáveres na Venezuela, e nenhuma manifestação tirou o governo totalitário e ESQUERDISTA do poder. O 7:49 acertou na mosca: manifestações, passeatas e protestos apenas são efetivos quando refletem e ilustram movimentações realizadas em níveis de ação inacessíveis ao homem comum.

      Excluir
    5. 15:35 Como eu disse: Desde que tenha as pessoas certas uma pesseata resulta numa revolução. PS: O Pumba não se envolve nessas coisas... Leva a vida sem muita reflexão e segue bastante feliz assim.

      Excluir
  5. Se proibição de armas fosse eficiente, o Brasil não teria registrado em Janeiro mais de 600 tiroteios só no Rio de Janeiro, enquanto algo de torno de duas dezenas foram registrados em todos os EUA até agora. Provavelmente uma pequena turma de histéricos """empoderados""" dessa escola resolveu chamar a atenção com meias dúzia de cartazes, e a mídia progressista, sempre ela, decidiu amplificar a voz que atende a interesses mais que perversos: desarmar a população para deixá-la vulnerável e viabilizar um projeto de Estado totalitário, altamente regulador e que coloca supostos interesses coletivos acima das verdadeiras liberdades individuais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 11:43 Mas é muito cara de pau.
      Só pode ser o ASNO OFICIAL DO BLOG!

      Excluir
    2. Oi? Aluguém falou em proibição? A gente tá falando de controle de armas. De você não poder comprar armas no Walmart. De ter algum critério para a venda.

      Excluir
    3. desculpe a intromissão, mas não pude deixar de perceber: na falta de argumentos, os verdadeiros asnos atacam sempre o emissor.

      Excluir
    4. Ai, Juanita... O doente mental que matou na escola americana estava PROIBIDO de comprar armas. Se vc tivesse um mínimo compromisso com realidade, saberia que "controle" não impede que criminosos tenham acesso a armas. Nem parece alguém que nasceu e cresceu em algum shithole brazuca. Seu idealismo cega a sua análise. Se você estivesse certo os lugares com controle de armas seriam os mais seguros do planeta, e sabemos que não bem assim...

      Excluir
    5. A rigor não é proibido ter armas no Brasil, só há controle. Sabemos o resultado.

      Excluir
    6. 16:54: não, Cruz não estava proibido não, tanto que comprou sua arma numa loja, legalmente.

      Só o controle de armas não basta. É preciso uma mudança de mentalidade. Mas é um começo. TODOS os países civilizados, menos o EUA, têm controle rígido sobre as amras da população.

      Excluir
    7. Seria por isso que não há incidentes envolvendo armas de fogo em países que possuem "controle rígido sobre armas de fogo"? #ironic O discurso desarmamentista da esquerda é sempre insidioso e dá a impressão de ser aquilo que não é.

      Excluir
    8. Não, não comprou "legalmente":

      https://oglobo.globo.com/mundo/atirador-da-california-estava-proibido-de-ter-armas-por-ordem-judicial-22072934

      O problema é fetiche esquerdista por controle que, via de regra, não controla nada e só produz o caos.

      Excluir
    9. Se todas as pessoas do mundo vestissem brancos, soltassem pombas, cantassem Imagine e, obviamente, fuzilassem quem discorda, os crimes estariam resolvidos. Inviável, eu sei, mas bem menos inocente que pregar o controle de armas.

      Excluir
    10. 17:22: ah sim, foi o "fetiche esquerdista" que produziu o caos de 17 pessoas mortas em Parkland.

      17:46: IMPRESSIONANTE como a direita se ouriça com o assunto 'controle de armas". Calma, tolinhos, ninguém vai tirar os Magnum de vocês. Só queremos dificultar o acesso de armas miltares aos malucos, mais nada.

      Excluir
    11. Infelizmente não tenho uma Magnum, Tony, o Bananistão dificulta demais. Seria diferente se eu fosse amigão de algum delegado da PF que emite as autorizações, mas não sou. Em terras socialistas, se você não é amigo do rei, de algum membro do partido no poder, ou da Nomenklatura, adeus liberdade.

      Os desarmamentistas, sempre eles, ficam ouriçados sempre que um maluco atira nos EUA, mas não fazem conta de quantos assaltos, invasões e estupros são contidos por cidadãos armados na Terra do Livres.

      https://spotniks.com/apos-crescimento-de-178-de-porte-de-armas-criminalidade-despenca-nos-estados-unidos/

      https://super.abril.com.br/historia/seria-mais-seguro-se-todos-andassem-armados/

      Excluir
    12. Putz, Spotiniks é o Brasil247 da direita...

      Excluir
    13. Queria entender o motivo de uma pessoa achar que uma pessoa comum, num país com uma polícia extremamente eficiente e sem uma guerra civil, deve ter o direito de adquirir uma assault weapon, feita para matar várias pessoas ao mesmo tempo. Aguardo comentários.

      Regra do exercício: é proibido usar o termo "esquerda".

