segunda-feira, 9 de outubro de 2017

GENTE SEM LOÇÃO

Nos meus tempos de propaganda, trabalhei com uma grande empresa americana que achava que o mundo inteiro era igual aos Estados Unidos. Produtos e campanhas não eram adaptados para outros países, com resultados comicamente catastróficos. Também trabalhei com uma grande empresa europeia cuja filial brasileira vetava a presença de negros nos anúncios. Não era uma ordem da matriz: o gerente tupiniquim é que era racista. Mas nunca, em meus 25 anos neste mercado, topei com uma estupidez tão grande quanto o comercial da Dove que causou uma pororoca de proporções planetárias nas redes sociais neste fim de semana. Claro que convém vê-lo por inteiro, e não apenas o composit de imagens sem contexto que vem sendo replicado por aí. Dá para perceber que o conceito pretendido era algo como "sinta-se uma nova mulher cada vez que você usar a loção Dove". Num mundo menos carregado, talvez a mensagem tivesse passado sem problemas. Só que esse mundo não existe, e é de pasmar que uma empresa global como a Unilever, onde prima a diversidade (também trabalhei com eles), não tenha percebido a arapuca colossal em que estava se metendo. O passado de Dove condena: a marca já lançou um protetor solar para pele "de normal a escura", entre outros passos falsos. Mas esse filme desastrado, que já foi tirado do ar, talvez tenha danificado-a para sempre.

28 comentários:

  1. Acho estranho como ninguém da equipe deles pensou: "isso vai ferrar com a nossa imagem"...

    ResponderExcluir
  2. Minha deusa, passada aqui! Isso é racismo e provocou um escândalo? Vi nada de racismo. Tem que ser muito enjoado, lerdo de pensamento! Pra mim é mais uma abuso do politicamente correto, algo comun na última década. Estou cansada de tanta gente se indignando por nada, por pouco muito pouco. Para mim é tão óbvio: as mulheres vão se sucedendo, brancas, morenas, negras, ruivas etc. Para mim a ideia é que não importa se você é de uma cor ou de outra, se você é assim ou assado, pois ao usar o sabonete você sempre será uma nova mulher.
    O povo está enchendo o saco porque primeiro aparece a negra que depois vira uma ruiva, é isso? O povo está achando que a mulher negra antes da ruiva significa que é melhor ser branca, que é ruim ser negra? Jesus na causa!

    Muito barulho por nada, In my opnion.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No EUA, fizeram um bombeiro ser demitidos porque deu um presente "racista" a seus colegas: MELANCIAS. Apenas a esquerda sendo... Esquerda!

      Dove é a cortina de fumaça da vez. Precisam de um factoide para esconder a hashtag #GloboLixo em resposta ao apoio da emissora à "liberdade" de crianças com quatro anos tocarem o corpo de homens nus.

      Essa movimentação é a demonstração clara do abismo que existe entre uma classe arrogante, elitista e hipócrita e o sentimento legítimo do povo.

      T.F.

      Excluir
    2. Da mesma forma que fizeram um estardalhaço vendo pedofilia em uma mostra de arte onde uma menina toca nos pés de um homem nu.

      Excluir
    3. Lara Simeão Romero, o problema não é que na propaganda original (ao contrário do que o vídeo tenta induzir) não há mulher branca que vira negra. Só negra que vira branca, e branca que vira branca.

      Excluir
    4. Sim, percebi que esse seria o problema. Só que para mim é um problema inexistente. A interpretacao é : todas as mulheres com diferentes tipos físicos, todas se renovam com o sabonete, que por sinal eu nem uso, kkkk.
      Se a ordem fosse primeiro a branca e depois a negra, será que nao haveria indignaçao? Talvez nao, mas desconfio que surgiria outro tipo de indignaçao.
      Eu acho que o povo tá com muito tempo livre pra se indignar nas redes socias. Acho válido a pessoa se indignar, boicotar e o escambau - só acho que tao forçando demais a barra.
      Sempre tem de procurar a interpretaçao racista, o viés ruim? Eu hein!
      Se ainda estivéssemos nos anos 70, 80, ainda podia ser! Porém, nos dias de hoje? Nos dias de hoje ainda existe muito racismo? homofobia? misoginia? etc? Sim. Existe. Mas nao nesse comercial desse sabonete.
      Enfim, além dos indignados de plantao nas redes socias com justa causa e bons sentimentos, parece ser que ainda é maior o contigente dos super-ultra-indignados-caçadores-e-juizes-das-intençoes-alheias que sempre procuram pelo em ovo.
      Cruzes!!!

      Excluir
    5. Não é não querida Lara, é que Pimenta no Cú dos outros, é refresco.
      Entende?

      Excluir
    6. Não existe "a esquerda"...

