segunda-feira, 24 de abril de 2017

AVANTE, FILHOS DA PÁTRIA

Alguns comentaristas reparam que, depois da vitória de Trump nos EUA, a extrema-direita amargou o segundo lugar nas eleições da Áustria, da Holanda e, ontem, da França. Faltou lembrar que o atual presidente americano também chegou em segundo, e que só foi alçado à Casa Branca por causa de um sistema eleitoral anacrônico. A minha conclusão de tudo isto é que esses neofascistas, antes grupelhos insignificantes, agora fazem muito barulho e parecem prestes a tomar o poder pelas urnas em inúmeros países. Só que eles ainda não contam com a simpatia da maioria da população. Pelo menos, ainda não.

Hoje minha timeline amanheceu com um monte de gente equivalendo Marine Le Pen a Bolsonaro e Emmanuel Macron a João Doria. A primeira comparação tem fundamento, apesar da líder do Front National ainda dispor de uma certa finesse que passa batida pelo nosso candidato a ditador. Já Macron é bem diferente do prefeito de São Paulo: o pessoal se esquece (ou nem sabe) que ele era o ministro da Economia do governo socialista de François Hollande, e que nunca se vendeu como "gestor". O provável futuro presidente francês conseguiu passar para o segundo turno se apresentando como alguém do sistema, mas nem tanto. Ele jamais disse que é "contra tudo o que está aí". 

A França é uma democracia muito mais madura que o Brasil, e a situação de lá é bem melhor do que a nossa. Mesmo assim, tenho esperança de que surja um Macron nas nossas eleições do ano que vem. Alguém que não seja um príncipe montado num cavalo branco, prometendo resolver todos os problemas num passe de mágica. Mas com experiência, equilíbrio e - claro - ficha limpa. Quem?

18 comentários:

  1. Não seria "uma certa finesse"?

    Agora, sobre o assunto do post, acho que dificilmente teremos alguém com as qualidades necessárias que o cargo exige no momento atual. Infelizmente a nossa classe política está toda contaminada. Como você mesmo disse, a situação de lá é bem melhor que a nossa. Corrupção é um problema mundial, mas aqui no Brasil ela está institucionalizada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, claro, "finesse". Maldito corretor. Já consertei, merci.

      Excluir
    2. Temer golpista diz que ‘só eleições livres’ tiram Venezuela da crise.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Tenho sérias dúvidas. Gosto da plataforma da Rede, mas o fato de Marina ser evangélica me assusta muito. Tenho medo de que, num governo dela, os neopentecostais tenham ainda mais poder e barrem conquistas como o casamento gay.

      Excluir
    2. Marina foi incluída na delação premiada da Odebrecht. Está comprometida como qualquer outro político atual. Aquela história de "nova política" era, obviamente, conversa pra enganar o eleitorado.
      E é extremamente religiosa, o que é um defeito para qualquer formulador de políticas públicas.

      Excluir
  3. Apesar de França ser uma democracia muito mais madura do que a brasileira, não se pode dizer que o país tem um sistema político bem-sucedido -- ao contrário, a França tem tido sucessão de reformas constitucionais desde a revolução e uma população bastante insatisfeita, que já não acredita em mais nada e acho que a situação do país é bastante razoável. Eu que moro num bairro muito francês em Lisboa e convivo com muito deles não duvido nada que seja verdade, como demonstram alguns estudos, que o povo é mais insatisfeito do que aqueles que enfrentam guerras civis há décadas. Eu daria tudo para viver em Paris.

    ResponderExcluir
  4. A AfD na Alemanha está desesperada. Muitos conflitos internos. A líder do partido, Frauke Petry, já tinha decidido não concorrer a chanceler nas eleições de setembro e tava tentando dar uma de Le Pen, querendo que o partido fosse mais pro centro e suavizasse algumas coisas. Num congresso realizado neste fim de semana, o partido escolheu como novo líder um cara ainda mais radical que a Petry-dish. Eles estão mirando mais é conseguir vencer a cláusula de barreira pra entrar no parlamento e depois tentar algo mais ambicioso em 2021. Com metas tão baixas, provavelmente terão sucesso agora. Mas o partido continuará um anão que grita sozinho. Alemão já esteve lá. Não querem repetir figurinhas.

    ResponderExcluir
  5. "A França é uma democracia muito mais madura do que o Brasil" Se vc se acha jornalista, pare de escrever platitudes imbecilizantes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Não me "acho" jornalista. Não sou jornalista.

      2) A França é uma democracia muito mais madura do que o Brasil.

      Excluir
  6. Admiro o seu discurso cheio de esperança, Tony.
    Não tenho.
    Só vejo pessoas que dizem querer mudanças, mas mostram que querem mudança desde que nada mude nos seus próprios direitos ou expectativas de direitos.
    E aí a conta não fecha.
    O único político capaz de agradar a este eleitorado é o político mentiroso.
    Não será eleito qualquer político que diga a verdade sobre a situação do País e sobre o que é realmente preciso fazer para sairmos do buraco em que nos encontramos.
    Educação formal e senso de comunidade: duas qualidades fundamentais do bom eleitor, e qualidades raras no Brasil.
    Nada vai mudar...

    ResponderExcluir
  7. O mio babbino caro
    Nesses dias a Direita tem mostrado que é muito mais ousada que a Esquerda no Brasil...

    ResponderExcluir
  8. Nem precisa ser montado num cavalo branco. E é lógico q é Dória!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que não Armínio Fraga?

      Excluir
  9. Até que demorou para aparecer um "inocente" pra citar o prefeito que fez eventos anos a fio patrocinado com dinheiro público, que incorporou uma área pública a sua casa de campo, que está na órbita de políticos desde o governo Sarney (preciso citar a Embratur?) mas que se vende como "novidade".... Pobre Brasil!

    ResponderExcluir
  10. "uma certa finesse" Ah ta... uma vagabunda antisemita, islamofobica, homofobica, uma ignorante porca que passa meses sem lavar aquela buceta fedida e engordurada e vc ainda acha que a vagabunda tem uma certa "finesse"??? Please ne!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, pelo seu texto dá para perceber que você não tem a mais puta ideia do que seja "finesse".

      Excluir
    2. Adoro puta e finesse na mesma frase, me lembra Hilda Furacão.

      Excluir