      Excluir
    14. Que papo danadibom!
      20:07 Se imagine proprietário de uma fazenda no meio-Oeste distante algumas milhas do posto policial mais próximo. Lá moram você, sua família e mais um ou dois agregados que ajudam no trabalho. Durante uma noite de verão, um bando de criminosos drogados e altamente violentos invadem sua propriedade para roubar e estuprar suas(eus) filhas(os). Garanto que uma "assault weapon" seria muito bem vinda.

      Excluir
    15. Ah sim, porque isso realmente ocorre nos Estados Unidos...

      E, na verdade, vários dos incidentes foram em áreas próximas a centros urbanos. Subúrbios mesmo (onde o policiamento é ainda mais presente).

      Excluir
    16. Eu também acrescentaria que esse lance de "cidade isolada" nos EUA é um grande caô. Isso não existe depois da adoção do modelo suburbano nos EUA no pós-guerra. Galera que só viaja pra Nova York e Miami definitivamente não consegue enxergar isso.

      Excluir
  6. Tony, quer dizer que vc é contra orações??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 11:52 Vai si fude (desculpe Tony atravessei, não me contive)

      Excluir
  7. É fácil fazer estatísticas no Brasil e usar os dados para provar o impossível.

    Um grupo de analistas de dados decidiu investigar a causa do câncer em um hospital especializado na internação deste tipo de paciente. Ao levantar os dados perceberam que todos os pacientes tinham ao lado da cama um par de chinelos fornecido pelo hospital. Logo, concluíram que 100% dos pacientes que usavam o chinelo tinham câncer e portanto a causa do câncer, era o chinelo.

    A mesma técnica está sendo usada agora, para dizer que a intervenção é um risco para os pobres. Primeiro concluíram que 100% da favela é pobre. Logo quem está na favela é pobre. Bandidos estão na favela, logo, são pobres. Exercito mata bandidos. Então exército mata pobres.

    É sensacional.

    (paulo airton pavesi)

    ResponderExcluir
  8. Fico emocionada com as tristezas de João e Tony com as vitimas americanas e as certezas sobre controle de armas, enquanto estão literalmente cagando pros que morrem aqui todo dia aos montes e eles vão falar o que já que o miraculoso controle de armas aqui existe faz tempo. É fácil se comover e resolver o crime dos outros. Aqui vamos botar a culpa no Temer chamando ele de velho ou alguém de asno. Caramba, que loucura, as duas palavras mudaram o mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, palavras sozinhas não mudam o mundo. Mas um controle mais rígio de armas nos EUA pode ajudar.

      De resto, impressionante o fetiche (fálico?) que a direita tem por armas. Vão transar de verdade, vão.

      Excluir
    2. Não temos fetiche com armas. Mas tampouco temos com bandidos, o que parece que vocês tem, porque nada fazem nem nunca fizeram pra mudar esse cenário caótico de criminalidade. Seus diplomas e nada são a mesma coisa, não admire nosso pais não produza nem venda conhecimento, só tem bosta nas faculdades escrevendo lixo às custas do contribuinte.
      Bando de vagabundos que se acha melhor que os outros.

      Excluir
    3. Se no Brasil tem controle de armas e já é esse caos, imagine o Brasil sem controle de armas (nem existiria)! Imagina vocês de direita com uma arma na mão e eu, Nick, começasse a falar de "esquerdismos", será que estaria aqui ainda?
      Nick

      Excluir
  9. 17:35 Mais de 60.000 mortos de forma violenta no Brasil, onde há rígido controle de armas. Mais de 164 mortes por dia! O Brasil tem 5 vez mais mortes por arma de fogo que os EUA, mesmo tendo a metade da população. Temos muito mais tiroteios do que no tempo em que podíamos comprar armamentos e munições na Mesbla. Ser contra o direito à defesa do cidadão comum só pode ser piada ou delírio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 17:59 você quis dizer "5 vezes", colega. Sim, tenho T.O.C.

      Excluir
    2. 17:59 O Brasil não tem cobtrole rígido de armas. Bandido e traficante consegue a arma que quiser. Quem ten controle rihido de armas é no Japão onde a polícia na falta do que fazer manda 200 homens ir atrás de um javali solto no centro de uma cidade.

      Excluir
  10. Da série: basta regular as armas de fogo que os malucos deixarão de cometer assassinatos em massa:

    http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,ataque-com-faca-em-toquio-mata-ao-menos-15-pessoas,10000064897

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não deixarão de cometer, afinal são malucos. Mas regular pode diminuir os atentados que ocorrem nos EUA. Afinal aposto que no Japão, esses atentados ocorrem em menor frequência que nos EUA, ou não?
      Nick

      Excluir
    2. 19:21 Esse é o próximo passo. No Japão já tem proposta de proibir as pessoas ficar em locais públicos com armas brancas.

      Excluir
    3. Depois do atentado na França, há quem diga que a esquerda cogitou em proibir os caminhões #VergonhaAlheia

      Excluir
    4. "Há quem diga que a esquerda cogitou..." tem cheiro de fake news.

      Cite a fonte, por favor.

      Excluir
    5. 13:50 Caminhões já são proibidos para a grabde maioria da população. A não ser que você tenha uma permissão especial (carteira categoria D) você não pode dirigir um caminhão. Se o fizer está infringido a lei.

      Excluir