quarta-feira, 1 de novembro de 2017

RAPP DAS ARMAS

A mesma matéria publicada pelo BuzzFeed no domingo com as acusações de Anthony Rapp a Kevin Spacey traz uma foto em que pouca gente reparou no início. É uma cena da peça "Precious Sons", onde Rapp aparece sendo carregado no colo por Ed Harris. Foi com este espetáculo que o então ator-mirim fez sua estreia na Broadway, e era onde estava em cartaz quando foi convidado para a festinha na casa de Spacey, que aparecia em outro teatro na mesma época. O detalhe curioso é que, ao descrever o episódio de assédio, Rapp diz que Spacey o carregou no colo, levou-o para a cama e se deitou sobre ele - EXATAMENTE como o pai de seu personagem em "Precious Son" fazia com o filho. Não estou dizendo que Rapp mentiu, mas não é um pouco de coincidência demais? Pode até ser que Spacey, que deve ter visto a peça, tenha tentado recriar o momento quando se viu a sós com o garoto. Talvez nunca saberemos a verdade. E talvez nem importe: já estão pipocando outros relatos incriminadores sobre o vencedor de dois Oscars, cuja carreira deve ter ido para o vinagre. Arrisco uma hipótese na minha coluna de hoje no F5: famoso por interpretar homens difíceis, com sexualidades torturadas, Kevin Spacey acabou se revelando um deles. Virou personagem de si mesmo.

(Obrigado ao Deco Ribeiro pela dica)

22 comentários:

  1. Tony tá parecendo o seu amigo Zeca Camargo fazendo a desculpa da desculpa da desculpa no caso Cristiano Araújo.
    Bicha, PARE! Mude de assunto and carry on.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o que eles não perdoam é o Tony não ter entrado na na caverna deles, de Caetanopedófilo.

      Excluir
    2. Todo mundo tem suas dificuldades, a do Tony é a de não admitir quando se equívoca. Spacey e seu pecado.

      Excluir
    3. Hahaha, não estou equivocado. Quando eu achar que estiver, admiti-lo-ei - aliás, como já fiz algumas vezes aqui no blog.

      Excluir
  2. Tem muita coisa aí a ser explicada. Outros relatos estão surgindo... Kevin Spacey é o super típico gay enrustido que vivia (ainda vive será?) na atmosfera sexual do submundo. Tendo vivencias sexuais e afetivas resvalando para assédio e congeneres. Homofóbicos adoram que gays vivam assim. Kevin nunca teve peito para se assumir gay, e acabou por muito tempo sendo premiado por esse silencio. Assumiu gay para servir como escudo. Usou uma orientação que por décadas pessoas morreram para serem vistas com o mínimo de dignidade possível. Na boa Kevin, você foi premiadíssimo por omitir ser gay, não venha agora querendo apoio. A comunidade gay americana faz muito bem em não dar apoio a ele. Visível que o Kevin quer tirar proveito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 15:18 vão é te chamar de militonto, esquerdista e que está de mimimi.

      Excluir
  3. Meu Deus, o cara foi premiado porque é um puta ator bom pra caralho. Se assediou é outra história, que merece investigaçAo e tal. Mas o ator, por gentileza, não diminuam o talento dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisamos do talento de assediadores. É possível ser genial sem ser escroto. O mundo precisa aprender isso.

      Excluir
    2. 16:53 Puxa a capivara desse cara e vê se é isso tudo mesmo este rsrs
      MM

      Excluir
    3. 18:29 vai relativizar ato de assediador? Isso revela de seu caráter.

      Excluir
  4. Tony, você mistura talento profissional com o que a pessoa é capaz de fazer fora do trabalho, até Hitler tem, o Trump tem e o Lula também, admire você o talento deles, ou não.
    Além de advogado do Kevin Spacey você agora tem mais uma causa pra cuidar, a do Dustin Hoffman.

    ResponderExcluir
  5. As mesmas pessoas que defenderam Caetano estão julgando Kevin.
    Isso que é pedophilia seletiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem são essas pessoas, querido? As alucinações da sua cabeça?

