quinta-feira, 10 de agosto de 2017

VELHO CHICO

Chico Buarque deve ser o último artista brasileiro que ainda usa a palavra "cantiga". Mas não é só por isto que ele soa antiquado (e nem pelo apoio acrítico e irrestrito ao PT). Hoje eu li no Huff Post este artigo interessante de Flavia Azevedo, onde ela conta que, junto com algumas amigas, se incomodou com o trecho da letra de "Tua Cantiga" onde Chico diz que larga mulher e filhos pela nova amada. Um homem que abandona os próprios filhos é o terror de qualquer mulher, e mesmo as que fazem o papel da "outra" não querem mais ter este débito em suas contas. "Caravanas", o novo álbum do cantor e compositor, só sai no final deste mês. Vou esperar ouvir tudo antes de dar meu veredicto.

31 comentários:

  1. Não quer criar os filhos sozinha? Basta escolher um homem de bem para marido (o fulano não votar no PT é um bom indício) e ser uma dedicada e amorosa esposa. A receita é a mesma desde tempos imemoriais, mas tem gente que gasta uma vida para descobrir a roda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ignorância anda escancarada demais. Quem é chucro deveria ter um pouco mais de pudor. Oposição política é essencial dentro dos parlamentos. Nesse post o blogueiro e os comentaristas foram muito mal. Fico desestimulado com você, Tony. Jogando tomate no álbum novo e mascarando uma opinião que é puramente política. Pegue seu veredicto e soque-o em gente da categoria do Alexandre Frota, amor. Podre à moda de Johnny Hooker, ataca quem tem mérito pra aparecer na via negativa.

      Excluir
    2. Pessoal, inclusive o blog, temos um inimigo em comum. Vamos nos unir, por favor? Entre nós não pode haver briga. Nosso White Walker tá aí. A Família Nazista vai se candidatar e precisamos formar força contra. Meu passaporte é só brasileiro mesmo. Se, como eu, você não tem pra aonde correr, vamos fazer campanha juntos?

      Excluir
    3. 20:12 Não adianta entraram nessa de preferível bolsonazi senão o PT leva, e já deram prova, com Temer, daquilo que são capazes.

      Excluir
  2. HAHAHAHA vivi pra ver a esquerda se comer por dentro! Estou amando as feministas xingando esse artista ridículo. Já leu o artigo do Luciano Trigo acabando com esse mito patético?
    http://g1.globo.com/pop-arte/blog/maquina-de-escrever/post/sobre-visao-da-mulher-em-tua-cantiga-de-chico-buarque.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mito Patético.....nunca lmaginei que desceríamos tanto.

      Excluir
  3. Esse artigo dessa Flávia é tão ou mais ridículo que a música do Chico. Que mulher escrita que alega ser movida pela emoção em vez de patrulha, mas cobra do artista a emoção que ele deve sentir e expressar.
    E como se agora do nada nunca mais fosse existir quem saísse de um casamento pra viver um outro romance.
    Não aguento essas mulheres que se acham donas do discurso alheio. Querem calar o artista. Querem decidir o que pode e não pode pela intimidação fingindo ser liberdade de critica.
    Acho que nós gays conhecemos bem essa artimanha.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Espero que as feministas se unam para cuspir/urinar/defecar no álbum do Chico, em Praça pública e com os seios flácidos à mostra. Adoro ver gente louca passar vergonha.

      Excluir
    2. Acho de uma certa forma complexo entender de fato o comportamento feminista. Acho digna as suas vozes, mas em mim não bate. Eu ri com o anonimo das 20h17 e o das 8h20.

      Excluir
    3. 10:16 tem milhões de heterossexuais, com esse mesmo sentimento em relação a homossexuais.

      Excluir
  4. A liberdade poética tá morrendo nesses tempos de gente chata e politicamente inviável. Nem dá pra discutir com tanta gente burra, que pega tudo ao pé da letra e problematiza num nível que beira o ridículo. Não me importo pela posição equivocada do Chico diante da obra magnífica que ele já produziu e continua produzindo. Vc conseguiria produzir algo do mesmo nível do Chico? Ele vai continuar um gênio e nenhum veredicto vai mudar isso, enquanto outros sempre serão apenas blogueiros. O resto é aplauso... Para o Chico, evidentemente.

    ResponderExcluir
  5. Artigo tranquilo, nada de militante, e se fosse não haveria problema. A articulista só expressa seus sentimentos diante de uma música, coisa que a gente faz cotidiamente com diferentes coisas e diante diversas situações. Chico assim como todo ser humano pode ser machista, mesmo tentando romantizar seu machismo. Porém o machismo dele se sobressai por ser de esquerda. O que não da pra aguentar é presenciar direitistas apontando dedo pro esquerdista Chico ter derrapado no machismo. Faça-me o favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez porque seja o ápice da hipocrisia dele, assim como ser pseudo socialista mas vivendo dos lucros e luxos capitalistas de vender show e ter apto em Paris.

      Excluir
    2. 13:36 Ele é O Chico Buarque, São Francisco de Assis você pode encontrar numa paróquia próxima à sua casa.

