quarta-feira, 7 de junho de 2017

MACRON-IN-WAITING

Um artigo de Fernando Haddad publicado pela revista "Piauí" está causando furor nas redes sociais. O texto é longo, lúcido e fluido, bem agradável de se ler. Não tem uma estrutura rígida: está mais para o fluxo do pensamento do ex-prefeito de São Paulo, com uma ideia puxando a outra. Ele começa espinafrando Dilma e termina incensando Lula, no que parece ser uma tática para continuar de bem com quem de fato ainda apita no PT. Mas o cerne da matéria é o que Haddad chama de patrimonialismo brasileiro - a relação complexa e perversa entre o público e o privado no país, que remonta aos tempos da colônia. E é aí que mora o problema. Haddad diz que o PT foi "vítima" do malvado patrimonialismo, como se seu partido não tivesse outra alternativa a não ser se afundar na lama da corrupção. O jornalista Pedro Doria rebate essa colocação em seu site de notícias, o Meio. Mas é curioso como o ex-alcaide aparenta querer visibilidade, num momento em que não exerce cargo público. O PT pode precisar de seus serviços logo, o que seria ótimo - Haddad é, de longe, o melhor quadro para a era pós-Lula, que pode estar bem próxima. Mas vai precisar de um pouco mais de auto-crítica se quiser se posicionar como uma espécie de "Macron-in-waiting" (nos bastidores, se preparando para entrar em cena), como Igor Gielow o chama na "Folha" de hoje.

9 comentários:

  1. Se ele quiser ao menos ter alguma chance, o melhor seria se desligar do PT. Eu votaria nele feliz, independente das demais opções. Mas a camada da população que prefere o demônio (ou o velho haha) ao PT jamais votará.

    ResponderExcluir
  2. O Haddad no PT é apenas mais do mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Daqui a pouco aparece algum gay comunista (vulgo idiota) afirmando (kkk) que gays devem muito ao PT. mas como não sou de aguentar calado comunista, segue abaixo essa deplorável entrevista (e encontro, também) entre dois comunistas.
    http://www.thedailybeast.com/the-putin-interviews-oliver-stones-wildly-irresponsible-love-letter-to-vladimir-putin
    com a palavra os gays comunistas, por favor, se pronunciem, até porque os tais movimentos sociais (inclusive gays) estão se preparando para comemorar este ano 100 anos da revolução russa. gays comunistas, que tal irem para a Rússia (aproveitem para dar uma passada na Chechênia) comemorar a revolução lá gritando aos quatro cantos que são gays? só tomem cuidado, porque na Rússia gay ou é preso ou é morto. como é lindo o comunismo, não é mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Político petista não merece nem um vômito em cima, que dirá ser eleito.

    ResponderExcluir
  5. Anónima 14:46 - por favor, defina o que é comunismo porque eu não me lembro de nenhum líder do PT dizer por aí que quer substituir a economia de mercado. Explica para nos, bixinhas vulgares idiotas de esquerda kkkk, que sabemos que uma economia de mercado pode existir mesmo quando o estado a regula. Afinal, este assunto faz parte do currículo básico do ensino fundamental mas eu esqueci. A senhorita, muito inteligente que é, podia criticar a proximidade de lideres petistas com o regime da Venezuela e de Cuba, por exemplo . Mas não. Enquanto o debate velho contra supostos comunistas continua, João Doria Jr, prefeito amado por mais de 130 milhões de brasileiros e mais poderoso do deus, não tem nem a carteira de habilitaçao porque não cumpriu as leis da administração Haddad, o mafioso das multas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o Anónima 14:46 deve ser daqueles que quer “ eleições indiretas “ no Brasil e manda aqueles que pedem “Diretas Já no Brasil “ ir pedir Diretas Já em Cuba e na Venezuela .

      Excluir
  6. HADDAD LINDO CASA COM EU. PROMETO QUE SEREI UM BOM "PRIMEIRO DAMO"

    ResponderExcluir
  7. Poste horroroso,administrador preguiçoso e medíocre,conseguiu ser pior que Pitta.Reprovadíssimo em primeiro turno.

    ResponderExcluir
  8. Uma palavra define esse bosta: CREDO!

    ResponderExcluir