sábado, 27 de janeiro de 2018

CRIME EM DOWNTON ABBEY


Agatha Christie voltou à moda no cinema. Depois de "Assassinato no Expresso do Oriente", Kenneth Branagh já está filmando "Morte no Nilo", onde volta a encarnar o detetive belga Hercule Poirot. Outros títulos estão em produção, e alguns já estão chegando entre nós. Como "A Casa Torta", feito para a TV inglesa mas com elenco de peso e já disponível para aluguel no sob demanda. Glenn Close mais uma vez faz uma mulher sinistra e, se o clima é meio "Crime em Downton Abbey", é também porque aqui o roteirista é Julian Fellowes, o criador daquela série. Eu não me lembro de ter lido na minha fase agatheana na adolescência, então a revelação do assassino me pegou de surpresa - só posso adiantar que é meio polêmico para os dias de hoje, e vai ver que foi por isto que o filme só foi para o cinema em poucos países. Assista com precaução.

10 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    00:12 Que tiro foi esse?
    RSSSS

    ResponderExcluir
  2. Mas o selo é de qualidade? Parece que sim, mas você não deixou isso explicito no texto.

    ResponderExcluir
  3. Li "A Casa Torta" ano passado e não gostei muito, talvez a culpa seja da tradução da editora. Mas do títulos da Agatha que envolvem casa, o meu preferido é "A Casa do Penhasco".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAA CasAAAA DOS dez negrinhos tbm é muito bom rsssss

      Excluir
    2. O título do livro é "O Caso dos Dez Negrinhos" ou "E Não Sobrou Nenhum..." ( O livro tem 2 títulos por conta da polêmica do título nos E.U.A).

      Excluir
    3. Não é mais "O Caso dos Dez Negrinhos". Agora só se encontra este livro com o título politicamente correto, "E Não Sobrou Nenhum", lá fora ou aqui.

      mas o conteúdo não foi alterado: a "nursery rhyme" (cantiga infantil) "Ten Little Niggers" ainda percorre a história inteira. Eu sei porque comprei o livro novamente no ano passado, para uma pesquisa.

      Excluir
    4. 11:56 A senhora é incapaz de perceber uma brincadeira mesmo, ou o desejo de corrigir à cega, tolinha.

      Excluir
  4. Pois é... realmente não sei se rola nos tempos atuais, não. No livro o desfecho era meio óbvio, não foi um dos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  5. Gostei desse livro, uma pena que eu descobri o assassino antes do fim... Nem sempre isso acontece, alguns ela simplesmente não deixa que o leitor descubra quem é. O meu preferido até hoje é o Sad Cypress, espero que algum dia façam um filme dele também.

    ResponderExcluir