segunda-feira, 22 de maio de 2017

CRAQUELANDO A CRACOLÂNDIA

Moro bem perto de uma das várias cracolândias de São Paulo e sempre tem pelo menos um noia vagando pelo meu quarteirão. Nos últimos dias, mesmo antes da ação espetacular deste domingo, começaram a aparecer uns novos, provavelmente fugindo do climão que já estava piorando no centro. Agora estou à espera de uma nova leva de "walking deads" desalojados. Isto não quer dizer que eu seja contra o desmantelamento da Cracolândia (com C maiúsculo, pois estou me referindo à original). Ela existe há tanto tempo e parece tão insolúvel que nos acostumamos com a ideia, mas pouquíssimas grandes cidades do mundo têm um espaço tão acintoso e violento em sua área central. Tem mais é que derrubar tudo mesmo. Mas atenção, não estou falando em derrubar os dependentes químicos: estes precisam de tratamento e acolhida, é claro. Por enquanto estão se espalhando feito baratas, porque ontem a prefeitura e o governo do estado só se preocuparam com o aspecto policial. Já surgem relatos de descoordenação entre as duas esferas do poder público, e chama a atenção o fato do Alckmin dizer que este foi só "o primeiro passo" enquanto que  o Doria bate no peito e urra que acabou (sozinho) com a Cracolândia de uma vez por todas. Se ela não voltar mesmo, ele terá aumentado de forma considerável seu cacife para a eleição presidencial do ano que vem (falei isto num post no Facebook que muita gente entendeu como apoio à candidatura do prefeito, mas era só uma constatação). Mas é difícil acreditar nisto, porque o problema é grave e complexo. Só espero que ele não tenha sido agravado e que a minha vizinhança piore ainda mais.

34 comentários:

  1. A cracolândia se espalhou por toda cidade. Sr. Doria dependência química não se combate com violência

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gente tratada como lixo enquanto alguns vivem como reis às custas do dinheiro público e do tráfico, pois bem sabemos quem, de fato, comanda o tráfico neste país, inclusive em São Paulo. A estes não acontece nada! Pelo contrário, vivem como reis (ou senadores).

      Excluir
    2. Para o PSDB espalhar e aterrorizar os drogados, é fácil, quero ver ele acabar com o vício. Não conseguiram nem com o presidente do partido, imagine com os habitantes da cracolândia...

      Excluir
    3. 18:52 bem dito Não tomamos consciência nem nosso destino nas mãos. Somos realmente a Terra da Bárbarie. Enquanto fica esta guerra entre facções criminosas da nossa Gestapo Ideológica, as pessoas vitimas do tráfico e do descaso são tratadas apenas como joguete político. A Cracolândia fica embaixo de 8 Delegacias, quase todas Seccionais, à vista do Secretário de Segurança e nenhum grande traficante é preso ou reconhecido? Advinhem quem controla o tráfico?

      Excluir
    4. Sabichões comentaristas deviam ir lá resolver então o problema ou pelo menos aqui dizer como faz, senão essas críticas são apenas mínimo de revoltado do sofá que sabe todos os problemas do mundo mas não deve lavar um copo em casa.

      Excluir
    5. Essa ação o que fez foi acabar com o programa social "redução de danos" de atenção a toxicômanos que adota o mundo inteiro.

      Excluir
    6. 18:52 Dão todos uma de morto em relação a um comentário desse. Pois é essa a questão. Cadê coragem e honestidade para colocar o dedo na ferida. São mais zumbis que os próprios cracudos com seus comentários covardes.

      Excluir
  2. Dória fala e faz. 2.018 , Presidente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 13:05 Não me representa k

      Excluir
    2. Me representa!!

      Excluir
  3. Moradores de rua e viciados são seres humanos. Não são baratas ou walking deads 😞.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ajudou algum ou é só sociologia de internet mesmo?

      Excluir
    2. A dúvida é: o ex-candidato a presidente da República foi resgatado do vício na Cracolândia??

      Excluir
  4. com certeza aumenta o cacife dele com o eleitorado desinformado sobre o que significa políticas sociais de contenção de drogas em um pais de primeiro mundo

    ResponderExcluir
  5. O mio babbino caro
    Isso é um problema de Saúde Pública e Segurança. Com o aval de quem toda essa droga circula?
    #Somos todos Idiotas
    #Temer Aécio Alckmim Doria se eu não posso elogiar fico calado :)..eh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom é Haddad Dilma e Lula, que super resolveram os problemas de drogas no país, certo?

      Excluir
    2. O PT não teve tempo de melhorar o problema das drogas, porque foram só 12 anos na presidência e mais a prefeitura de SP.

      Excluir
    3. tem que dar a chave do Brasil ao povo nordestino por não ter votado no Aécio,

      Excluir
    4. O massacre higienista Paulista.

      Excluir
  6. kcete neles, doria. Nosso presidente 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mentalidade fascista: Homossexualidade se trata com porrada, dependência química se trata com porrada

      Excluir
    2. Depois que ovacionaram o voto do Bolsonaro no impeachment, que homenageava um torturador, o que esperar dessa gente inculta ?

      Excluir
    3. e kcete necesporra q apoia os noiado. desce a porrada com gosto, puliça. se n guenta, fio, pede p sair, pede p sair.

      Excluir
    4. Estamos no século 21 , como se justifica tamanha barbárie?!!

      Excluir
    5. Kcete nos Nóia
      Coitado do Aécio vai apanhar mais que mulher na década de 50.

      Excluir
  7. Dito por aí...o pt não teve tempo de "melhorar" o problema das drogas...foram só 12 anos! É rir pra não chorar!!!

    ResponderExcluir
  8. Cracolândia de rico (leia-se after parties com bichas cheias de GHB na cabeça) ninguém invada. Também é o tráfico que sustenta isso tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, seu chato. Tem que lembrar, não mecha com as phynasssss
      Viva o Aécio

      Excluir
    2. Juanita, aqueles países lindos e ricos ao norte que vc ama tbm todos têm tráfico e não lembro de vc achar ruim ou se indignar, pois vc não os vê, como os daqui que incomodam sua vidinha de problemas de rapaz branco.
      Se ajeitar, rapaz. Vc paga muito mico aqui.

      Excluir
    3. Não paga não. Pois há uma parcela de leitores que percebe e diferencia o individual do coletivo e sensatos de corporativistas, isso mesmo.

      Excluir
    4. Acho que o anônimo que me chamou de "rapaz branco" não entendeu a crítica social que fiz, justamente sobre uma questão que envolve raça e classe. É sempre o pequeno traficante punido; o grande, nunca é. Melhore na compreensão de texto.

      Excluir
    5. João faz tempo que esse pessoal não está entendendo nada.

      Excluir
  9. Eleições no ano que vem...??? Seguindo as diretrizes da foia, ze mane?

    ResponderExcluir