terça-feira, 26 de dezembro de 2017

O QUE É HOMOFOBIA?

Hoje em dia, basta dizer que algo é "coisa de preto" para não só ser considerado racista como também perder o emprego. Não precisa bater em nenhum negro. O racismo finalmente se cristalizou como algo terrível na mentalidade brasileira, muito graças à lei que o qualifica como crime inafiançável. Falta uma lei similar para a homofobia. Nem a definição do que ela seja é clara. Os fundamentalistas religiosos conseguiram difundir a noção de que só a violência física constitui homofobia, para proteger seu discurso de ódio. O resultado é que bolsominions como esse rapaz do Ceará se sentem à vontade para cuspir bobagens tipo "sou contra o financiamento das paradas gays com dinheiro público" e ainda assim ameaçar com processo quem disser que ele é homofóbico. Claro que é: basta ser contra a igualdade de direitos entre héteros, homos e trans para sê-lo. Achou ruim uma demonstração de afeto em público entre dois gays? Homofóbico. Tem amigos gays, mas defende que eles sejam "discretos"? Homofóbico. É contra o casamento entre homossexuais e a adoção de criancas por eles? Ho-mo-fó-bi-co. E não, isto não é questão de opinião: é preconceito e ignorância mesmo. Este tipo de argumentação, além de ser ofensivo, alimenta a violência propriamente dita contra gays, lésbicas, travestis e transexuais - haja vista o garoto de 16 anos que foi espancado até a morte pelo pai depois de sair do armário. E depois, quem aponta o dedo para a homofobia é que é processado? Êita paisinho de merda.

19 comentários:

  1. Olhá aí o Tony querendo um processo para chamar de seu. rsrsrs

    Sei que você foi picado pelo mosquito que transforma pessoas saudáveis em esquerdistas desvairados, mas o rapaz está certíssimo, Tony. E essa ação do rapaz não vale só para os afoitos que acusam as pessoas de homofobia por qualquer razão, há inúmeros casos de processos vitoriosos movidos contra outros tipos de difamações cometidas pela militância esquerdista. Enfim, ou os gays aprendem a conversar como adultos e apuram o senso de realidade, ou a reação da sociedade será fortíssima e perderemos o confortabilíssimo lugar que ocupamos atualmente no Brasil. Ah, se não acredita que somos privilegiados, procure os dados mais recentes que comparam grupos de homossexuais brasileiros com o restante da população. E faça a análise sem os óculos da ideologia, claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por causa de patetas como você que os homossexuais são tão desunidos que não conseguem sequer eleger um vereador decente em São Paulo.

      Fora que a sua douta opinião não bate com os fatos. "Confortabilíssimo lugar que ocuoamos hoje no Brasil"? Ondem fora dos Jardins e da zona sul do Rio de Janeiro? Na casa do Gabryel, talvez?

      Excluir
    2. Nananina, foi o IBGE quem disse:

      http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/11/casais-gays-ganham-mais-que-casais-heterossexuais-mostra-ibge.html

      Se não acreditar na rede Goebbels, recomendo a fonte primária.

      - Lacração + Informação

      Excluir
    3. Gostoso ignorar os assassinatos que nos puseram em PRIMEIRO LUGAR no mundo no quesito violência contra os LGBT, né? Gostoso ignorar que Gabryel foi morto PELO PRÓPRIO PAI. Gostoso bancar de espírito de porco só por mera provocação, ainda que vá contra seus próprios interesses. Gostoso dizer que os outros estão "acando", quando quem procura de-ses-pe-ra-da-men-te lacrar é você, né?

      Excluir
    4. Tony, essa aí é a defu travestida de Tia Lydia kkkkkkkkk

      Excluir
    5. Essa estatística sobre mortes de gays feita pelo grupo gay da Bahia por acaso é confiável e confirmada por algum outro estudo?

      Excluir
    6. 21:14, Os próprios relatórios do GGB de mostram que mais de 50% dos casos de "homofobia" são crimes praticados por outros LGBTs. Boa parte do restante inclui latrocínios, acertos de contas por questões ligadas a drogas e brigas. Ou seja, são estatísticas tão "confiáveis" quanto os estudos que colocam a Suécia! em primeiro lugar no ranking de estupros (A.K.A. fanfic de esquerda).

      Excluir
    7. Oh Senhoras voltemos ops continuemos com a avacalhação e assassinatos de gays ops isso não existe.

      Excluir
  2. Podemos impedir (mediante lei que pune) que a pessoa diga e faça coisas racistas, mas não podemos entrar na cabeça de ninguém e impedir que a pessoa seja racista ou homofóbica ou seja lá o que quiser. E isso inclui ela discordar de políticas públicas que considere erradas. Não sou racista e seria contra o governo pagar uma passeata negra. Democracia é aceitar que alguém não concorde com passeata gay paga pelo Estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então você acha que o bolsominion lá em cima não é homofóbico?

      Excluir
    2. Só de impedir que ele extroverta essa “opinião”, já é um passo para que as futuras gerações vejam a homofobia como o racismo é visto hoje.

      Excluir
  3. Pra mim só um babaquinha querendo aparecer...

    ResponderExcluir
  4. Tony, quando você vai na Praça da Sé fica discutindo com os vários doidos que lá ficam falando sobre coisas estúpidas? Não dê importância para quem não é importante.

    ResponderExcluir
  5. Resgataram um twitter desse babaca de 2015: https://mobile.twitter.com/yohannmatheus/status/945715325458411520/photo/1

    ResponderExcluir
  6. Esse cara tem varios videos na internet,adora aparecer e polemizar...

    ResponderExcluir
  7. Olá Tony! Tudo bem ?
    Eu moro na cidade onde supostamente o garoto foi espancado, até agora não se sabe se isso é verdade. A uma onda de comoção e as pessoas aqui estão revoltadas e julgando o pai do garoto, mas a história é muito longa ... O que se sabe até agora não justifica a acusação da avó. Comenta-se que o garoto andava com más companhias e a discussão com o pai foi por esse motivo e não pelo fato de ele ser gay. A história parece plausível visto que o pai quem prestou socorro e ficou todo tempo à disposição das autoridades. Te escrevo isso pois acredito que a história ainda não foi esclarecida totalmente, e se condenarmos logo o pai, estaremos pregando ódio com ódio.
    No mais, sigo lendo seu blog sempre e aproveito a oportunidade para te desejar um 2018 maravilhoso

    ResponderExcluir
  8. Acho q essa cristalização do racismo se deve mais a revolução tecnológica do que a legislação propriamente dita. A exposição da ascensão social de muitos negros, deixou também que máscaras caíssem, então como restou destacado na capa da Veja(Oh, ironia!): no país de não racistas, resta vivíssimo o racismo!
    Com os gays acontece o mesmo, é um deslumbre abrir o Instagram e ver casais gays publicando seu amor vivido a luz do sol, inevitavelmente restará cristalizada a homofobia... a diferença será a inexistência de legislação específica para combater a monstruosidade deste preconceito!

    ResponderExcluir
  9. "Ou seja, são estatísticas tão "confiáveis" quanto os estudos que colocam a Suécia! em primeiro lugar no ranking de estupros (A.K.A. fanfic de esquerda)" Mas que fala que a Suécia e o primeiro lugar no ranking de estupros não é a esquerda e sim a DIREITA.
    Nick

    ResponderExcluir
  10. Pq esses FDP homofóbicos não deixam as pessoas serem felizes e se preocupam e gastam tanta energia com discurso de ódio e intolerância? Q babacas !!! Eu não consigo entender...

    ResponderExcluir