      Excluir
  6. Eu adoro o Kevin, acho que estão exagerando

    ResponderExcluir
  7. Jizuz! Ainda bem q já tenho 57 anos. Que mundo chaaaaaaaaaaatooooo!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Queria ser bem assediada por ele. Ui, que delícia.

    ResponderExcluir
  9. Sério? Está ficando cada vez mais difícil entender a lógica na defesa de Kevin... Se ele se valeu da cena que o ator mirim interpretava, está liberado assediar? O menor estava acostumado com a situação, é isso? Ele no alto de sua maior idade não saberia distinguir o real do imaginário? Ou só querendo o buzz em torno de assunto polêmico - assunto este já abordado por ele em diferentes épocas pra pessoas proximas? A mesma matéria que você cita parafraseia Rapp, dizendo que ele sentiu que algo ali estava errado e ao reconhecer tal situação o mesmo saiu do apartamento assim que possível - ele soube reconhecer que aquela era uma situação diferente e que as intenções eram sexuais. Pelo menos uma coisa é certa, ninguém saberá ao certo o que ocorreu naquela noite, mas frente uma acusação desta, minha atitude será de descrença em relação ao acusado e não ao acusador, vítima nesta história. Pelo prisma pessoal, passei por situação semelhante na mesma idade, sendo assediado por um tio que havia sacado bem antes de mim aos 15 anos qual era a minha orientação sexual e foi escroto o suficiente para achar que era ok tocar em partes minhas, sem o meu consentimento. Não passou um dia sequer sem eu não me questionar o que eu poderia ter feito para que tal situação não ocorresse e qual era a minha culpa (sim, na minha cabeça era minha culpa, claro) em
    toda aquela situação. É esse tipo de pessoa que você está defendendo. A suposta genialidade de Spacey, como ator, não o livra de ter cometido um erro, e outro maior em usar a causa gay para desviar atenção. Respondendo a sua pergunta do post anterior se estávamos felizes ao ver a carreira de um grande ator ser destruída por este “mínimo erro”? Estamos satisfeitos com a derrocada do Weinstein? Enquanto se tratar de predadores sexuais e abusadores, eu te falo, não há nada de feliz e satisfatório nestas histórias... Outra bola fora...

    ResponderExcluir
  10. Na boa, adorei o o rapp ter denunciado o kevin spacey. Foi até risível ver o kevin apelar pra comunidade LGBT para se safar dessa. Mas acabou se dando mal. Perfeito. O kevin viveu de privilégios enquanto fingia ser hétero, o que não acontecia com os gays. Kevin spacey apelar pra comunidade LGBT para ter a defesa desta contra as acusações de rapp é a prova que kevin vive numa bolha, não conhece nadinha da comunidade LGBT dos Estados unidos. Chegou até me lembrar aquela tal de Caitlyn jenner, que achou que seria a voz das trans, mas acabou descobrindo que as trans não são homofóbicas como ela. Que kevin spacey seja muito bem punido, não perderá muitos privilégios, mas que ao menos perca um pouquinho. Kevin Spacey é um canalha e tanto, que bom que agora estamos descobrindo isso. Vaza Spacey. Cai fora, cara.

    ResponderExcluir
  11. Você pegaria o Kevin Spacey se fosse solteiro?

    ResponderExcluir
  12. http://www.vulture.com/2017/11/kevin-spacey-alleged-sexual-relationship.html?utm_source=nym&utm_medium=f1&utm_campaign=feed-full

    ResponderExcluir
  13. Tony, o Spacey não tem mais defesa. Ele errou há 30 anos e permaneceu errando. Já está pipocando relatos na internet (http://www.adorocinema.com/noticias/series/noticia-135350/).

    Aliás, estou pouco me importando para a carreira dela (que já foi para o brejo), estou mais apavorado com a ideia dos conservadores utilizarem esse caso para, equivocadamente, relacionarem homossexualidade com pedofilia. Precisamos estancar essa sangria o quanto antes e parar imediatamente de passar a mão na cabeça desse ator. Eu sei que você não tem obrigação nenhuma com isso, mas como sua audiência, seria importante fazer esse tipo de alerta. Enfim, não custa tentar.

    ResponderExcluir