terça-feira, 12 de setembro de 2017

FAKE NEWS AO VIVO

Claro que não é só a esquerda que é adepta das notícias falsas. Um dos filhos do Boçalnaro - aquele que acha que uma reles frente fria "prova" que o aquecimento global não existe - tuitou essa estupidez aí em cima. Não sei se ele acredita nisto ou se age mesmo de má fé. Mas dele não se esperava outra coisa, né não? Apavorante mesmo é ver gente como a apresentadora Luisa Mell, supostamente bem-educada, defendendo que a mostra Queermuseu tinha obras "de mau gosto" e portanto merecia ser fechada. E o que tem de cretinos dizendo que a arte "é para representar o belo"? Para começar, seu Santander, arte não é propaganda, porque a propaganda não pode correr o risco de não ser entendida. Eu até concordo que o curador Gaudêncio Fidelis foi no mínimo ingênuo ao não colocar avisos e separar as obras mais suscetíveis de má interpretação em salas separadas, como se faz em muitos museus da Europa. Mas defender o cancelamento da exposição é fascismo em estado puro. Pelo menos os ignorantes à nossa volta estão se revelando como de fato são; pelo menos a reação dos mais lúcidos tem sido admirável. Nem tudo está perdido. Ainda não.

57 comentários:

  1. E o que tem de gay defendendo o cancelamento da exposição não está no gibi. Gente, quem tem gay reacionário como amigo no mínimo deveria se afastar dessa gente, né nom. O fechamento dessa exposição é um ataque as pessoas LGBTQ. Isso, e apenas isso. Fake News é coisa de extremista. E é óbvio Tony que o filho do Bolsolixo faz isso de propósito, de má fé. O melhor de tudo é ver que os gays que atacam Jean Wyllys, a comunidade LGBTQ, o ativismo, não passam de gays fascistas. Vão se lascar eles e os héteros apoiadores do Bolsonazi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, ai, ai...

      Vamos aos fatos:

      Ao contrário do que diz a Fake Press, o MBL não teve qualquer influência na movimentação contra a exposição. O canal "Terça Livre" postou um vídeo no sábado (9/9), e esse foi o estopim para que dezenas de milhares de pessoas entrassem em contato com o Banco para demonstrar repúdio ao conteúdo do "Queermuseu". O MBL, mais uma vez, apenas assumiu a autoria de uma reação espontânea e legítima da população.

      No Domingo, assustadíssimo com a imensa repercussão, o Santander tentou reduzir os danos, adiantando o encerramento da mostra.

      Teria sido tudo exagero e fruto de histeria coletiva? Mera "má-interpretação"? Vamos relembrar algumas das obras:

      1) Em uma delas, a imagem de Jesus Cristo crucificado estava ornamentada com inúmeros braços, lembrando um deus hindu. Seus braços reais estavam transformados em galhos de árvore e seus pés calçados com tênis. Elementos do universo pop estavam postos sob a cruz, numa espécie de oferenda. Por que não fizeram o mesmo com a imagem de Maomé?

      2) A representação de uma mulher envolta em uma aura, numa clara alusão à Virgem Maria, segurava no colo um... macaco! Maria também é representada fumando em uma outra "obra". Isso em um país onde a maioria da população reza fervorosamente à mãe de Jesus.

      3) Hóstias estavam colocadas dentro de um vaso de vidro transparente. Cada uma delas possuía inscrições tais como: vagina, língua, pênis, etc.

      Até aqui, temos evidentes crimes contra o sentimento religioso e de vilipêndio a elemento de culto (Art. 208 do Código Penal Brasileiro). Onde estava a curadoria dessa exposição? Teria sido proposital a prática de tais crimes?

      4) Há ainda dois desenhos com as inscrições "criança viada" e "travesti", com a sexualização da imagem de garotos. Isso em um país com seríssimos índices de abuso infantil. Novamente as leis brasileira são desconsideradas e o Estatuto da Criança e do adolescente é infringido (Art. 241-A do ECA – difusão de pedofilia / Art. 241-C do ECA – simulacro de pedofilia).

      5) Inúmeras imagens de genitálias e práticas sexuais são apresentadas SEM QUALQUER restrição de idade para os visitantes.

      6) A cereja do bolo é um quadro em que animais são violentados sexualmente. Tudo financiado pela lei Rouanet.

