terça-feira, 17 de janeiro de 2017

FECHADURA ESCANCARADA

O namoro entre Jaime e Leopoldo começou a terminar no dia em que o primeiro passou cheque na cama. Descrito desse jeito está até elegante: nas páginas de "El Niño Terrible y la Escritora Maldita", o autor peruano Jaime Bayly não poupa o leitor dos detalhes escatológicos. Depois ele reclama que a ex-mulher, as filhas, o ex-namorado, todo mundo se afasta por causa de sua indiscrição. Porque tudo que está no livro é a mais pura verdade: só os nomes dos personagens foram trocados, e mal. Casandra, por exemplo, é a primeira esposa de Jaime, Sandra. Leopoldo é ninguém menos que o escritor argentino Luís Corbacho, meu amigo há muitos anos, com quem Jaime ficou junto por oito anos. Conheci ambos pessoalmente em Buenos Aires, em 2005; Jaime eu já conhecia de antes, por causa de seu romance semiautobiográfico "No Se Lo Digas a Nadie" (que rendeu um ótimo filme). Aliás, semiautobiografia é o seu negócio. Praticamente todos os seus livros contam passagens de sua vida, disfarçados por mínimas nuanças.  E os de Luís também: alguns anos atrás, comentei aqui no blog a novela que ele escreveu sobre o tumultuado fim de caso com Jaime. Mas dessa vez a coisa foi tão longe que logo eu, que adoro uma boa fofoca, fiquei constrangido ao me deparar com tantas intimidades alheias. É mais, mas muito, muito mais do que eu gostaria de saber.

9 comentários:

  1. Procureo os dois autores pra verificar compra, não existe tradução dos livros? Nem no iBooks da apple achei nada, somente em espanhol. e´isso mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, nenhum dos dois foi traduzido no Brasil. No caso do Bayly, é um escândalo: ele é best-seller em toda a América Latina e na Espanha.

      Excluir
    2. Faz uma tradução e vende aqui no Brasil

      Excluir
    3. Talvez não consigamos avaliar o quanto o Português nos limita.

      Excluir
  2. Agora fiquei assustado... Vc não parece um tipo de cara que se choca muito fácil. rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que eu tenha me chocado. O que me incomodou foi a exposição absoluta da intimidade, não só a do autor como a de todo mundo que convive com ele. As filhas mais velhas de Jaime Bayly não falam com ele há anos, e agora eu entendo por quê.

      Excluir
  3. Duas viadas chatas lavando roupa imunda em público pra ganhar dinheiro e se fingir de escritora.

    ResponderExcluir
  4. Feios te garanto, mas devem ser inteligentissimos, e pelo que vc escreveu jaime é quem passou cheque ou entendi errado? e vc comentou no blog que se hospedou em uma casa linda de amigos em uma viagem a america latina, era deles a casa?

    ResponderExcluir