sábado, 29 de julho de 2017

O ANTI-DIA D


A retirada de Dunquerque, em 1940, é um episódio relativamente pouco conhecido da 2a. Guerra Mundial. Porque, tecnicamente, foi uma derrota dos aliados, que evacuaram este porto no extremo norte da França sob intenso bombardeio alemão. Ao contrário do Dia D, que aconteceu quatro anos depois e rendeu dezenas de filmes, Dunquerque ainda não tinha seu registro cinematográfico definitivo. Agora tem: "Dunkirk" (o título em português manteve a grafia inglesa do nome da cidade) é cinemão do bão, desse que tem que ser visto na tela grande. O diretor Christopher Nolan fez seu filme menos pop, mas nem por isto menos empolgante. "Dunkirk" é sóbrio e patriótico, sem jamais cair na patriotada. Vai ser indicado a uma carrada de Oscars, e deve ganhar alguns. Mas, cá entre nós: eu gostei, mas não saí cantando hino. Culpa das duas semanas de críticas entusiasmadas que antecederam o lançamento no Brasil, e que inflaram as minhas expectativas.

5 comentários:

  1. Tony, não sei se é só a questão das expectativas frustradas.
    Eu achei os personagens muito mal explorados. Difícil a gente se conectar de verdade com a história de qualquer um deles porque simplesmente as histórias não são mostradas ou contadas.
    Só se vê a batalha em si, belissimamente filmada, mas sem qualquer novidade.
    Fiquei o tempo todo esperando que esse não fosse só mais um filme de guerra.
    mas não passa disso: um retrato frio de um momento histórico já muito distante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cineasta tem que ter um dom pra fazer filme de guerra e não conseguir criar um personagem pro público empatizar rs.

      Excluir
  2. O filme é maravilhoso. Filme de guerra sem relações extremamente dramáticas entre os personagens. Aliás, parece q o conflito é entre os soldados e a guerra em si. A guerra é a vilã do filme. O cara q fez os efeitos sonoros deve ser um gênio. Cada bomba q explodia eu me arrepiava inteiro. Nunca me senti tão dentro de uma guerra como hj. Vc disse tudo, tem q ver no cinema

    ResponderExcluir
  3. PE TA CU LÁ. filmao da porra. E o lourinho do barco con seu cabelo chanel. É um espetáculo a parte.

    ResponderExcluir
  4. Nolan é um excelente diretor, no entanto é pouco badalado pela crítica. É um dos diretores mais versáteis do cinema.

    ResponderExcluir