sexta-feira, 11 de agosto de 2017

DISTRITÃO FEDERAL

Vai ser difícil a sociedade se mobilizar contra o chamado "distritão". Porque o projeto, que passou raspando pela comissão especial da Câmara para a reforma política, faz todo o sentido à primeira vista. Elegem-se os candidatos ao legislativo que tiverem mais votos e ponto. Com o fim do sistema proporcional, acabam os puxadores de voto à la Tiririca, que arrastam consigo um bando de nulidades em quem ninguém votou. Lembro com carinho da Senhorita Suely, que se tornou vereadora no Rio de Janeiro com pouco mais de 500 votos, só porque concorreu pelo PRONA, o partido do Enéas. Mas o "distritão" não resiste a um exame mais detalhado. Recomendo a leitura deste curto artigo do Bernardo Mello Franco, publicado na Folha de hoje, explicando que o que nos espera é um desastre de proporções afegãs, no qual os mesmos políticos de sempre conseguirão se eternizar no poder. Se mesmo assim você ainda não se convencer, lembre-se: Eduardo Cunha e Michel Temer são a favor do "distritão".

12 comentários:

  1. Oi Tonny !
    O artigo não explica porque o distritão não funciona !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não leu a frase: "reduz a representação das minorias". O Congresso nunca mais terá deputados gays, por exemplo.

      Excluir
  2. ...no qual os mesmos políticos de sempre conseguirão se eternizar no poder. Nossa que coisa! Por acaso o sistema atual não faz os mesmo? Sarney que o diga...

    ResponderExcluir
  3. Verdade Tony, seu argumento é simples e resolve tudo : se Michel Temer e Eduardo Cunha são a favor, coisa boa não deve ser...
    A única chance de termos um legislativo decente seria se fosse proibido fazer carreira. Uma reeleição para cada um deles, e ponto final. Aí eles passariam a tomar decisões mais mais voltadas ao bem comum, sem focar tanto no que rende mais votos a eles próprios na eleição seguinte.

    ResponderExcluir
  4. Só vim lembrar que se não fosse o sistema de puxador de voto não existiria o político Jean Wyllys, que em sua primeira candidatura teve votos insuficientes e só entrou sendo puxado pelo Chico Alencar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a Jã Cuspidora Uilis não estaria lá. Pronto, estou convencido: sou pelo "distritão" desde criancinha.

      Excluir
    2. Cuspir em quem ele cuspiu só lhe dá honra.
      Bom Bolsonaro a você, só não me venha perturbar quando lhe mandarem pra forca kkkkk

      Excluir
  5. Link pra artigo que só assinante da folha/UÓ pode ler.

    Desse jeito vou continuar a favor do distritão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vergonha de ser preguiçosa e procurar outra fonte nao tem?

      Excluir
    2. Quem, Gustavo?

      Excluir
  6. Artigo exclusivo pra assinante da Folha.
    Assim viu continuar a favor do distritão.

    ResponderExcluir
  7. Já desisti desta terra de tempo, e meu voto será NULO!!!!

    ResponderExcluir