terça-feira, 13 de junho de 2017

VEM CÁ, LUISA

O chavismo vai implodir? Talvez, porque suas fissuras internas já estão visíveis. A maior de todas é a procuradora-geral Luisa Ortega Diaz, a única pessoa que está conseguindo colocar algum tipo de obstáculo à determinação de Nicolás Maduro de convocar uma constituinte para se manter no poder. Chavista histórica, ela quer apenas que a constituição bolivariana de Hugo Chávez seja seguida ao pé da letra. Ou seja: que a Assembleia Nacional, hoje dominada pela oposição, tenha poder de fato; que as eleições para governador, programadas para o ano passado, um dia aconteçam; que os prisioneiros políticos sejam libertados, e assim por diante. Luisa Ortega é uma voz solitária dentro do governo, e é improvável que alguma coisa mude na Venezuela enquanto o exército apoiar Maduro. Mas já é um sinal de que a ditadura incompetente em que o país se tornou não é uma unanimidade nem entre os que queriam o socialismo.

4 comentários:

  1. Lula, Dilma, PT e PSOL amam essa galera de lá.
    E os moderninhos daqui votam nessa gente.
    E se acham melhores que os outros.
    Que bojo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São realidades diferentes.

      Excluir
  2. Entre "amar" e "tornar o Brasil uma Venezuela" como sua turminha gosta de falar, há uma grande diferença! Amo jilo, mas não obrigo outros a comerem. É ai que sua turminha erra!
    Nick

    ResponderExcluir
  3. Chavismo light ainda é chavismo. Venezuela vai precisar de meio século pra recuperar a última década. Isso se não piorar mais.

    ResponderExcluir