terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

FORA, FAIXA

Raramente o desfile das escolas campeãs do Rio de Janeiro é notícia. Mas este ano foi, por um pequeno detalhe: o vampiro "neoliberalista" da Paraíso do Tuiuti voltou à Sapucaí sem a faixa presidencial. O Planalto nega, mas fontes da escola afirmam que a pressão para tirar a faixa veio de lá. Não duvido que seja verdade, pois é uma patacoada mercadológica típica do governo Temer. Então o Velho achou que a fantasia não mais se referiria a ele sem a faixa? De fato, o destaque ficou mesmo irreconhecível, como pode se conferir na foto aí ao lado. E quase não gerou nenhuma repercussão na internet...

31 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Patacoada mesmo, esta sendo a condução dessa intervenção militar.

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ler nos comentários de um dos posts anteriores que teses enviesadas sobre gênero estariam baseadas em ciência. Sou médico pediatra e garanto ao Tony e aos demais leitores que isso não passa de um equívoco plantado por grupos políticos. O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), em nota divulgada no dia 16 de Fevereiro deste ano, entendeu que a saúde mental das crianças e dos adolescentes não pode ser objeto de questões políticas, ideológicas ou de outra ordem, sob pena de causarem confusão mental nesses grupos de risco. Infelizmente, temos sido vítimas de ataques movidos por organizações que “exigem” a alteração do texto sem apresentarem QUALQUER EVIDÊNCIA MÉDICA OU CIENTÍFICA, tentando politizar um consenso técnico de milhares de profissionais e estudiosos ao redor do planeta. Abaixo, reproduzo a nota na íntegra.

    Luís R. de Paula

    *****

    NOTA DO CREMESP:

    "Após a plenária temática “DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE”, realizada pelo CREMESP em 19 de janeiro p.p, este Conselho vem a público manifestar suas considerações a respeito da saúde mental da criança e do adolescente.

    A saúde mental do ser humano depende de um desenvolvimento harmônico, desde o princípio da vida, e uma parte dessa formação se faz por meio do desenvolvimento psicossexual da libido.

    Considerando que:

    1) a criança é uma pessoa em desenvolvimento e que o ser humano nasce desprovido de condições autônomas para se manter, tanto física quanto psiquicamente,
    2) a criança é dependente e requer cuidados especiais, distintos em cada fase do desenvolvimento,
    3) as diferentes fases de desenvolvimento evoluirão ao longo das duas primeiras décadas de vida e que essa evolução dar-se-á gradativamente,
    4) os bebês e as crianças são absolutamente vulneráveis,
    5) é negligente, irresponsável e alienante consentir ou induzir as crianças a fazerem escolhas prematuras, já que são desprovidas de maturidade para tal,
    6) é função parental apresentar referenciais para a educação psicossexual da criança, podendo se valer de orientação médica e psicológica,
    7) durante a adolescência ainda há parcial vulnerabilidade,
    8) educação sexual, direito da criança e do adolescente, é muito diferente de incentivo à indefinição sexual, o que traz a eles insegurança, inadaptação e risco, com consequências para essa população vulnerável,
    9) é medida antiética a realização de experimentos psíquicos, não aprovados pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), conforme legislação vigente, com a população de crianças e adolescentes, visto sua vulnerabilidade,
    10) os Conselhos de Medicina têm por função zelar pela saúde da população, em seus aspectos físicos e psíquicos,
    11) a homologação da Sessão Plenária do CREMESP realizada em 14 de fevereiro de 2018.

    O CREMESP entende que o cuidado com a saúde mental das crianças e dos adolescentes deve ser prioridade e que colocá-los em risco pode trazer consequências danosas à formação do aparelho psíquico. Entende que a determinação sexual é dependente de fatores genéticos, epigenéticos e do desenvolvimento psicossexual precoce e que as variações do desenvolvimento sexual podem ocorrer em crianças e adolescentes e devem ser abordadas como tal, não devendo ser objeto de questões políticas, ideológicas ou de outra ordem.

    O CREMESP considera que o cuidado com crianças e adolescentes em seu desenvolvimento psicossexual é prioridade, deixando claro que as diferenças sexuais existem e devem ser observadas para que a confusão não se estabeleça por desvio de objetivos."

    http://www.cremesp.org.br/?siteAcao=NoticiasC&id=4880

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ixi, migue das 12:12! Vão dizer que o CREMESP é fascista, nazista, machista, racista, homofóbico, transfóbico e financiado pela CIA. É assim que elxs argumentam. Para essa tchurma, ciência boa é apenas aquela que confirma as teses desmioladas que elxs inventam. Basta observar todos os regimes totalitários de matriz hegeliana que assolaram o mundo durante o século XX. O padrão é o mesmo.