      Quer um exemplo disso? Discurso de que globalização acaba com empregos e destrói indústrias. Bernie Sanders e Trump com o mesmo speech.

      Há esquerdaS e direitaS.

      Aceitem que dói menos.

      Excluir
  3. Tony pergunta para você que trabalhou n área não tem de fora que assista os comerciais antes de irem para mídia para prever isso

    ResponderExcluir
  4. O Mio Babbino Caro
    Salvo engano, paradoxalmente a Dove há um tempo atrás fez uma propaganda de sabonete com a modelo Terezinha Malaquias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://youtu.be/_0wzwmqUrLY

      Excluir
    2. Foi só um acidente (viciado) de percurso.

      Excluir
  5. Gente, a mulher só se torna outra mulher. No vídeo não há qualquer menção de que qualquer uma das três seja superior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, assim como na mostra do MAM era apenas uma menina interagindo com um obra artística que envolvia um homem nu. Só viu pedofilia quem queria.

      Excluir
  6. Tony, para de passar vergonha com esse tipo de post, por favor. A empresa se meteu numa arapuca? Qual? A arapuca que caras como você acham que ela se meteu. Isso é achar pelo em ovo, é o típico exemplo de mimimi. Não tem racismo, nem suposição de racismo, nada. São etnias, tipos físicos distintos colocados em uma peça publicitária que evoca uma mudança positiva, se sentir melhor, sei lá. Acho essa Unilever uma dessas mega corporações que tá cagando pra diversidade e só o faz porque é obrigada, o negócio deles é vender muito do seu imenso portifólio. Uma grita contra uma propaganda dessa é uma perda de tempo, ela logo sai da mídia e ninguém mais lembra. A não ser que você apareça, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos lá:

      1) A Unilever valoriza mesmo a diversidade. Inclusive entre seus funcionários, Trabalhei anos com ela, conheço-a bem. Mas claro que seu objetivo é vender, como qualquer empresa capitalista. Vamos parar de mimimi?

      2) O comercial em si não era racista e teve uma cena tirada de contexto. Mesmo assim, meu espanto é por ninguém ter previsto isso. A arapuca se armou, e a Unilever caiu nela de boba. Aposto que estão rolando cabeças neste exato momento.

      Excluir
    2. Trabalhei um tempo num cargo que consistia em verificar possíveis má interpretações ou mal uso da campanha publicitária que estava em desenvolvimento pela equipe. Era muito estressante... Nesse caso, considerando que a empresa já teve outras propagandas consideradas racistas, era óbvio que deveriam ter trocado a ordem (deixado a mulher negra aparecer na última transformação).

      Excluir
    3. Vou ficar no supermercado assistindo as pessoas boicotarem o sabonete Dove.
      Kkkkkkkklkllkkkk
      Cê jura!
      Até as indignadas comprarão quando tiver promoção pague 2 leve 3.
      Esse tipo de perseguição hoje em dia é muito teatro infantil de gente despreparada pro mundo adulto. É a cara daquela gente suja de diretório.

      Excluir
    4. Anônimo das 10:40 vai no Google e olha o comportamento das ações da Unilever na semana passada e verá que no dia 6/10 (quando a denuncia explodiu) houve uma queda rápida e brusca que fez muita gente levar um susto e possivelmente perder dinheiro.
      Quem trabalha com marketing sabe que imagem é tudo. Por isso hoje em dia banco se finge de associação benevolente e o McDonald’s vende saladinha...

      Excluir
    5. Vejam a arapuca em que a marca OMO se envolveu:

      https://www.youtube.com/watch?v=CKqCidMktkY&feature=youtu.be

      Lacradores provando do próprio veneno.

      Excluir
    6. Não vejo por que, o Tony não deveria se manifestar, sendo um profissional da área, sobre algo que que pessoas se sentiram agredidas e repercutiram, fato.

      Excluir
  7. Adoro seus posts, mas esse comercial...
    Não vi nada demais!!

    Na verdade tá é muito chato viver.
    Tudo virou motivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem se incomodou, está exercendo o seu sagrado direito de se incomodar. O motivo de cada um é outra coisa.

      Excluir
    2. Ah verdade. Vc não imagina o que heteros não estão achando, com tanto viado fora do armário

      Excluir
  8. Tony,

    Viu a aula que o Olavo de Carvalho precisou dar a Folha sobre o uso correto da palavra "ideólogo"? Deixou clara a razão do agigantamento da direita ante a decadência esquerdista. Se eu fosse a jornalista em questão, entregava meu dipRoma e ia vender pastel na feira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prefiro jogar Dream Daddy: A Dad Dating Simulator que está em promoção na Steam.

      Excluir
  9. Olavo de Carvalho, aí não!

    ResponderExcluir