      Então isso aí seria "queer"? Qual a relação do movimento LGBTQ+ com crimes, vilipêndio da fé alheia, pedofilia e zoofilia? EU me senti ofendido.

      Sim, o departamento jurídico do Santander terá muito trabalho nos próximos anos. Sim, outras instituições evitarão financiar exposições LGBTQ+

      "Ain, mas se trata de arte, ain"

      Ok, então vamos fazer o exercício do "e se":

      I - E se um "artista" resolver fantasiar gorilas empalhados com vestimentas de Orixás?

      II - E se outro "artista" representar um homossexual com as nádegas tatuadas com a palavra AIDS, com o símbolo de risco biológico no topo da "obra"?

      III - E se, em nome da arte, imagens de travestis forem sobrepostas por imensas rolas sobre a pélvis, sob o título "O travecão"?

      IV - E se, veja só, um grupo de teatro ousar realizar blackface em sua representação?

      Aí, em nome da arte, todos aquele que partiram em defesa do Queermuseu também aceitariam tais afrontas?

      Pimenta nos olhos dos outros...

      Excluir
    2. Existe, sim, muito exagero e mimimi por parte da esquerda. O que não quer dizer que isto dê direito à direita de exercer qualquer tipo de censura.

      Todos esses exemplos que você deu não merecem censura. Fora que este tipo de exercício - "e se" - é pura perda de tempo. Além de mau-caratice em estado puro, ainda mais vinda de um anônimo.

      Excluir
    3. Querido. A obra de Jesus foi feita antes de 11/09. Muito antes de islamismo entrar na pauta das questões mundiais. E reflete o que o autor quer e não o que você quer que ele reflita. E os artistas do Charlie hebdo já refletiram essa questão de maome- já que essa parece ser sua preocupação.Criança viada era uma página onde as pessoas mandavam fotos de quando eram crianças para mostrarem que sempre foram viadas e isso não é uma escolha. Nunca tal site foi investigado por pedofilia pois não é, como na exposição não é. E arte representando zoofilia existe há muito tempo. E já que tocou no assunto : acho que os livros do sítio do Pica Pau amarelo racistas mas nem por isso peço a proibição deles das escolas. Nick

      Excluir
    4. Não merecem censura, Tony, porque, por exemplo, uma HÓSTIA não tem nenhum significado para você. Só não esqueça que ela representa "o corpo de Cristo" para milhões de pessoas, e, no Brasil, há uma LEI que protege os elementos de culto da imaginação de espertinhos.

      A defesa dessa exposição é o maior tiro no próprio pé (ever) da militância. Mas sabecumé: há quem adore dobrar a aposta.

      Excluir
    5. 😍 Obrigado Tony. Só esqueci de dizer mais uma coisa: o anônimo diz que o mbl assumiu a autoria de uma reação espontânea e legítima da população. A questão é que parcela da população? Democracia não é a ditadura da maioria. Se uma parte da população fica desconfortável com tal exposição não participe. Mas os queer tem todo direito de ter uma exposição os representando. E essa exposição faz parte de um projeto mundial de tal banco.Nick

      Excluir
    6. Tony e Nick, um só coração. Como nāo amar????

      Excluir
    7. Anônimo das 8:53: a hóstia significa algo para mim, sim, que fui criado no catolicismo. E eu não acho que a tal da obra com hóstias da exposição seja ofensiva. Claro que você tem o direito de achar que é. Mas não tem o direito de me impedir de vê-la. Simples assim.

      Excluir
    8. A ofensa se realiza no ofendido. Esse não é o caso. Havia ali um crime em curso (vilipêndio de objeto de culto). Quem organizou a exposição só pensou em chocar, mas não calculou bem as consequências.

      Nós, gays, pagaremos a conta: será um imenso retrocesso na visibilidade de nossas pautas.

      Excluir
    9. O retrocesso acontece graças a energúmenos como você, que se aliam aos nossos inimigos.

      Excluir
    10. Se é mau caratismo comentar anonimamente, por quê o blog permite essa possibilidade? Dar voz a mau caráter?

      Excluir
    11. Não foi isto o que eu disse. Mas os canalhas se aproveitam do anonimato para exercerem sua canalhice. Tipo assim, sei lá, você.

      Excluir
    12. Porra!
      Além de aguentar articulistas econômicos frustrados, vamos ter que suportar ficcionistas fracassados.

