quarta-feira, 9 de agosto de 2017

VOLVERÉ Y SERÉ MILLONES


Há mais de vinte anos, li um livro sensacional do falecido escritor argentino Tomás Eloy Martínez: "Santa Evita", com as peripécias do cadáver da ex-primeira-dama. Embalsamada logo após a morte, a mando de seu viúvo, Eva Perón foi escondida em lugares inusitados - atrás da tela de um cinema, que tal? - e levada para a Espanha e a Itália. Fui ver "Eva Não Dorme" esperando pelo menos parte desta saga rocambolesca (o filme não é baseado no livro). De fato há alguns pontos de contato, mas a pegada do diretor Pablo Agüero é quase impressionista. O longa, na verdade, é um compilado de cenas avulsas com personagens próprios, entremeadas por impressionantes imagens de arquivo. Gael García Bernal só aparece no começo e no fim, e mal abre a boca; o francês Denis Lavant protagoniza uma sequência impactante, mas que parece teatro filmado. Ainda mais teatral é o cativeiro do general Aramburu, sequestrado por guerrilheiros peronistas. Tudo isto para dizer que "Eva Não Dorme" só é recomendado  para quem se interessa pela Evita histórica, muito mais estridente que a vivida por Madonna. É o meu caso.

7 comentários:

  1. Eva é a mãe dessa maldição populista que feito um câncer não larga a América latrina.
    Esse exu argentino devia ser esquecido pra sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem dera fosse Exu.
      Laroyê

      Excluir
  2. Gostei do filme. Achei até que pinta um clima homo erótico,na cena do Transportador...

    ResponderExcluir
  3. Não li o livro que vc leu, mas no do Federico Andahazi ele conta que quando esteve de posse do cadavér, a segunda mulher do Perón o usava nuns rituais de santeria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala-se muito nesses rituais macabros que a Isabellita e o próprio Perón fariam com o cadáver, sob o comando do bruxo José López Rega.

      Excluir
  4. Impactante!!!!! Não esqueço de um documentário que vi no youtube no cortejo fúnebre de EVITA em Buenos Aires, uma colossal multidão e todos os prédios com fitas pretas voando!!! Que ela era e foi poderosa foi mesmo!!!! E até hoje conquista encanta ou se cria uma raiva entorno de tudo isto.

    ResponderExcluir