      Excluir
    2. Aí é que você se engana migue das 14 e 36, não vou chamar o CREMESP disso pois li o que ele comentou aqui "Entende que a determinação sexual é dependente de fatores genéticos, epigenéticos e do desenvolvimento psicossexual precoce e que as variações do desenvolvimento sexual podem ocorrer em crianças e adolescentes e devem ser abordadas como tal, não devendo ser objeto de questões políticas, ideológicas ou de outra ordem." Ou seja, ele afirma que sim, a "variações", e que somente não podem ser objeto de questões políticas e ideológicas - tanto de esquerda como de DIREITA. E eu mesmo acho que a mudança de sexo só deve ser feita quando a pessoa tem plena certeza que nasceu corpo errado.
      Nick

      Excluir
    3. Nick, você é um analfabeto que só lê mal e porcamente a parte que interessa. Convenientemente pulou:

      "8) educação sexual, direito da criança e do adolescente, é muito diferente de incentivo à indefinição sexual, o que traz a eles insegurança, inadaptação e risco, com consequências para essa população vulnerável,"

      Só faltou os caras desenhares a IDEOLOGIA DE GÊNERO com giz de cera e você ainda discute. É CLARO que há variações, algumas bem terríveis, síndromes que trazem os piores sofrimentos a seus portadores, por exemplo. Obviamente essas pessoas devem ser cuidadas e amparadas, mas essas condições DE EXCEÇÃO não devem ser utilizadas como desculpa para:

      "5) é negligente, irresponsável e alienante consentir ou induzir as crianças a fazerem escolhas prematuras, já que são desprovidas de maturidade para tal"

      http://blogs.oglobo.globo.com/eissomesmo/post/ministra-pede-aprovacao-de-lei-que-libera-mudanca-de-sexo-em-criancas-sem-autorizacao-dos-pais.html

      http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1059446

      Excluir
  3. Sei não, às vezes, acho que tiram a faixa só para dizer que alguém mandou tirar.

    ResponderExcluir
  4. Fenomenal!!!

    "- É grave, doutor?

    - Aneurisma cerebral.

    - E o que devo fazer?

    - Consultar especialistas.

    - Ok, vou ver um bom neuro que atenda pelo meu plano...

    - Melhor um sociólogo.

    - Mas não é um problema no cérebro?

    - Sociólogos entendem de tudo. E acho bom chamar também uma antropóloga da UFF...

    - Doutor...

    - ... e um rapper de alguma ONG, que tenha um trabalho interessante com transgêneros dependentes de funk.

    - ... não seria melhor incluir um neuro?

    - Neuros vão querer enfiar um grampo na sua cabeça, o que é uma violência, e não resolve as causas do problema. O seu tabagismo, por exemplo.

    - Doutor, eu já parei de fumar.

    - Sim, mas temos que tratar a causa. Quando você experimentou o primeiro cigarro?

    - Eu tinha uns quinze anos.

    - Governo Médici. Eu sabia que as origens estavam na ditadura militar. Vai ter que chamar também um humorista, uma filósofa, um cartunista e uma senadora investigada pela Polícia Federal.

    - É grave assim, doutor?

    - Gravíssimo. Vai ser necessário uma inter...

    - ...venção cirúrgica?

    - Não diga essa palavra!

    - Qual? "Cirúrgica"?

    - Não. "Intervenção". Meu diagnóstico é que será necessária praticamente uma Internacional Socialista, com o PSOL em peso.

    - E isso vai solucionar o problema?

    - Sr. Valtencir, eu aqui empenhado em problematizar, e o senhor me vem com essa lengalenga de "solucionar problema".. Por isso que depois acaba morrendo e... Valtencir, Valtencir, responda, está me ouvindo?

    - ...

    - Enfermeira, o Valtencir evoluiu para óbito. Providencie a remoção do corpo e mande entrar aquele paciente com septicemia aguda. Já estou com uma professora de História e um carnavalesco de prontidão para atendê-lo."

    by Eduardo Affonso - http://www.eduardoaffonso.com.br/dialogos-hipoteticos-totalmente-ficticios-ma-non-tropo/emergencia/

    ResponderExcluir
  5. Como você explica estes dados, Tony:
    https://www.facebook.com/CanalAmericaUncut/photos/a.515198078506167.134145.464944263531549/2321009137925043/?type=3&theater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uai, bico: não é só o controle de armas que explica o número de mortes. O Brasil tem uma desigualdade absurda, governo ineficaz, educação deficiente.