      Excluir
    13. 05:00 Senhora louca DeFu...diz de onde vem tanta estupidez, não estamos mais lidando com o ovo da serpente e sim com a própria serpente.
      O maior ganho em tudo isso é ver as máscaras cairem...O herói é o Tony em suportar tanta aberração, se bem que ele tentou por longo tempo, conviver com os brucutus que comentam no blog, e até distribuía aqui e ali algum afago.
      Mas tudo tem um fim e algo me diz que esta próximo. Não sentirei saudades.

      Excluir
  2. Eu tô de saco cheio da quantidade de gente q ganha espaço na mídia e popularidade a cada nova celeuma social:
    Luisa Mell, uma estranha q tive o desprazer de conhecer hj.
    A franquia Bolsonaro faz mais sucesso q o milkshake de ovomaltine a cada polêmica.
    Os MBLs aprenderam bem como funciona a política brasileira e são os futuros herdeiros do populismo petista.
    Milhões de curadores (sim, eles existem aos milhões hj em dia) colocaram a cara no sol pra tirar o mofo.
    Formadores de opinião nunca escreveram tanto como hj.

    Juro q achei a decisão do Santander precipitada. A exposição não tinha nada de pedofilia. Mas convenhamos q num país de oportunistas, não dá pra ficar chocado com supostas censuras...no meu trabalho tava todo mundo cagando para o problema da exposição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 23:16 - Não tinha pedofilia na exposição? Ou você perdeu a noção do real, ou decidiu defender a agenda desses degenerados.

      Juro que não entendo esse movimento suicida da esquerda brasileira. Se bem que eu quero mais é que dobrem a aposta na tríade machismo/racismo/homofobia. Serão praticamente extintos nas próximas eleições.

      Excluir
    2. Não, não tinha pedofilia na exposição, seu energúmeno. Me mostra aí o que você achou que era pedofilia (provavelmente não viu nada e só está repetindo o que ouviu falar) que eu rebato com gosto.

      Excluir
    3. São dois desenhos, em uma tela, na qual garotos com roupas ousadas são descritos como "criança viada" e "criança travesti". O Santander vai ter de rebolar para se livrar da queixa-crime. E se o Tony encontrar um argumento para justificar esse ABSURDO, poderemos dizer que ele foi abduzido e uma abóbora esquerdista assumiu o blogue.

      Definitivamente a luta é entre esquerdistas e seres humanos.

      Excluir
    4. Jura que você acha que esse quadro - que é até bem bonito - incita a pedofilia? Acho bom você marcar hora num psiquiatra ASAP.

      Excluir
    5. Bora lacrar mais! O grotesco é novo belo. O perverso é a nova moral. A provocação chinfrim é a nova política.

      Depois não vale chorar no banho, em posição fetal, com o resultado do próximo pleito.

      Excluir
    6. A arte não é a representação do belo, seu mané. Não é moral nem imoral: é amoral. Vá estudar mais antes de vir zurrar no meu blog, seu asno.

      Excluir
    7. Confundir a noção de "belo terrível" com amoralidade é, no mínimo, sintomático.

      Quanto ao resto: na falta de argumentos válidos, xingue o interlocutor.

      Excluir
    8. Hahaha, meus argumentos são super válidos e você continua um asno.

      Excluir
    9. O MPjá foi acionado e o promotor disse que tais imagens não incitam a pedofilia. Incitam a pedofilia material com nudez infantil ou crianças praticando sexos - não lembro direito mas era mais ou menos assim na matéria que li. Engraçado: castelo ra Tim bum seria considerado incentivadoresposta da pedofilia atualmente porque mostrava 2 índios crianças pelados . Eu era criança não época mas descobri que era criança viada por causa dos 2 indiozinhos do castelo. Nick

      Excluir
    10. O promotor em questão é esquerdista. Será processado por prevaricação. Ele assumiu que havia imagens de cunho pornográfico em uma exposição aberta a menores, mas não "enxergou" problema, apesar do ECA dizer o contrário.

      Excluir
    11. O promotor pode ter a ideologia que quiser. Para ele ser promotor ele deve ter lido muitas leis. E tem leis que protegem os direitos de você ser de qualquer espectro político que for. Ele sabe das leis e é promotor. Ganha por mês o que você gostaria de ganhar mas não ganha. E vocês do mbl são engraçados. O MP e um órgão ótimo quando combate PT e esquerdista mas quando a corda puxa pro lado de vocês a instituição de torna esquerdista KLM. Nick

      Excluir
    12. Amor, promotor não é deus, eles também fazem cagada, aliás muitas.

