domingo, 1 de janeiro de 2017

DEZESSETE E SETECENTOS

Pobre Melania Trump. Tudo o que ela queria era um marido rico que a mantivesse no luxo pelo resto da vida. Agora vai ter que passar pelo inferno de ser primeira-dama: uma infinidade de compromissos oficiais pelos próximos quatro anos, com a imprensa observando com lupa cada mínimo detalhe - e o que é pior, comparando-a a Michelle Obama, a melhor primeira-dama americana de todos os tempos. Não é só a vagabunda modelo-e-atriz que o presidente-eleito americano escolheu como sua terceira esposa que vai ter um 2017, digamos, desafiador. Michel Temer, o Velho, também vai: se alguma coisa sensacional não acontecer com a economia brasileira até meados do ano, a pinguela vai balançar rude, e aí não vai ter Marcela Temer que o salve. A bela, recatada e do lar foi apontada pela revista "Veja" como a arma secreta para alavancar a popularidade do marido, mas tem carisma negativo (e as mesmas iniciais de Melania Trump, reparou?). Outro que vai enfrentar dificuldades é Marcelo Crivella: seu discurso de posse como prefeito do Rio invocou a Deus e à IURD, mas quero só ver quem virá ao seu auxílio quando os problemas da cidade se mostrarem muito além de sua capacidade. Ou seja: 2017 não terá eleições muitas importantes - a única de que me lembro é a presidencial na França, em abril. Mas será o ano em que os arrivistas de direita que chegaram raspando ao poder vão ter que mostar a que vieram. Serão mesmo bons de conta? Saberão cobrar três e trezentos de vinte mil?  O 17 não perdoa.

19 comentários:

  1. cuidado, tony, vão te chamar de machista

    ResponderExcluir
  2. Vai ser dose aguentar este Trump copia de Valter Mercado "Ligue já! " E ainda a peruona da mulher dele! Quanto ao Brasil na pinguela mesmo!Só o futuro dirá!

    ResponderExcluir
  3. tonyah nao perdoah, mata!

    ResponderExcluir
  4. MELANIA TRUMP CRESCEU DENTRO DE UMA CASA SOCIALISTA (SEU PAI ERA FILIADO AO PARTIDO COMUNISTA

    ResponderExcluir
  5. Adoro a Michelle Obama, mas "melhor de todos os tempos"? Acho que vc esqueceu da Eleanor Roselvelt ou, em termos de elegância, da Jackie Kennedy...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, pensei nas duas, comparei com Michelle, e Michelle ganhou. Porque ela combina o ativismo de Eleanor Roosevelt com a elegância de Jackie Kennedy.

      Excluir
    2. Acho tão forçada essa coisa de ter que elogiar Michelle Obama por culpa liberal ou policiamento de politicamente correto. É uma matrona, gestos grosseiros, rudes. É tão elegante quanto Nanny People.

      Excluir
    3. Pra começar: Nany People é um das pessoas mais elegantes com quem eu já tive o prazer de trabalhar. Super profissional, sempre bem humorada, bem vestida e pontual.

      Para terminar: não tenho culpa liberal, nem deixo nenhum policiamento me atingir. Michelle Obama é legal de verdade: advogada fodona, ativista pelas causas certas, bonita e bem vestidérrima.

      Excluir
    4. Pois é Tony somos obrigado a constatar que parcela significativa dos comentários são de pessoas totalmente rasas...Admiro e agradeço seu esforço porém, deixa pra lá vai.

      Excluir
  6. E mais: Melania chegou imigrante ilegal nos EUA. Pra vc ver a hipocrisia do Mr. Trimp.

    E em 2017 vai ter eleiçoes nao só na França mas na Holanda tb, onde o Geert Wilders está na frente nas pesquisas. Ele é que nem o Trimp, fala o que dá na telha, bota a culpa de tudo nos imigrantes e é eurocético.

    2017 vai balançar a Europa.

    ResponderExcluir
  7. Vcs tem que ser muito bichinha pra ficar debatendo melhor primeira dama de país que acha vcs o cocô do cavalo do bandido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Machão é vc que vem em blog gay cagar pauta.

      Excluir
    2. 10:37 Mas havia alguma dúvida de sermos muito bichinha, vai coçar o saco e falar do Parmeira e do Timão lá na esquina de baixo enquanto não "descobrirem" que você é só bicha, nem precisa ser muito bichinha, e levar seu COIÓ. Quanto mais longe do circo, mais se encontra palhaços. Que Deus proteja as muito bichinha dos "Covarde do Bem".

      Excluir
  8. Esqueceu da eleição na Alemanha. Merkel irá tentar buscar um quarto mandato. A Alemanha, que já ultrapassou a França (que anda sem muita importância), e irritou os britânicos porque viram que na Europa eles não são mais os maiorais. Por falar em América, duas eleições para governador acontecerão em Noja Jersey e Virgínia, um teste para os democratas, que andam numa mediocridade danada. Tudo indica, aguardemos daqui a 4 dias a leitura dos votos, que Hillary acabou perdendo mais votos do que Trump no Colégio Eleitoral. Que merda. Isso foi para fechar com chave marrom a derrota democrata. Tantos artistas, liberais, ativistas, se preocuparam em pedir para os delegados republicanos não votarem em Trump, que acabaram se esquecendo de pedir aos delegados democratas a manutenção nos votos à Hillary. É por confiar em ultraliberais, que já lascaram o partido outras vezes, que os democratas, entre outros motivos, se encontram na delicada situação de hoje.

    ResponderExcluir
  9. Por falar em França, num post que você escreveu se referiu a Marine Le Pen como extremista de direita. Ela é mesmo. Mas se se refere a ela assim, também deve se referir a François Fillon, candidato de Os Republicanos, como um extremista de direita. Fillon têm as mesmas ideias que Marine sobre os muçulmanos. E engraçado, enquanto Fillon é contra o casamento gay, Marine é favorável ao casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Se a gente fosse analisar sob essa ótica, Marine não seria uma extremista. Mas o conjunto da obra faz dela uma política da extrema-direita. Chamam Marine de extremista porque ela não é integrante da direita tradicional. Já Fillon, outro extremista como Marine, por fazer parte da direita tradicional é chamado de centrista. Não estou defendendo Marine, nada disso, apenas fazendo essa observação, que é muito pertinente.

    ResponderExcluir
  10. O mio babbino caro
    Cá entre nós, Marcela Temer (coitada/urgh)como capa da "Veja", para alavancar a popularidade de Temer, é honrar a indecente história da "Veja".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é pra vender, babuína. Tanto que até hoje estamos falando disso. Funcionou, não?

      Excluir
    2. 23:25 Não nos faça passar vergonha fulano. Fica na sua pra coisa não ficar mais chata.

      Excluir
  11. Tony, entregando a idade, vc se lembrou de "Dezessete e setecentos", kkkkkkk Boa lembrança. Abcs.

    ResponderExcluir