quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

CAJU AMIGO

O governo de Temer, o Velho, perdeu qualquer resquício de vergonha na cara. Agora é salve-se quem puder e fodam-se as aparências. O Angorá foi acintosamente promovido a ministro, só para ter foro privilegiado (e a decisão de Celso de Mello confirmando-o no cargo só comprovou que o STF é mesmo leniente com os poderosos). O Índio foi acintosamente eleito presidente do Senado, e o Botafogo, reeleito presidente da Câmara. O Sonlo vai presidir a Comissão de Justiça. O Primo deu uma palestra explicando como funciona o esquema de troca de cargos por votos. E o Caju propôs nada menos que uma emenda constitucional para blindar o Índio e o Botafogo, que contou com o aval de nada menos que 27 de seus amigos senadores - entre eles, Marta Suplicy e Aécio Neves. Mas a repercussão foi tão ruim que Romero Jucá, já consagrado por sua vontade confessa de "estancar a sangria" da Lava-Jato, retirou a PEC no mesmo dia, talvez para representá-la em breve, numa sessão às quatro horas da manhã. No ano que vem, vão todos tomar caju. Nas urnas.

12 comentários:

  1. Só uma revolução popular e radical para acabar com esses representantes da burguesia

    ResponderExcluir
  2. E tinha vergonha na cara antes?

    E mais: Jucá apenas testou o terreno. Daqui 3 semanas, quando todos tiverem esquecido disse ele tenta de novo. E consegue.

    ResponderExcluir
  3. Interessante que na época que a Dilma considerava essas falcatruas, o comentários aqui pululavam. Não faltava raiva moralista pra cima dos corruptos do PT. Mas agora que os corruptos são outros, a indignação não é mais a mesma e não tem nem de longe a mesma intensidade, quando é expressada.

    Parece que de fato ser corrupto, se apropriar do Estado para beneficiar aliados e fazer mal uso do erário não é escândalo no Brasil. Apenas é quando o PT o faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 14:38 O público aqui é este, se não gostou vá ler o Diário do Centro do Mundo, não conseguiu entender ainda. Os comentário aqui são contra Jean a favor de Bolsonaro, Trump e escambau, enfia isso na cabeça, doido. "Log Cabin Republicans" cucarachas.

      Excluir
  4. O mio babbino caro
    O pior é que não vão tomar caju nas urnas não. A reforma educacional está aí para isso "little help from my friends" a médio e longo prazo.
    Quando Lula (terremoto a vista), disse que o STF era acovardado na verdade era mais que isto "o STF é mesmo leniente".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Lula disse que o STF era acovardado porque não estava sendo leniente COM ELE.

      Excluir
    2. Concordo, "o STF é mesmo leniente", é mais abrangente.

      Excluir
  5. Sério que você acha mesmo que em 2018 eles não estarão todos reeleitos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns senadores não concorrem à reeleição, porque o mandato é de oito anos. Mas outros sim, assim como toda a Câmara de Deputados. Acho que os brasileiros nunca estiveram tão de olho como agora, e os escândalos devem crescer até o final do ano que vem. Eu, pelo menos, vou fazer campanha contra todos os ladrões, não importa de que partido sejam, e sugiro que todo mundo faça o mesmo.

      Excluir
    2. Alguns senadores cujo mandato acaba ano que vem estão cientes que perderam prestígio. Lindberg Farinhas vai concorrer a deputado. PT né mores.

      Excluir
  6. E a burguesia trouxiane que fazia campanha para Aécio Neves? Qualquer pessoa bem informada em Minas Gerais sabe que o homem não presta. De fato, a candidatura dele para a presidência era uma boa estratégica, uma vez que ele era pouco conhecido fora de MG -- abocanhou logo essa gente que jura que o PT é um partido "comunista" (LOL) e nem sabe para que existe uma coisa chamada Congresso. O PMDB lucrou imenso com a scapegoat do PT nas eleições municipais. Agora vamos ver se a população aprendeu a lição -- que o PT se desvirtuou sim, mas que o PMDB SEMPRE foi muito, muito mais podre.

    G.M

    ResponderExcluir