      Mas TODOS os países do Primeiro Mundo exercem controle rígido sobre as armas da população, MENOS os EUA. Sabia que os grupos neonazi matam muito mais gente que os terroristas islâmicos por lá?

      Excluir
    2. Tony que resposta confusa. E esses números de assassinatos de neonazistas, de onde vem isso?
      Eu sei que o tempo passa, os experts da esquerda sempre cheios de teorias rocambolescas, e o bandido continua mais armado que nunca e a gente pedindo desculpa por estar chamando alguém tão armado quanto ele pra passar fogk na cara quando ele sacar o fuzil.
      Uma pergunta, alguém da esquerda sempre tão humana tem coragem de cometer crime na Europa e EUA? Porque todos sabem bem como bandido é tratado por lá. Aqui não, aqui temos que amar bandido.

      Excluir
    3. Uai (2), pensei que o crescimento da desigualdade tivesse sido muito maior nos EUA, China e Rússia:
      https://economia.uol.com.br/noticias/afp/2017/12/14/desigualdades-crescem-no-mundo-especialmente-nos-estados-unidos.htm

      Se a desigualdade não explica, seria a culpa da pobreza 'per si'? Será que alguém ainda defende que pobre seja mais propenso à criminalidade? Acho que não, néam?

      O problema no Brasil é a condescendência com o crime, as "saidinhas" de criminosos condenados, a progressão de pena, a ação de ONGs que partem em defesa de favelados traficantes em vez de apoiar a polícia na identificação dos contraventores, a existência de um elite com valores degenerados, o aparelhamento da maioria das universidades por partidos de esquerda e a defesa pública de crimes e criminosos (Lula, PT, MTST, MST, Boulos, etc.) por certos formadores de opinião.

      17:19 Até entendo o Tony, para os lacradores da esquerda americana o conceito de "neonazi" se estende a qualquer um que discorde deles. Os dados devem ser oriundos de uma maluquice estatística semelhante àquela que colocava a Suécia (há alguns anos) em primeiro lugar mundial no número de estupros.

      Excluir
    4. Não, bebê, quando eu escrevo “neonazi”, quero dizer neonazi mesmo.

      Eu sei lidar com palavras. Vivo delas.

      Excluir
    5. Tony o Rei da paciência com esses oportunistas neonazistas.

      Excluir
    6. hahahaha o 23:03 provou a tese do 20:05. Tomara que tenha feito isso pela zueira, não por burrice.

      Excluir
    7. "Os dados devem ser oriundos de uma maluquice estatística semelhante àquela que colocava a Suécia (há alguns anos) em primeiro lugar mundial no número de estupros." E esses dados sobre a Suécia vieram de que espectro político... DIREITA . Pois a Suécia é um país que "deu certo" e é controlado pela esquerda ou centro-esquerda faz muito tempo. Leia:http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43062949 (o título da matéria:Como a Suécia se tornou o centro da extrema-direita e do supremacismo branco na Europa, pode levar a quem não ler toda matéria achar que o país e governado pela direita, mas quem ler vai entender que foi lá que a direita cresceu inventando mentiras para derrubar um governo de esquerda que funciona). E quem acha que o governo de lá não é de esquerda apresento o Primeiro Ministro atual:https://en.wikipedia.org/wiki/Stefan_L%C3%B6fven (do partido social democrata e já foi sindicalista kkk, chora direita)
      Nick

      Excluir
    8. 01:38 Fake News. O que está ocorrendo é o seguinte: até na Suécia, veja só, há um renascimento do pensamento liberal e conservador. Daí, os atiradinhos da Fake Press correm para associar o movimento a meia dúzia de celerados. Esse é o 'modus operandi' da mídia ligada à esquerda internacionalista. Tentaram o mesmo nos EUA, Brasil, Suíça, Dinamarca, Hungria, Finlândia, Áustria, mas só podem se orgulhar de terem exterminado a direita na Venezuela.

