sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

PUNHETEIROS DO BRASIL, UNI-VOS

Chega a ser surpresa o fato de que, em pleno 2017, um político brasileiro convoque uma cruzada contra a masturbação? Marcelo Aguiar, deputado federal (DEM-SP) e, claro, pastor evangélico, propôs um projeto de lei que obriga as operadoras a criar filtros contra "conteúdos de sexo virtual, prosituição e sites pornográficos". Isto porque uma ameaça gravíssima ronda o nosso país: os "viciados em conteúdo pornô e masturbação". Tantos que já consistiriam um novo tipo de orientação: os "autossexuais", que se satisfazem sozinhos e não precisam de ninguém.

Marcelo Aguiar foi cantor "secular" nos anos 90, e quando era oco fez sucesso com "Não Dá para Fazer Amor Sem Você", de Zezé di Camargo. Mais recentemente, foi acusado de engravidar uma amante. Ou seja: é só mais um hipócrita querendo aparecer. Mas não deve ser ignorado, e sim exposto ao ridículo. Este é o objetivo do Punhetaço / Siriricaço que está sendo convocado pelo Facebook. Caso contrário, estaremos pavimentando o caminho para a volta do obscurantismo. Como o que gerou este livrinho francês de 1830, com a história do punheteiro que morreu aos 17 anos.

13 comentários:

  1. Eu sou o verdadeiro Marcelo Aguiar , o Punheteiro...

    ResponderExcluir
  2. Antigamente batia-se punheta usando apenas a boa e velha imaginação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o que, chupetinha?

      Excluir
    2. E o que digo eu, velhote nostalgista.

      Excluir
  3. O mio babbino caro
    Quando a saudade bate forte
    É envolvente
    "Eu me possuo"
    E é na sua intenção
    Com a minha cuca
    Naqueles momentos quentes
    Em que se acelerava o meu coração
    (MV)
    Viva a Punheta!

    ResponderExcluir
  4. Gentiii esse povo evangélico num trabalha não é? Todos os projetos dos políticos evangélicos envolve a sexualidade alheia.

    Esses políticos evangélicos tem obsessão com o sexo é por isso que querem ser porteiro do cu dos outros, da buceta dos outros e agora da rola dos outros

    ResponderExcluir
  5. Dem e PSDB viraram alguns dos partidos que abrigam esse tipo de gente. João Campos, deputado federal pelo estado de Goiás, um dos maiores homofóbicos dentro do Congresso Nacional, esteve no PSDB por um bom tempo. E para o tucanato tudo bem abrigar um ser asqueroso como esse. Campos foi um dos maiores entusiastas do projeto da "Cura Gay", na época desse projeto a liderança tucana da Câmara apenas disse que não apoiaria o projeto e que Campos não contava com o apoio da bancada na empreitada. Expulsão do parlamentar por apoiar esse abominável projeto? Que nada. Aécio Neves e Rodrigo Maia pagam de moderninhos, mas seus partidos abrigam inúmeras figuras reacionárias da direita brasileira. Quero mais é que Dem, PSDB se lasquem. Não passam de partidos que dão abrigo a integrantes da direita religiosa.

    ResponderExcluir
  6. Lembrei dos versos de Tarso Genro, poeta de mão cheia:

    “Quanto te esperei e quanto sêmen
    inútil derramei até o momento”

    ResponderExcluir
  7. Amo una punheta bato todo dia nao vo mentir, adoro.

    ResponderExcluir
  8. Ha ha ha... "mão cheia"!!!

    ResponderExcluir
  9. O problema é que hoje proíbem a pornografia, amanhã proíbem filmes e séries LGBT, depois de amanhã proíbem denúncias contra os malafaias da vida, e por aí vai...

    ResponderExcluir
  10. Gente, consegui finalmente me definir: sou autossexual! Hahaha

    ResponderExcluir