      Excluir
    13. Promotor, juiz, etc, têm autonomia. Só isso.

      Não entendo esse povo que se diz "liberal" cobrando agora atitudes do Estado. Doideira. Jabuticaba, mesmo!

      Excluir
    14. "Amor, promotor não é deus, eles também fazem cagada, aliás muitas." Não disse que são deus(ses).
      Nick

      Excluir
  3. O que esperar de uma pessoa que defende barata? Pra essa Luisa Mell: querida, vá comer bosta com repolho sua desgraçada.

    ResponderExcluir
  4. Chocado. Já imaginam o nível do debate das presidenciais de 2018? Vai ser disso aí pra baixo.

    ResponderExcluir
  5. Graças a Deus existiu Robert Mapplethorpe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 04:01 E elas lá sabem o que é isso. Se chegarem a conhecer, dirão que ele só fotografava (cafuçu), somente o infinito dá a dimensão da estupidez desses idiotas.

      Excluir
  6. De todos os horrores que eu vi nos comentários desta notícia, nenhum superou o de um sujeito que dizia "os artistas são os cânceres da sociedade". Dizer o que, né? Bem-vindos ao Brasil. :(

    ResponderExcluir
  7. Reproduzo:

    “Que saibam, porém, que novos tempos chegaram. Os brasileiros não são mais um cordeirinho calado, cujo destino é muito bem ilustrado por uma das obras expostas pelo Santander.”

    Genial!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esses brasileiros como você deixaram de ser cordeirinhos e se transformaram em burros.

      Excluir
  8. “As pessoas de bem do país acordaram. Os cristãos são a maioria da população. Os que comungam dos valores morais judaico-cristãos entenderam que os espaços precisam ser ocupados e que o receio do patrulhamento ideológico e do histerismo falacioso são combatidos com as mesmas armas sociais. Nós não nos calaremos mais e defenderemos, sim, nossos conceitos e valores. Nós temos o princípio democrático e o poder econômico ao nosso lado e o usaremos para abafar a voz estridente de uma minoria barulhenta, mas sem essência. Nós nos movimentamos pela preservação de valores e por amor ao que é certo. Nós não agimos em nome do caos ou por sentimentos rasteiros como inveja, recalque, ressentimento. Se fôssemos assim, seríamos socialistas.”

    (Texto de Paulo Henrique Cremoneze)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha luz vermelha interna se acende sempre que alguém se declara "do bem".

      É que nem quando alguém contrata o Kakay como advogado: uma confissão de culpa.

      Excluir
    2. Parece texto de um grupo de esquerda. Acho que vou chamá-lo de esquerda cristã.

      Excluir
  9. _ O que você aprendeu com o Queermuseu, Joãozinho?

    _ Aprendi que comunista come criancinha, fessora.

    ResponderExcluir
  10. O lado bom de todos esses episódios recentes: as pessoas perderam a vergonha de defender aquilo que julgam o certo.

    Quando a polícia de SP abateu os dez anjos da sociedade que ofereceram resistência, ela teve apoio irrestrito da opinião pública, com exceção de quem já sabemos. Agora o mesmo acontece com esse caso do Santander.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também perderam a vergonha de exibir seu despreparo.

      Excluir
  11. Luisa Mell é uma notória defensora dos direitos dos animais, de que forma vc esperava que ela reagisse a quadros retratando cenas de zoofilia? A indignação agora é exclusividade da militância gay? As pessoas não podem ter opinião diferente desses grupinhos de "pensadores"? E claro, fascista são os outros, sempre...Assustador é vc, Tony, engrossar o coro dessa turba...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela pode muito bem não gostar do quadro. O que ela não pode é impedir outras pessoas de vê-lo.

      E a tela de Adriana Varejão - uma das maiores artistas plásticas do Brasil - é uma metáfora, uma alegoria, não uma representação do real. Muito menos um incentivo à zoofilia. Não entender isto é a mesma coisa que achar que um personagem assassino num filme mate gente na vida real.

      E me assusta você, apoiando os liberticidas.

