quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

EXPLODE, CABEÇÃO

O colunista Lauro Jardim garante que Eduardo Cunha já sabia há dois anos que tem um aneurisma, e que ele vinha realizando exames periódicos em São Paulo. Por que cargas d'água, então, o "Caranguejo" da Odebrecht se recusa a ser examinado na cadeia? E por que não entregou à Justiça os comprovantes de sua condição médica? O anúncio de ontem, em plena entrevista a Sergio Moro, tem cheiro de teatro mal-ensaiado. Cunha pode estar tentando se aproveitar da comoção em torno da morte de Marisa Letícia e arrancar piedade das quatro velhinhas que ainda acreditam nele. Só que, como diz o Reinaldo Azevedo, aneurisma não é razão para alguém ser mantido em liberdade. O sujeito se opera, e aí volta para a prisão. Essa veia defeituosa, se existir mesmo, não pode arrebentar antes de Cunha contar tudo o que sabe.

8 comentários:

  1. Parece o Tarcísio fazendo o Renato Villar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkk eu merecia ver o cunha jogando no chão a papelada da mesa pra cair estatelado numa crise de enxaqueca. Eu na cena de Bruna Lombardi, claro.

      Excluir
    2. Quero todos os cargos. Acabaram os cargos, pega o cargo dela.
      “Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria”. Edison Lobão é eleito presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  2. Reinaldo Azevedo escrevendo algo razoável? Estamos em tempos estranhos indeed.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o Azevedo é um dos melhores (se não for o melhor) articulistas de direita do país.

      Excluir
    2. 10:19 A alienação no ápice. No último grande corte de despesas, a Veja demitiu todos os melhores jornalista, mais caros, para deixar o que tinha de pior e mais fácil para manipular e seguir a filosofia da revista. Tanto é que o discurso é sempre o mesmo e de fácil entendimento para a classe média.

      Excluir
    3. Reinaldo Azevedo me bate, mas quando ele me beija, esqueço tudo.

      Excluir
  3. Escola Garotinho de teatro prisional.

    ResponderExcluir