      Excluir
    9. Você que fazer a sonsa né. A fake news comentada aqui "Os dados devem ser oriundos de uma maluquice estatística semelhante àquela que colocava a Suécia (há alguns anos) em primeiro lugar mundial no número de estupros." por alguem obviamente de direita, estava em sites de direita. Ou seja, foi inventada pela direita e não pela esquerda. Era a direita que estava falando que os casos de estupro lá eram gritantes e culpavam a imigração e as políticas de esquerda que o país adota. Porém como o próprio direitista que comentou admite essa estatística dos estupros alarmantes são falsas, mas quem estava espalhando ela nunca foi a esquerda internacionalista.
      Nick

      Excluir
  6. hahahaha a bisha nunca leu nem a Escola Austríaca ou mesmo a merda da Escola de Frankfurt e quer falar de "Neoliberalismo" pois ela achou essa palavra cool o ultimo grito dos jornalistas da Folha pro PT/PSOL
    você fala do que quer obviamente, pois esse é seu blog, mas escrevendo essas porcarias você fica no mesmo nível de burrice intelectual daqueles colunistas do DCM ou do Brasil 247

    Você fez a escola Marcia Tiburi né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu AMO ser chamado de esquerdista. É sempre por gente que leu um post só e ignorou os centenas de outros posts onde eu bato no Lula, na Gleici, na Venezuela, no PT...

      Verdade que eu também costumo ser chamado de direitista, até com mais frequência. Mas o pessoal que me faz esse tipo de "acusação" pega um pouco mais leve.

      Excluir
    2. Tony vc é bipolar. Hahahahaha!

      Excluir
    3. Às vezes eu sou bipolar. Às vezes não.

      Excluir
  7. E voce Carlos, não sabe interpretar- o neoliberalismo está entre aspas porque o próprio Tony tem ressalvas com o termo . Por nao saber interpretar que voce deve achar que escola de Frankfurt e escola austríaca devem ser comparadas. Ma nao dven, pois a primeira e uma escola de teoria social e filosofia e a segunda de economia. Claro que o mundo não é preto no branco e um assunto está relacionado com outro. Mas se quiser comparar escola austríaca com outro escola , você deve compará-la com os monetarista - escola de Chicago, keynesianos,marxista, economia política clássica , neoclássica, walrasiana. E apesar de o termo ser usado por economistas contrarios as políticas implementadas durante governo reagan e thatcher. Ser um termo usado por criticos as políticas econômicas formuladas pelos monetaristas e pelos economistas da escola austríaca, foi "admitida" pelo próprio FMI - principal órgão apontado pelos críticos como implementador das políticas neoliberais pelo mundo. Procure Google "neoliberalism: oversold " e veja o que está neste pape rodo FMI. Meu comentário pode ter muitos erros de portuhueee pois escrevi do celular. Nick

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Português. Falei que ia errar kkk - além da vontade de discutir com esse pessoal e escrever tudo que vem na minha mente sem reler depois ainda tem o corretor. Nick

      Excluir
    2. Vamos lá: "neoliberalismo" não passa de uma pecha inventada por supostos intelectuais que militavam em partidos de esquerda. Por que o termo é falso? Porque, a rigor, o debate sobre liberalismo nunca deixou de existir, nunca houve um hiato após o qual as ideias tenham sido retomadas ou recicladas. A não ser, façamos justiça, nas mentes perturbadas que pululam em seitas marxistas. A literatura liberal e as sucessivas escolas de economia que a adotaram estão aí para provar.

      Excluir
    3. Ou seja, tudo que eu disse, foram os críticos do "modelo neoliberal" que adotaram a terminologia. Porém queiram ou não queiram, agora o próprio FMI admitiu o termo.
      Nick

      Excluir
  8. Tony, vc acha que você está sempre certo em tudo ou às vezes você se descobre errado e muda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é novo por aqui, não é? Se não, saberia que eu mudo de ideia o tempo todo e faço muitos "mea culpa". Não tenho o mebor pudor de admitir erros. E acredito em muito poucas verdades absolutas.

      Excluir
    2. Novato das 13:23, mesmo quando o Tony lacra no esquerdismo (o se fantasia de coxinha, dirão alguns), nós o amamos! Você também irá amá-lo. Seja bem vindo.

      Excluir
  9. Corajosa sua colocação a respeito da Globo em sua coluna na Folha em 20/02/18. Eu costumo dividir as pessoas pseudo-esclarecidas em dois grupos: as que falam e as que não falam mal da Globo. Infelizmente só conheço pessoas do primeiro grupo e evito falar com eles, pois vou ouvir muitas bobagens. Muitas vitórias da democracia nasceram na Globo. Nenhum grupo é tão aberto à diversidade e à minorias quanto a Globo. Nenhum grupo bate nos dois lados como faz a Globo (basta lembrar a canseira que os candidatos levaram ao vivo no Jornal Nacional na última eleição). E o melhor: tanto a esquerda, quanto a chamada direita falam mal da Globo. Conclusão: com certeza a Globo está correta. Grande abraço.

    ResponderExcluir