domingo, 19 de março de 2017

PIROU NO NEGÃO, PIROU

A morte de Chuck Berry me fez lembrar da versão de "Johnny B. Goode" que João Penca e os Miquinhos Amestrados fizeram nos anos 80. A banda do Leo Jaime não era oficialmente viada (apesar de também ter cometido "Telma Eu Não Sou Gay") e esses sucessos tocavam no rádio e na TV sem a menor reclamação. Ah, bons tempos em que ouvíamos coisas mais legais que Simaraia e Marionça.

4 comentários:

  1. O mio babbino caro
    Nos anos 80 também, as bichas eram ridicularizadas no rádio e na TV sem a menor reclamação. E não causava (tanto) espanto um cunhado encher uma nossa irmã de porrada.
    Tudo muda (mesmo que lentamente):
    "Cadê meu celular?
    Eu vou ligar pro 180
    Vou entregar teu nome
    E explicar meu endereço
    Aqui você não entra mais
    Eu digo que não te conheço
    E jogo água fervendo
    Se você se aventurar"

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa eu digo, era bem mais legal, pois depois de ver uma vez esse negócio de Sofrência eu entendi a coisa: sofrencia é uma mulher gorda, que faz música falando mal do homem que a deixou, talvez se ela fizesse um regime ele teria ficado com ela!!KKKKKKKKK Bom site!!

    ResponderExcluir
  3. desde guriazinha eu ficava louca com o Villar Love, delíciaaaaa

    ResponderExcluir
  4. Qual dos 3 era o Léo Jaime? Não consegui reconhecer! rs

    ResponderExcluir