domingo, 23 de julho de 2017

PROGRAMA DE GAROTOS


Nunca contratei os serviços de um prostituto. Nada contra quem o faça, mas para mim funciona como Viagra ao contrário: nada mais brochante do que transar com alguém que não tem tesão por mim. Sem falar do perigo que é levar um estranho para dentro da sua casa, embora milhões de usuários do Grind'r façam isto todos os dias. Este flerte com o perigo faz parte da moderna experiência gay, e é um ingrediente importante de "Eastern Boys". O filme foi indicado a alguns Césars dois anos atrás e estava entre os incluídos de mais uma mostra do cinema francês, recém-terminada na Cinemateca Brasileira em São Paulo. Um francês de meia-idade conhece um garoto de programa ucraniano na Gare de Lyon, em Paris; não posso entrar em detalhes do que acontece daí para a frente. Só que "Eastern Boys" consegue a rara façanha de ser um thriller ao mesmo tempo em que é um estudo sobre a carência humana e a nossa necessidade de estabelecer laços onde quer que seja. Sei que falar de um filme que não vai entrar em cartaz é uma merda de dica, mas "Eastern Boys" pode ser encontrado na íntegra no YouTube, com legendas em inglês numa versão ruinzinha. Coragem!

11 comentários:

  1. Compre um livro chamado "Tourist Attractions"...é maravilhoso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gregory Mitchell. Sobre prostituição no Rio, em Salvador e em Manaus. De homens.

      Excluir
  2. Engana-se quem pensa que garoto de programa não sente tesão por alguns clientes . Tenho 22 anos, sou garoto de programa e meu fetiche é uma bicha velhinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho um amigo inglês que o fetiche dele é cheirar meias sujas e sempre que dávamos um passeio pelas ruas de Londres , quando ele via um mendigo parava e pedia para cheirar as meias do mendigo a cambio de uns trocados

      Excluir
  3. "Este flerte com o perigo faz parte da moderna experiência gay". Fazendo a inocente ou nunca prestou atenção na vida gay?

    ResponderExcluir
  4. Tony, vc pode ter usado os serviços de um michê sem saber. Muitos transitam entre nós e trabalham sem ter que acertar o preço previamente. Esses são aqueles que não querem os 50 reais do programa, mas algum tipo de vantagem ao transarem com alguém bem de vida. Às vezes, só a amizade mesmo. Transar com alguém que não sente desejo por nós acontece com qualquer um, pelas razões mais malucas possíveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miga, 50 Reais?
      Nem na Black Friday!!
      Os mais baratos cobram 250/h

      Excluir