      Excluir
  6. Ninguém precisa ser tão didático pra explicar que Chico tenta dizer que, quando estamos apaixonados de verdade, fazemos loucura, né? É ridículo esse patrulhamento. Apesar de todo mundo ter direito de não curtir uma música (mesmo que seja Chico, um compositor que sabe traduzir a alma feminina, sei porque sou uma mulher trans), conheço sim homens e mulheres que abandonaram a vida, filhos e tudo pra correr atrás de um grande amor. Não é porque eu jamais faria isso que um outro não possa fazer. É pobre essa polêmica, esse patrulhamento, coisa de quem não entende a dimensão humana e quer padronizar tudo, como se fôssemos seres programados. Pode ser que esse patrulhamento tb ocorra por causa das escolhas ideológicas esse artista brilhante. Depois que Chico declarou seu apoio incondicional a Lula, parece que ele caiu no limbo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus! Querida, que argumento estúpido é esse? Fia, melhore! Tu ta precisando, amore! Você dizer que o Chico está sendo perseguido pela patrulha porque apoia o Lula incondicionalmente é de falta de senso de realidade sem tamanhos. O Chico sempre teve o grande apreço da esquerda exatamente por ele ser um esquerdopata de carteirinha. Acontece que hoje há na esquerda, e vamos focar aqui no feminismo, porque o comentário da moça do BuzzFeed compartilhado pelo Tony é de uma feminista, hoje muitas mulheres no movimento feminista não estão pra aguentar caladas homens de esquerda como o Chico, quando eles revelam seus machismos. E essas feministas botam a cara a tapa e rebatem sem dó esquerdo-machos como o Chico. E isso irrita muitos, como por exemplo você anônima das 21:32, pois assim esquerdistas consagrados, que antes tinham áurea de intocáveis, agora se veem refutados.

      Excluir
  7. Achei essa cantiga chata porque é chata mesmo e até Chico erra. Mas não por causa de mimimi de quem não sabe viver sem problematizar. Gente chata da porra, tá tudo muito chato, eu tô chato, esse blog ficou chato, até Caetano chateou. #alôca

    ResponderExcluir
  8. Achei chatinha. E olha que eu adoro as músicas e os livros do Chico, e não me importa um cazzo a opinião política dele.

    Consigo muito bem separar o artista da sua arte.

    Mas essa fase dele, que já vem do último disco... muito chorosa. Muito nhenhenhém.

    Enfim, tudo bem, ele já fez tanta coisa maravilhosa com a língua portuguesa que eu vou estar sempre em débito com ele!

    ResponderExcluir
  9. Chico ontem, hoje e amanhã! Chico eterno, amado e necessário! Chico superior a todos nós! Chico é lacre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei xuxu, vai com sua fé, crença e inferiorização pra lá. Generaliza não. Para muita gente, Maddona é superior. Para outras, Malafaia é superior. Afff.... cada uma. Acho o anônimo das 00h44 usa drogas. O jeito eh esperar esse cara morrer e daki vinte anos, serão só uns gato pingado que vão idolatrar isso. Efeito Raul Seixas, sabe? Coloquemos efeito na arte, não no artista, viu?

      Excluir
  10. Pra mim, Chico é como Roberto Carlos: se tivesse parado no auge, seria perfeito e de qualquer forma seu lugar na história da música brasileira já estaria reservado.

    Chico foi sensacional até 1968, fez bons discos nos anos seguintes, ao longo dos 1970s foi se repetindo e entrando no nhem-nhem-nhem, os belos olhos azuis perderam destaque praquela cara de cansaço e tédio regados a cigarro, um sucesso ou outro intercalado de banalidades, e já era.

    Roberto Carlos idem, considero excelente até o LP que tem "Ilegal, imoral ou engorda", de meados da década de 1970, daí já chegou nos anos 1980 mergulhado no nhem-nhem-nhem, música da baleia, da mulher de óculos, da mulher gorda... felizmente os discos/streaming/mp3 estão aí para fazer presentes as preciosidades do passado.

    ResponderExcluir
  11. O Mio Babbino Caro
    O Chico, foi o primeiro artista a declarar o fim da canção. Lembremos disto.
    Chico Buarque nunca decepciona, adorei a cantiga com pitada de Othelo e exageros da paixão. Minhas amigas Chicolatras, também adoraram.

    ResponderExcluir
  12. Desculpe, mas não entendi o 'largo mulher e filhos' da música como algo literal. Não acho que ele quer dizer que vai abandonar os filhos. Acho que foi uma maneira de dizer que o personagem da música toparia até sair de casa (largando mulher e filhos lá) e está disposto a arriscar a vida estruturada por uma paixão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que compra até passagem a prestação pro inferno....por amor

      Excluir
    2. Tem gente que compra até passagem a prestação pro inferno....por amor

      Excluir
  13. É mais provável uma mulher largar a família pra ir viver com esse garanhão do Leblon que é o Chico.

    ResponderExcluir
  14. Esse cocô mole desse Chico ainda vive? CARALHO como gente bosta dura nesse pais de merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 09:09 O pessoal perdeu a vergonha de ser uma vergonha, tipo esse lixo. "Cocô mole" e é aqui que estou interagindo. Horror, vivemos um filme de horror. Desolation. Temer é seu.

      Excluir
  15. Credo, quanta inveja do Chico. Ele é um dos melhores músicos do Brasil. Eu disse "um dos". Se fosse uma música dizendo que trocaria mulher e filhos por um outro homem ele sera aplaudido de pé. Hipocrisia também mata.

    ResponderExcluir