segunda-feira, 10 de julho de 2017

NINGUÉM TE AMA, NINGUÉM TE QUER

Lula foi o presidente mais popular de todos os tempos, talvez até mais do que Getúlio Vargas. FHC tem um fã-clube considerável até hoje. Mesmo Dilma, com aquela delicadeza que lhe é peculiar, conseguiu arregimentar alguns incautos admiradores. Mas ninguém gosta de Michel Temer, o Velho. Nin-guém. Nem o tão falado "mercado", nem sequer seus correligionários do PMDB - que, aliás, nunca foi um partido. É só um aglomerado de caciques regionais, sem ideologia nem lealdade. O eleitorado, então, jamais brindou Temer com um cargo mais graduado que o de deputado. Nem mesmo sua esposa Marcela, que chegou a ser apontada pela "Veja" como uma arma secreta, lhe angariou a menor simpatia. E qualquer popularidade incipiente que o atual presidente poderia ter foi abortada desde a divulgação de sua conversa com Joesley Batista.  Por isto, não me surpreendo com a velocidade com que a maré está se voltando contra ele. Ninguém te quer por aqui, Temer. Ninguém vai te defender. Ninguém faz questão. Sai de fininho, sai. É melhor pra todo mundo.

21 comentários:

  1. Lulla Ali Babá,Dilmanta,Collor,essa gentalha, é pra quem realmente os merece...

    ResponderExcluir
  2. O mio babbino caro
    Que ao menos sirva de lição aos candidatos a JUDAS.
    "...Nem o diabo te ambiciona, não tens alma. Você é o oco do oco do sem fim do mundo. O que é seu já tá guardado. Não sou eu que vou lhe dar. Você foi engolido só para ser cuspido depois..."

    ResponderExcluir
  3. É, confesso que o Temer me enganou. Nunca votei no PMDB, mas achei que, depois da Dilma - um estupor em todos os quesitos possíveis -, não seria tão difícil ser um presidente razoåvel para quem tinha boas experiência política e formação. E Temer ainda propôs reformas importantes para melhorar as condições do país, da governabilidade e da economia, e para criar empregos.
    Até torci para que desse certo e deixasse seu nome na História como o presidente reformista. Mas nunca poderia imaginar que fosse assim tão burro, tão incompetente, tão corrupto, tão démodé...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara como vc é burro, desliga a rede bobo...A Dilma fez um ótimo trabalho, ela foi retirada e massacrada (assim como tantos outros) pq tinha um projeto desenvolvimentista. BAIXOU JUROS! CHAMOU OS BANQUEIROS DE PERVERSOS! tem vídeo pra provar ó https://www.youtube.com/watch?v=tNYg4AGRrFo

      Excluir
    2. HAHAHAHAJAHAHAHAJAJAHAHA
      Sempre ganho meus dias quando os saudosos da mandioca vem aqui falar da mãe Dilma, aquela que chafurdou o país.
      Vcs sionistas são realmente o melhor programa de humor existente.

      Excluir
    3. Isso não é humor, miga! É doença mental.

      Excluir
  4. Tava pensando nisso semana passada mesmo. A renúncia é a saída mais digna que ele tem. Vamos ver se ele vai se apegar à soberba (e se submeter a um julgamento único no STF) ou vai renunciar quando se vir abandonado (e pelo menos poder recorrer 3 vezes e ver o crime prescrever).

    ResponderExcluir
  5. Sendo vc mesmo velho, não fica escroto contra si mesmo usar esse termo pra tentar desqualificar o Temer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tony não é velho, Tony é divo. Avoa, problematizadora duzinferno!

      ;*

      Excluir
    2. Eu chamo o Temer de velho não por causa da idade cronológica dele, mas por causa da cabeça ultrapassada. FHC tem 10 anos a mais que Temer e é bem mais antenado do que ele.

      Excluir
    3. Essa história de "acusar" alguém de velho, My God, mesmo porque, não imagino que seja a garotada que frequente o blog e mesmo se fosse.
      30 anos tá bom, 30 anos pode!

      Excluir
  6. Respostas
    1. Será que ele ainda acha o Temer bonito?

      kkkkk

      Excluir
    2. Conta mais desse babado! Estou por fora.

      Excluir
  7. Ainda não refleti muito sobre o Temer esta semana, pois o fds foi muito intenso! Mas acho que precisamos mudar as coisas do nosso cotidiano. Cansei de gente corrupta que não usa a seta e larga o peso da academia no lugar errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força, João.

      Por academias livres de macacas desleixadas djá!

      Excluir
    2. Em se tratando de Joanita, eu aqui achando que a academia era a "Academia". Qual nada, Juanita marombeira rsrs

      Excluir
    3. São as duas. Podemos der gostosos e intelectuais :*

      Excluir
    4. *ser. Droga de celular. Odeio iPhone.

      Excluir
  8. Está explicado o estranho empenho da Globo no caso Temer.

    http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/raquel-faria/plim-plim-1.1495224

    Plim plim

    O cada vez mais provável governo Rodrigo Maia marcará o ápice do poder político da Globo. A grande emissora de TV e âncora do maior grupo de comunicação do país sempre influenciou a política brasileira. Mas, agora, 52 anos após sua fundação por Roberto Marinho e quase 30 anos depois da redemocratização, finamente ela terá no Planalto um presidente que pode chamar de seu, político criado na cidade-sede das suas operações e comprovadamente alinhado aos seus interesses.

    Acordo do Rio
    Maia relatou a reforma eleitoral de 2015 e negociou com as emissoras de TV, lideradas pela Globo, os atuais parâmetros de campanha eleitoral no país. O novo formato, que estreou ano passado, é duramente criticado pelo marketing por reduzir a 45 dias a propaganda na TV. A campanha curtíssima impediria a renovação nas urnas, por falta de tempo para apresentação de rostos novos ao eleitor. Só nomes já célebres se beneficiam. Por outro lado, o rearranjo da campanha agradou em cheio as emissoras que reclamavam de prejuízos com a propaganda eleitoral no horário nobre.

    Altas conexões
    Há vários elos entre o deputado e a TV carioca. Um desses elos esteve em evidência até há pouco: a executiva Maria Sílvia, que deixou a presidência do BNDES no fim de maio. Viúva de um jornalista da Globo, a executiva foi pupila do pai de Rodrigo Maia, Cesar Maia, que a nomeou secretária e a projetou quando prefeito do Rio de Janeiro. Outra conexão começa a ganhar destaque agora: deputado Sérgio Zveiter, também do Rio, que já advogou para a família Marinho e acaba de ser escolhido, por influência de Maia, relator da CCJ na Câmara Federal.

    Voto marcado
    O avanço das articulações nos bastidores para conduzir Maia ao Planalto ocorre simultaneamente à escalada das críticas a Temer no noticiário global. E as duas coisas juntas são uma clara sinalização do relatório que será apresentado à CCJ: salvo o imponderável, Zveiter irá propor a aceitação da denúncia contra o presidente. Daí a queda de Temer ter sido prevista por tucanos com trânsito no Rio para ocorrer em “15 dias” ou até o fim do mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tomara que a Globo "golpista" dê um golpe no Temer tb. E no próximo que vier, se for criminoso como ele é seus antecessores.

      Excluir