      Excluir
    2. Ninguém foi censurado. Houve um boicote, o banco, com medo de perder clientes (sim, os conservadores são maioria) cedeu...Outra instituição qualquer pode patrociná-la, os artistas podem exibir suas obras em outro local, galeria, etc, as mesmas obras podem ser vistas na internet...Não procede essa vitimização...Nem todos os setores da sociedade pensam da mesma forma ou se ofendem pelas mesmas coisas, e não vão - mais - ficar calados, faz parte do jogo democrático...Quanto ao teor artístico das obras, é uma outra discussão, assim como se esse ou aquele artista é "um dos maiores do Brasil"...

      Excluir
    3. Na prática, houve censura, sim. E a diretoria do banco deve estar em polvorosa com a repercussão negativa do caso (hoje tem até coluna na Folha metendo o pau na covardia do Santander).

      Fora que é sair pela tangente dizer que "é outra discussão se esse ou aquele artista é um dos maiores do Brasil". Adriana Varejão não precisa da sua douta opinião, ela já está consagrada. Mas o Brasil corre perigo com liberticidas como você.

      Não ficar calado faz parte do jogo democrático. Impedir a circulação de ideias (inclusive quadros) não faz.

      Excluir
  12. Fascista, nazista, e agora liberticida...kkkk faltou mais algum adjetivo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que ele chamou um leitor de asno eu espero qualquer baixaria.
      Queria ver essa coragem toda ao vivo.
      Ahhhh queriaaaaaa

      Excluir
    2. Não chamei nenhum dos meus queridos comentaristas anônimos de fascista ou nazista, mas se vocês fazem tanta questão assim...

      Agora, asnos muitos de vocês são mesmo.

      E quem se esconde atrás do anonimato não pode exigir coragem de quem quer que seja, tá boa?

      Excluir
  13. Antony, uma pergunta: então vale tudo? Se botou num museu, vale qualquer coisa?
    É uma pergunta que venho me fazendo desde estourou essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A princípio, deveria valer tudo. Mas nem nos Estados Unidos, onde impera a mais liberdade de expressão - lá eles toleram discursos racistas, por exemplo, o que aqui dá cadeia - isto acontece.

      É uma discussão boa e pertinente, inclusive porque o que é ofensivo não é para o outro. E há sempre o risco de cairmos na ditadura da maioria: não é porque muitos não querem que um não pode ler um livro ou ver um quadro, por exemplo.

      A arte serve, entre MUITAS outras coisas, para suscitar reflexão e debate. O Queermuseu pelo menos conseguiu isto.

      Excluir
  14. O fantástico mundo dos anônimos que acham que na vida só há duas opções (1) ser bolsominion-MBL; ou (2) ser socialista de extrema esquerda. Please, wake up. Socialismo, social democracia, liberalismo, libertarianismo, conservadorismo...são várias as doutrinas políticas. MBL é nonsense. Deveria ser MCB - Movimento Conservador Brasileiro.

    ResponderExcluir
  15. Após ler todos os comentários bateu um nojo do que o Brasil está se tornando. Seria engraçado (apesar que a falta de inteligência nunca é motivo para risos) não fosse triste ver alguém afirmando o fato do promotor que visitou a exposição não ter encontrado sinais de pedofilia por o mesmo ser de esquerda. Oi? Sério? Me pergunto como é que alguém não tem vergonha de escrever uma coisa dessas?
    No mais, parabéns Tony por todos os seus comentários pertinentes, inteligentes e pela disposição para "enfrentar" os asnos. Eu não teria paciência e muito menos estômago!
    No mais o lado bom de todo esse imbróglio é ver que ainda existe vozes sensatas e dispostas a dificultar a vida dos asnos. Como por exemplo, o surgimento do MBL do MBL: Movimento pelo Brasil Livre do MBL. Um grupo de universitários que criou um movimento para rebater, com dados e fontes todas as "fakes news" divulgadas pelo MBL. Em 24 horas a página do grupo no Facebook já tem quase 5000 seguidores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo sobre o que vc escreveu a respeito do promotor, e acho o mesmo quando a esquerda diz que Moro é de direita e quer condenar Lula por ideologia e por ser dazelite.

      Excluir
    2. A ideologia e o partido sempre vêm primeiro, na mentalidade de esquerda. Diferente de conservadores, que são sempre legalista, esquerdista aparelham o judiciário justamente para torcer as leis e garantir a hegemonia.

      Excluir
  16. 21:02 A ficcionista russa em busca de um editor. Ela perdida, entrega suas perolas a qualquer um. Eu não quero tanta asneira, de ASNO.

    ResponderExcluir