segunda-feira, 7 de agosto de 2017

MARIDO NEURÓTICO, ESPOSA NERVOSA


O pessoal reclama que eu vou muito ao cinema mas não gosto de nada. Só que, de vez em quando - muito de vez em quando - aparece um filme que me deixa de quatro. É o caso de "Monsieur e Madame Adelman", que pode ser mal descrito como uma comédia amarga de Woody Allen falada em francês. O bonitão Nicolas Bedos dirigiu, estrelou e ajudou a escrever roteiro e música; só falta ter pau grande. Ele e sua mulher Doria Tillier (também atriz e co-roteirista do filme) se inspiraram em si mesmos para contar uma história de amor que dura 45 anos, com todos os altos e baixos possíveis. A montagem ágil, o uso esperto da trilha sonora e o espantoso trabalho de caracterização são as cerejas de um bolo consistente, onde as risadas se sobrepõem a um relacionamento complexo e crível. "Monsieur e Madame Adelman" deve ser indicado a um monte de prêmios no fim do ano. Mas um ele já levou: conseguiu a rara proeza de não me fazer olhar para o relógio.

9 comentários:

  1. O pau do Nicolas aparece no filme então?
    E outra pergunta: já que a senhora está "fiscalizando" pau alheio, o teu Tony, é grande, pequeno, médio? Juro que não resisti a fazer tal indagação. Kkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já vi. É grande e retão. Um pau super bonito.

      Excluir
    2. Nossa anônimo das 23:04
      Tem foto do pau? Se tiver compartilha com as irmãs.

      Excluir
    3. O Anônimo das 23:04 é o próprio Tony...

      Excluir
  2. Achei excelente,do inicio ao fim.Ah...e aquela cena,pra mim já antológica,com Monsier Adelman vendado,caminhando,caminhando...é de derreter coração de pedra...

    ResponderExcluir
  3. Que estória maluca. Eu desconfiava de algumas coisas e tals. Me lembra algo do Dom Casmurro. Ninguem sabe quem foi de fato, manja... fica a incógnita. O fato é que rola uma amor ali super super. Adorei.

    ResponderExcluir
  4. Quanta bobagem.O que de fato interessa é que o filme é ótimo.

    ResponderExcluir