terça-feira, 28 de novembro de 2017

STOP MAKING SENSE


Mr. Sam, o argentino que inventou Gretchen nos anos 70, não gostou de "Falsa Fada". O lendário produtor acha que sua criatura não pode cantar em português - só em outras línguas, e com letras que não fazem muito sentido. Depois de ouvir a nova música da Rainha dos Memes (que está mais para a nova música do tal do Rody feat. Gretchen), eu tendo a concordar. Ainda mais porque a compilação "The Queen", empacotada às pressas para dar embalo a "Falsa Fada", traz todos os hits gretchenianos de quase 40 anos atrás, e adivinha quem se sai melhor na comparação? Quando eu falo todos os hits, quero dizer todos os três: "Conga Conga Conga", "Freak le Boom Boom" e "Je Suis la Femme (Melô do Piriripiri)", clássicos niilistas da dance music-porcaria. O resto do álbum é recheado com farofa sonora, i.e., pérolas merecidamente esquecidas como "Le Mal Masqué" ou "Mambo Mambo Mambo", um autoplágio descarado que devia dar cadeia aos seus autores. A brincadeira termina com dois remixes atuais de "Conga" e "Freak", que só comprovam que Gretchen funciona melhor quando não canta coisa com coisa. Aliás, quem não?

7 comentários:

  1. "dance music-porcaria"

    *amei*

    ResponderExcluir
  2. Freak le boom boom na voz da Marina Gasolina remixado pelo CSS é um dos pontos altos daquele Red Hot + Rio 2 (me fez revisitar essa vasta discografia da Gretchen na época)

    ResponderExcluir
  3. O curioso na Gretchen, talvez seu grande trunfo, é que ela parece ter abraçado o fato de que ela e a obra da são vistos como piada ou algo bizarro, e ela tira proveito disso.

    ResponderExcluir
  4. Quem nunca se acabou com Je Suis la Femme...etc...A compilação q faltava na minha vida. Quero djá!

    ResponderExcluir
  5. Aliás, Rody feat. Gretchen sponsored by Chilli Beans resultou nesse clipe de fundo de quintal. rsrs

    ResponderExcluir
  6. Quem é Rody? Lembra uma reencarnação do (saudoso) Guilherme Karan!

    ResponderExcluir
  7. Deus, como é ruim. E do pior tipo de ruim, aquele que nem sendo muito ruim consegue ser bom.

    ResponderExcluir