segunda-feira, 29 de maio de 2017

TOMÁS

Hoje nasceu meu segundo neto. Biologicamente, é só do meu marido. Mas afetivamente, é claro que também é meu. Assim como a irmã mais velha dele, a Aurora, nascida três anos atrás (e que me chama de "vovô Antonio"), Tomás também nasceu em Brasília e também veio ao mundo empelicado: a bolsa não se rompeu, um acontecimento raríssimo  - menos na nossa família. Agora está a se travar uma batalha quanto à grafia do nome: Oscar insiste em "Thomas", para honrar as origens germânicas, mas assim o coitadinho será condenado a passar a vida soletrando ao telefone. Pelo menos está pintando que o apelido será Tom.

14 comentários:

  1. Parabéns tonyah🍼

    ResponderExcluir
  2. Quando acontece de a película não se romper e o bebê nasce ainda envolto, diz-se que ele terá o dom de ver o futuro.
    Li isso num livro do Stephen King rsrsrs.
    Parabéns pelo neto 🙏🏼

    ResponderExcluir
  3. O SUSTO que levei entrando aqui e vendo um post com meu nome e com a grafia igual! Meu dia ainda virá. Presto consultoria, se precisar de ajuda com a dinâmica do nome. Viva o pequeno Tomás!

    ResponderExcluir
  4. O mio babbino caro

    Deus o proteja e o faça feliz.

    ResponderExcluir
  5. Minha mãe tb nasceu empelicada! Acho que é sorte, não é mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Crica ao longo dos anos sempre tentando puxar as histórias pra ela.

      Excluir
  6. Cabana do pai Tomás.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, a melhor parte da vida,netos. Compartilhar esses momentos não tem preço.������

    ResponderExcluir
  8. Que benção, querido Tony. Que o pequeno Tom seja seja mola de transformação e mudança no louco planetinha azul. Alegria & Paz ao novo familiar.

    ResponderExcluir
  9. Viva!!! Parabéns aos vovôs e ao já querido Thomas!!!

    ResponderExcluir
  10. Tim, que bem lhe pergunte, vc casou no civil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tim sou eu? Não, não casei no civil (loooonga história). Mas já estamos juntos há quase 27 anos, então é como se fôssemos casados no papel.

      Excluir