quarta-feira, 30 de agosto de 2017

NO CONFORTO DO SEU LAR


Escrever a coluna Multitela tem me feito ver ainda mais TV do que antes, porque eu preciso saber o mínimo a respeito do que estou falando. Principalmente dos filmes disponíveis nos serviços on-demand, que estreiam em enxurrada toda semana. Alguns eu vi no cinema, mas outros são inéditos e/ou exclusivos das plataformas. É o caso de "Onde Está Segunda?", um bom thriller de ficção-científica. Em geral não curto o gênero, mas sou obrigado por contrato a ver qualquer coisa onde apareça minha ídala Glenn Close. Aqui ela aparece pouco, e novamente como a vilã. Quem dá um show é a sueca Noomi Rapace, fazendo sete irmãs gêmeas que cresceram em segredo numa sociedade totalitária que só permite filhos únicos. Juntas, as sete parecem as fases da carreira da Cher. Muita porrada e efeito especial nesta produção europeia, que por aqui só chegou ao streaming.

"A Rainha da Espanha" também foi direto para o VoD. Pudera: essa superprodução com elenco internacional fracassou nas bilheterias. É a continuação de "A Garota dos Seus Sonhos", de 1999, onde Penélope Cruz fazia uma jovem atriz em plena Guerra Civil Espanhola. Vinte anos depois, ela é uma espécie de Sophia Loren, com carreira em Hollywood, e volta a seu país natal para rodar uma biografia da rainha Isabel, a Católica. A mistura de piadas do mundinho do showbiz com uma trama política (um dos atores é perseguido pelo generalíssimo Franco) não é das mais sutis, mas há maneiras piores de enfrentar um domingo de chuva e preguiça.

"Terra de Minas", também disponível para aluguel no NOW, foi o único dos cinco indicados ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira que não passou nos cinemas brasileiros. O longa dinamarquês conta um episódio polêmico da história de seu país: logo após a 2a. Guerra Mundial, soldados alemães - moleques, na verdade - foram obrigados a desencavar e desarmar os milhões de minas que os nazistas haviam enterrado nas praias de lá. Não é spoiler dizer que muitos foram pelos ares. O tom seco não me pareceu lá muito do gosto da Academia, mas aposto que os velhinhos votantes aprovam no automático qualquer coisa que venha da Escandinávia.

14 comentários:

  1. Tony, vc agora é funcionário da Folha? Vai passar pra parcialidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, continuo sendo apenas colaborador.

      Excluir
    2. Oi? Qual o problema?

      Excluir
  2. Hahaha! Adorei seu comentário final sobre os velhinhos votantes.

    ResponderExcluir
  3. Tony, há tempos que eu leio você e estou adorando esse recente toque de acidez. Bj.

    ResponderExcluir
  4. Vc arrasa Tony! Se n fosse de direita e tivesse apoiado o golpe eu pegava!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Golpe zzzzzzz
      Bicha, supera.

      Excluir
    2. Viado, foi golpe sim!
      Que vc seja coxinha, ok, but viado ignorante comete suicido!!!!

      Excluir
    3. Mas o Tony apoiou.

      Excluir